sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

MOSTEIRO DA CORTIÇA , BUÇACO

Exterior do edifício



Eu e uma companheira de viagem:interior do edíficio
Fonte no exterior
Painel à entrada do mosteiro.



Aspectos do Hotel do Buçaco
Árvores da Mata do Buçaco


No Mosteiro da Cortiça, situado na Mata Nacional do Buçaco, pernoitou o militar inglês Wellington após a derrota das tropas francesas.

O Mosteiro é revestido a cortiça por causa da humidade do local onde foi construído.

Tirei as fotos em 6/2/2011, aquando da minha segunda visita ao edifício, com um intervalo superior a três décadas. Porque foram as únicas vezes que estava aberto ao público em todas as inúmeras visitas que fiz à Mata.

Espero que gostem ...e que visitem.

74 comentários:

  1. Nossa tudo muito lindooo!!

    Meu irmão tenho certeza ficaria encantado com a catedral postada em segunda foto.

    Moro em Petrópolis Rj, temos a Catedral São Pedro de Alcantara, toda de pedra, confesso que mesmo suspeito ela é lindissima!!

    Encanta a quem olha por fora, se você adentra você se bestifica!

    Se puder, procure por ela!

    Um exelente fim de semana!

    Nos encontramos no Alma!

    ResponderEliminar
  2. Que beleza ! - Acabo de retornar de uma viagem pela Europa e pude andar por tantos lugares com centenas de anos de história. Voces realmente possuem um patrimônio cultural incrível .... Bjs sulinos !

    ResponderEliminar
  3. Olá São!
    Já faz muito tempo que não vou ao Buçaco e as tuas fotos vieram aguçar a minha vontade de lá voltar.
    Tem um excelente fim-de-semana

    Beijinhos da Amiga

    Isabel

    ResponderEliminar
  4. Bem vindo , VINICIUS!

    A segunda foto corresponde à capela interior do mosteiro. E irei , sim, procurar.

    Que seja agradável seu fim de semana,

    ResponderEliminar
  5. Ai, IVANCEZAR, espero que nos mostre fotos dessa sua viagem, rrss

    um abraço

    ResponderEliminar
  6. Pois, vai...não esperes tanto tempo como eu, rrss

    Bom final de semana, ISABELINHA.

    ResponderEliminar
  7. Querida São, desconhecia a existência deste Mosteiro, no Buçaco. Obrigada pela dica :)
    Beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  8. Não é de surpreender, minha querida.

    Eu só consegui entrar lá duas vezes e com um intervalo de décadas, pois estava sempre encerrado.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. São

    Conecendo um pouco todo o país, nunca visitei o Buçaco, com me dizem lindo. O teu post demonstra bem.
    Beijos
    Daniel

    ResponderEliminar
  10. Ai, meu amigo, pega em ti e vai até ao Luso /Buçaco com tempo e no Verão: irás gostar!

    Fica bem

    ResponderEliminar
  11. Que fotos mas bellas plasmadas en tu magnifico y educativo post.

    Te dejo un beso y un abrazo mi querida amiga Sao

    ResponderEliminar
  12. Olá,
    Primeiramente muito obrigada pela visita e comentário...
    Seu blog é lindo demais, imagens deslumbrantes, prometo que voltarei aqui com tempo...
    abs

    ResponderEliminar
  13. Hum... visitar o Buçaco e as suas belezas e depois um repasto de Leitão À Bairrada regado com um bom Dão Meia Encosta. Um passeio completo!
    Eu ainda não esqueci o que de bom tem o nosso país. rsrsrs

    Bom fim de semana e beijo grande

    ResponderEliminar
  14. Que lindo! Adorei esse mosteiro.Belas fotos!

    Quanta coisa linda pra ver em cada pedacinho!

    beijos,lindo fds,chica

    ResponderEliminar
  15. POrtugal tem recantos lindos, apesar de ser pequeno em território.

    Bom fim de semana aí no Brasil.

