sexta-feira, 29 de abril de 2016

domingo, 24 de abril de 2016

"O EXÉRCITO PERDIDO" - VALERIO MASSIMO MANFREDI

Para comemorar o Dia do Livro (23/4) decidi trazer aqui "O Exército Perdido" do arqueólogo e professor da Universidade de Bolonha Valerio Massimo Manfredi .

O tema é o do intenso e penoso destino do exército de mercenários que Ciro teve à disposição com o intuito de atacar e destronar seu irmão Artaxerxes, imperador da Pérsia.

Simplesmente tudo se desmorona para quem vivia de vender a sua destreza militar quando Ciro é morto numa batalha contra o exército de Artaxerxes. A partir daí, ficam entregues à sua sorte , sendo que tudo piora quando os chefes são apanhados numa emboscada.

O autor , que percorreu todo o trajecto do Exército dos Dez Mil, mais de seis mil quilómetros, baseou-se na obra "Anábase", diário da expedição escrito pelo ateniense Xenofonte.

Em homenagem às mulheres que seguiam os mercenários e que sofreram imensuravelmente mais do que eles, Manfredi faz a narração pela boca de Abira, companheira de Xenofonte.

 É uma descrição vívida, apaixonante e dramática da terrível e durissima luta daqueles milhares de seres humanos ao longo de largos  meses , sob um clima impiedoso , num terreno desconhecido e hostil e sempre acossados por inimigos , pela própria sobrevivência.

O romance foi distinguido com o Prémio Bancarella 2008 e , na minha opinião, merecidamente. 


 EXCERTOS

- "Seres humanos irreconhecíveis vagueavam, cambaleantes, pelo meio da pavorosa carnificina.De repente, o olhar de Sófos e o meu fixaram-se em simultâneo num ponto, exactamente no centro do nosso campo visual. Havia uma figura humana hirta e imóvel, numa imobilidade irreal. O rosto sempre impassível de Sófos contraiu-se num esgar e logo se encaminhou nessa direcção, levando o cavalo pelas rédeas. Segui-o avançando lentamente num solo que se tornava resvaladiço devido ao sangue, numa atmosfera fétida, revoltante. Era Ciro. O seu corpo nu estava espetado num poste aguçado que lhe saía pelas costas.A cabeça, quase arrancada do tronco, estava inclinada sobre o peito."

 - " Para os Dez Mil não havia alternativa:ou venciam ou morriam. Melhor ainda se desaparecessem.Ninguém podia revelar o que estava por detrás daquela extraordinária e temerária expedição.As coisas, porém, não correram como o previsto.O exército de Ciro saíra derrotado , mas os Dez Mil haviam vencido. Sobreviveram e eram um perigo ."  

terça-feira, 19 de abril de 2016