MALTA

MALTA

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

MENSAGEM DE NATAL











É Natal, amigos!
Sejamos todos irmãos
Para que não haja
"Brancos" e "negros"
Mas seres de coração!

ANTÓNIO JOÃO
( 9 Anos)

Sendo o Natal a celebração da esperança e da alegria inerentes ao nascimento duma Criança, ouçamos as suas palavras neste dia, que vos desejo partilhado em alegria com quem amam!

O meu abraço de estima.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

SABEDORIA



" As ideias de concorrência impiedosa, culto do dinheiro e delírio de poder, que movem o sistema de vida hegemónico no planeta estão caducas: apenas  servem para criar sofrimento. Procurar que o mundo continue a girar nessa direcção já é um anacronismo, como indica Viviane Forrester no seu livro «O Horror Económico», de 1996"

MARGARITA  RIVIÈRE

("O Mundo Segundo as Mulheres")

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

GUSTAVO DUDAMEL , UM CASO DE TALENTO



" Um país sem cultura, é um país sem alma.

A música, antes de mais, deve criar bons cidadãos.

A música é alegria, emoção, uma via para mudar o mundo e não tem limites.

o «sistema», na Venezuela, forma cidadãos responsáveis perante a sua comunidade.

O trabalho em grupo com a orquestra fomenta os valores comuns. Aprendem a ouvir-se entre si, multiplicam a sua sensibilidade, estão centrados na solidariedade, no humanismo.

Não criamos solistas, mas sim músicos para o conjunto."

GUSTAVO DUDAMEL
(Chefe de orquestra venezuelano, 28 anos)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

AMI , UM QUARTO DE SÉCULO


"Só ela, a Espiritualidade, nos permitirá, com os pés no chão e a mente no rodopio das galáxias vencer os desafios globais que venham a surgir e implementar soluções esperançosas que passam pela mais esperançosa de todas : a Espiritualidade Global Fraterna.

Temos que apostar nos Valores Universais, tais como o Amor, a Ética, a Equidade, a Justiça,a Tolerância, o Perdão, a Solidariedade, a Fraternidade, a Dignidade, a Honra e o Civismo...sem os quais nada será possível, nomeadamente o restabelecimento da insubstituível e indispensável confiança entre os Cidadãos, o Estado e o Mercado. Isso também é Espiritualidade..."

FERNANDO NOBRE
(Fundador e Presidente da AMI)

Embora concorde com o Dr. Fernando Nobre quando diz que ficaria muito feliz se a AMI deixasse de ser necessária, quero deixar aqui os meus sinceros parabéns pelo impressionante trabalho desenvolvido nestes vinte e cinco anos.


NOTA:

Para comemorar o seu quarto de século, a AMI promove na Aula Magna da Universidade Clássica de Lisboa em 11/12/2009 um Concerto Contra A Indiferença, pelas 21,30H, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

A receita reverte para os projectos em Portugal.

A reserva de bilhetes pode ser efectuada através de  7o7 234 234.