    ResponderEliminar
  16. Leitão não é propriamente meu prato preferido.

    Mas o Dão é boa companhia, sim.

    Além disso, tinha almoçado muito bem em Coimbra, com um panorama soberbo sobra a cidade

    Bom fim de semana, Amigo.

    ResponderEliminar
  17. Bem vinda , SÓNIA!

    Dar-me-á todo o gosto em a ver aqui sempre.Ou também no "são", rrss

    O meu abraço agradecido.

    ResponderEliminar
  18. Meu abraço agradecido pelo apreço, GUARÁ.

    ResponderEliminar
  19. Querido amigo RICARDO, muchas gracias e feliz fim de semana.

    ResponderEliminar
  20. Gostei de ver e estive lá, há 3 anos. Não o vi por dentro, mas por fora, apreciei este belo edifício.
    Adorei a Mata do Buçaco.

    Convido-a a visitar os meus blogues; num deles verá como é bom sonhar e no outro verá o meu recolhimento.
    Fotos minhas, as do recolhimento, num lugar simples, mas muito zen, com paz e silêncio, no meio do Alentejo.

    O recolhimento deve-se ao vazio a que a minha vida chegou...
    Um pouco como a vida de muitas outras pessoas, que é um vazio imenso, só que cada qual ocupa o vazio de formas bem diferentes.
    Mas, nestas idades, é o mais normal, o vazio da vida das pessoas; os filhos cresceram e foram fazer a sua vida e nós, Mães ficamos sós...

    Alguém escreveu:
    nós mulheres, fomos educadas para doar, dividir, servir, ajudar, sustentar.
    SIM, mas já passou o meu tempo de doar, dividir, servir, ajudar...
    Ainda o faço com os meus netos, mas eles são dos pais e eu fico com os restos que sobram, para mim...muito pouco ou nada...

    Nem sempre formar uma família e vê-la crescer, nos dá muito orgulho...
    Emociona e chora-se muitas lágrimas, acredite!

    Beijinhos.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  21. Sei muito mais do que possa imaginar acerca do que as crianças que criámos e educámos o melhor que soubemos e pudemos têm a capacidade de nos fazer, minha cara.

    Bom final de semana.

    ResponderEliminar
  22. Minha querida

    Portugal não precisa de ser grande em área pois é grande em belezas e Coração.

    Quando referi o leitão eu sabia que não gostas, mas apenas o fiz por ser uma iguaria típica da região. Mas aceitaria de bom grado partilhar-mos umas febras na telha, ali no Colon, mesmo regado pelo tinto da casa. Ah! Mas amanhã (Domingo) é dia de cozido à portuguesa por lá!

    Muitas, muitas saudades

    ResponderEliminar
  23. Olá, amiga!
    As fotos estão muito bonitas...
    O lugar é lindo, rodeado de mata nativa, tranquilo e cheio de paz espiritual.
    Se eu puder, um dia quero visitar Portugal... quem sabe se eu não chego nesse mosteiro também?
    Bom fim de semana!
    .♫♫°°º
    °º♫ Beijos ღ°º
    ♥°º
    .•♥¸.•´•Brasil°º

    ResponderEliminar
  24. Pese ala imposibilidad de acceder personalmente a esas bellezas,vos nos transportaste hasta allí,con toda elegancia.
    Besos

    ResponderEliminar
  25. Olá São, já lá vão uns bons 35 anos que não vou ao Buçaco e nessa altura não me lembro desse museu. Fotos lindíssimas. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  26. Um zona muito bonita, sem dúvida a merecer uma visita de quem não conhece,ou repetir...quem por lá já passou;):)

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  27. rrrsss rsss e um peixe galo com arroz de tomate no " Mário" olhando o Tejo? rrrss

    Beijinhoosss, lindo

    ResponderEliminar
  28. Querida INÊS, se puder vir a Portugal venha pois tem paisagens lindas e alguns monumentos muito bonitos e , como é maneirinho, dá para ver quase tudo em pouco tempo, rrss

    Um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  29. Muchas gracias, mi querido amigo, por tu aprecio.
    Bem hajas, RODOLFO.

