domingo, 5 de fevereiro de 2012

A BARQUEIRA

20 comentários:

  1. Parei a olhar a foto.
    Na verdade caminhamos num mundo desigual. Os vícios e o desamor comandam muitas vidas.

    Não existe partilha nem comunhão de vida. Eles e elas são seres egoístas.
    Quando fazem amor pensa cada um no seu prazer e esquecem-se que o verdadeiro amor é a soma dessa partilha. Dar e receber.

    No barco da vida vemos os que lutam contra a corrente suportando as dores até ao dia da vitória.
    Outros porem, seguem no barco vendo e exigindo sem nada fazer para tornar a viagem mais agradável e a vitória mais saborosa...

    Lembrei-me de tantos casais novos, mas de cabecitas ocas...
    Lembrei-me de tantos meninos e meninas exigindo aos pais o dinheiro do seu sangue para se divertirem jogando-o fora ...

    Crimes actuais.

    ResponderEliminar
  2. O adágio é muito certo, aliás como todos.

    Há um egocentrismo atualmente que me põe fora de mim. Que raio de geração é esta nova? Só pode ser a continuação da dos pais , mas mais refinada.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. :))))) bom djia moça :)))))

    ah, esse slogan é também o meu... rss
    olha só... uma trinca-espinhas a puxar da musculatura para arrastar bote e gorila.... lolll!!!
    não fora a doçura das águas....

    beijooos.

    ResponderEliminar
  4. Sãozita
    Já não são nenhuns putos!
    Mas infelizmente ainda existe muito disto.
    A mulher e sempre a mulher, quando é que ela aprende a dizer BASTA.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  5. Eu também penso o mesmo.
    Boa semana!
    Beijinhos.
    Brasil
    ✿⊱╮
    ¸.•°`♥✿⊱╮

    ResponderEliminar
  6. Diz um outro lugar comum: "mulheres e crianças primeiro!" - há homens que amadurecem, outros apenas crescem. :)

    Parabéns pelos blogues!
    Grata pelo Face.

    Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  7. Querida São, fiquei aqui a pensar se seria um desabafo ou um comentário mesmo... à fotografia! :P

    ResponderEliminar
  8. Sempre assim foi, mas não é fatal que assim continue a ser...

    ResponderEliminar
  9. Olá São!
    "Quando só um lado se esforça,para o barco deslizar bem"! Há que ter coragem para navegar,sózinha!
    Beijocas.
    Mariana

    ResponderEliminar
  10. Tem razão, LUÍS.

    As pessoas estão esquecendo que a vida é para ser partilhada e que , na família, os esforços devem ser comuns. Aliás, em sociedade também.

    Mas a solidariedade e a compaixão foram substituídas pela competição e pela ganãncia.

    A dita geração à rasca não está mais aflita do que a minha( e as anteriores) esteve...e nós não podíamos contar com o apoio dos pais, eles próprios em muito má situação.

    Boa semana

    ResponderEliminar
  11. Esta geração foi mal habituada e mal educada.

    Fomos de um extremo a outro, se calhar com boas intenções...mas de boas intenções está o Inferno cheio, segundo dizem.

    Muitissima gente se esqueceu que liberdade implica responsabilidade e confundiu liberdade com libertinagem, infelizmente.


    Boa semaan, ACÁCIA.

    ResponderEliminar
  12. Meus ENCANTOS, ora que bom pensarmos igual, rrss

    SAbes? Para mim, a culpa maior é até dela.

    Se não nos respeitamos, ninguém nos respeitará, não é?

    Boa semana, linda

    ResponderEliminar
  13. ADELINHA, há situações em que a mulher deve pura e simpleemente dizer NÃO!

    Só que , mesmo quem não é submissa, acaba sempre cedendo algumas vezes... em nome da relação, das crianças, etc.

    E falo por mim

    Boa semana, amiga

    ResponderEliminar
  14. E pensa muito bem, linda INÊS!

    Feliz semana, minha amiga

    ResponderEliminar
  15. BLOGADINHA, obrigada eu!

    Se aparecer é muito bom.

    E como muito bem diz, há criaturas que jamais deixam de ser infantis.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. MANELA , minha amiga, a foto mandaram-ma num e-mail e eu coloquei a frase, porque é o meu lema de vida(sentimental).

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  17. É só uma questão de a mulher não permitir ser abusada em nenhuma situação Reconheço que não é fácil, mas pode-se sempre tentar!

    Boa semana, JUSTINE

    ResponderEliminar
  18. Querida MARIANA, foi mesmo isso que fiz há trinta anos atrás...

    Beijinhos e votos de excelente semana

    ResponderEliminar
  19. Creio que já tinha escrito o comentário, mas acabei por sair distraidamente sem o publicar. Tontice minha!

    A solidão é uma arte que quando aprendida e bem praticada pode até trazer muita felicidade.

    Um longo abraço de saudade dos nossos serões

    ResponderEliminar
  20. Tens razão, meu bem

    Saudaes dos serões, das viagens, dos almoços, .....

    Bom dia de S. Valentim!

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...