    ResponderEliminar
  30. Eu só vi este Mosteiro aberto duas vezes.

    Pena seguirmos o exemplo espanhol no corte dos direitos dos trabalhadores e não no estupendo trabalho que eles realizam quanto ao turismo.

    O meu ggrato beijo pelo apreço, ROSA BRANCA.

    ResponderEliminar
  31. Viva, AFLORES!

    Folgo em que estejamos de acordo com a beleza do Buçaco.

    Continuação de feliz recuperação.

    ResponderEliminar
  32. Conheço bem o Buçaco mas, só de Verão, imagino que agora seja bem húmido e frio mas não deixará de ter menos beleza.
    Bjs

    ResponderEliminar
  33. Eu, desta vez, estive pouquinho tempo E também prefiro ir lá de Verão,

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  34. Boa noite São,
    e um lugar a visitar, sem dúvida!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  35. E com vagar, pois tem a Cruz Alta, a Fonte FRia, o Vale dos Fectos, o Museu MIlitar, ....

    Bom domingo, linda.

    ResponderEliminar
  36. Estás a mostrar-me uma coisa nova para mim, São! Já estive tantas vezes no Buçaco e nunca entrei no Mosteiro da Cortiça.
    Irei, numa próxima oportunidade - parece ser lindo, como todo o ambiente à volta.
    Obrigada, abraço

    ResponderEliminar
  37. De todas as vezes que estive no Buçaco - e já foram muitas - só consegui ver o Mosteiro, pequeno, aberto estas duas vezes...e com intervalo de mais de trinta anos!

    Nunca entendi a razão de não estar sempre aberto ao público.

    E cá fico esperando a reportagem de Paris, rrss

    Abraço

    ResponderEliminar
  38. Humm... saudade de um bom peixinho no "Mário"!
    Aqui, além de ser uma cidade no litoral, o pessoal só quer comer carne, carne e mais carne. Vá lá que aparece um camarão por aqui e por ali, mas tão só.

    beijos

    ResponderEliminar
  39. Ainda nos havemos de refastelar juntos com um bom peixe no "Mário" regado a vinho branco fresquinho rrss

    Um abraço amigo

    ResponderEliminar
  40. Olá São.

    Lindo.
    Excelentes fotografias.
    Arquitectura maravilhosa, história e património cultural... um local onde se respira natureza. Encheu-me o ego.

    Kandandos e uma óptima semana.

    ResponderEliminar
  41. Uma belíssima visita a tua, numa das mais bonitas matas do país.
    É sempre bom darmos a conhecer o que é nosso, porque não somos tão pequeninos como muitos imaginam.
    A nossa riqueza paisagística e patrimonial é riquissíma.
    Portugal é um país lindo!
    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  42. Boa noite São,
    aqui, um mimo para si.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  43. Olá amigo!!

    Passando apara deixar um forte abraço e desejar um exelente inicio de semana!

    Nos encontramos no Alma.

    ResponderEliminar
  44. Belas fotos, São. Que lugar magnífico! :) Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
  45. LINDOOOO! já fui ao buçaco, mas vi só "a parte verde" digamos assim..tenho que ver esse mosteiro, fotos lindíssima são!

    beijinho*

    ResponderEliminar
  46. Para mim, um dos sítios mais bonitos do nosso Portugal.
    Este mosteiro Carmelita, dos Carmelitas descalços, está forrado de cortiça o que permite um melhor equilíbrio térmico e melhora acústica do interior.
    A mata é frondosa e muito varada. Desde a Cruz, em dias abertos, vê-se a Figueira da Foz.
    Gosto imenso do Hotel, no seu belo estilo neomanuelino, sobre tudo pelo bem conservado e decorado que está.

    Excelente trabalho. Boas fotografias... os meus parabéns.

    Um grande abraço, querida amiga

    ResponderEliminar
  47. Bem vindo, KIMBANDA!
    Um dos locais mais bonitos de Portugal Comtinental, sim. Pena que não saibamos aproveitar o que temos, não é?
    Um abraço

    ResponderEliminar
  48. Concordo de todo contigo, BRANCA!
    Se seguissemos o exemplo da vizinha <espanha em termos turísticos seria muito boa ideia.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  49. Olá, VINICIUS: já fui enxugar sua lágrima.
    Beijo

    ResponderEliminar
  50. A parte verde é linda , os monumentos também Este Mosteiro é pequeno , mas tem motivos de interesse.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  51. O meu grato e enorme abraço +p0r teres apreciado, querido amigo, o trabalho que fiz acerca dum zona bem bonita.
    Bem hajas, DUARTE!

    ResponderEliminar
  52. Olá amiga São!

    O Hotel conheço bem, já lá estive várias vezes, de visita claro!
    O Museu não !!!
    Desconhecia por completo.
    Obrigada.
    É uma boa razão para lá voltar.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  53. Eu só por duas vezes consegui visitar o Mosteiro, que tem poucas celas.

    Deveria estar sempre aberto, mas só o vi disponível ao público com dezenas de anos de interregno.

    Um abraço, minha querida.

    ResponderEliminar
  54. Um sítio em Portugal muito belo!...Toda aquela jóia arquitectónica que aparece de repente e deixa um deslumbramento!...
    Aquela mata cheia de mistérios, onde ouço em surdina a música de Grieg!...
    Maravilha!!
    Beijos,
    Manuela

    ResponderEliminar
  55. Folgo em que achemos o Buçaco e o Luso muito bonitos, rrss

    Uma noite serena.

    ResponderEliminar
  56. São,

    Não espere outra reação do que o encantamento e os olhos brilhando diante esta beleza esplendorosa! Obrigada, querida!


    Carinhoso beijo e um abraçãoooo gostoso!

    ResponderEliminar
  57. Sim, a Mata do Buçaco e o Luso são de uma beleza encantadora.

    Mil beijos, amiga minha.

    ResponderEliminar
  58. é lindo, conheço, temos maravilhas neste nosso pequeno cantinho á beira mar
    Bjs

    ResponderEliminar
  59. minha querida irmã, que linda reportagem!!!já andei por aí, várias vezes, mas não conheço o mosteiro... (lolololol)
    beijinhosssssss

    ResponderEliminar
  60. POis é, há pequenos e maravilhosos recantos que a maior parte das vezes passam despercebidos. Mas se fosse em Espanha, não seria assim, não!

    Beijinhos, LUNA.

    ResponderEliminar
  61. Irmãzinha, natural que não conheças o Mosteiro pois rearamente está acessível ao público, embora eu não perceba a razão.

    Beijinhos, linda.

    ResponderEliminar
  62. A repetição anual da visita ao Buçaco é uma atitude natural e extraordinária.
    É lindíssimo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  63. Sempre que posso , passo por lá.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  64. Esplendoroso!...

    As fotografias fazem justiça ao espaço.

    M.G.

    ResponderEliminar
  65. Bem vinda!
    O meu grato abraço pelo apreço.

    ResponderEliminar
  66. Olá bom dia!

    Primeiramente quero te agradecer pela mensagem deixada no meu blog, obrigada de coração.

    Seu blog é maravilhoso, as ilustrações são de tirar o folego, voltarei com tempo para apreciar com calma tudo o que há nele...

    bom domingo

    ResponderEliminar
  67. Pois venha sempre, quando quiser que terei muito gosto em vê-la nesta casa, que também é sua.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  68. Bonitas fotos, com belas imagens
    Saudações amigas

    ResponderEliminar
  69. Bonitas fotos, com belas imagens
    Saudações amigas

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...