sexta-feira, 6 de maio de 2011

DEVANEIOS

No denso nevoeiro
De uma vida sem sentido
Nada de concreto se vê
Adivinha ou sente...

Só os braços nus
De uma austera solidão
Se desenham
Contra a mágoa.

SÃO  BANZA
(17/2/2011)

40 comentários:

  1. Querida amiga São

    Tenho problemas cansativos com a Net... Isso tem me impedido de blogar. Aos poucos tento visitar os amigos e quando consigo fico a sorrir!
    Para deixar comentários tem sido quase impossível, aparece uma tela:Service Unavailable
    Error 503
    Mas resolvi tentar um pouquinho mais, pois gosto muito de você e seus blogs!
    Eis-me aqui! Espero agora conseguir enviar...
    Devaneios bem podia ter sido escrito por mim, tal me identifiquei, minha amiga! Posso levar para um dos meus blogs, claro com todos créditos? Me deixará muito feliz!
    Continuo a acompanhar os blogs amigos pelo Google Reader, pois assim não fico com tanta saudade...
    Tenha um ótimo fim de semana, minha querida. Beijos no coração
    Helô

    PS: Fico tão feliz quando vejo suas postagens de viagem!!! Me faz sonhar acordada!

    ResponderEliminar
  2. Que grata surpresa encontrá-la aqui, minha querida!

    Claro que pode dispor, mas eu é que fico muitissimo grata pelo seu generoso apreço. Até lhe pode colocar um título, porque DEvaneios é o que eu intitulo sempre que publico poeminhas meus, rrss

    Viajar é sempre muito bom, mesmo que seja só por fotos , não é?


    Um abraço apertado, minha linda.

    ResponderEliminar
  3. Como poesia suas palavras são verdadeiramente belas. Mas atrevo-me a discordar do que leio aqui : não há vida sem sentido. Mergulhados que estamos nas possibilidades, parece que não percebemos o sentido de nossas vidas, mas "de fora" frequentemente se torna evidente. Mágoa? Como entendo disso, e solidão, as vezes tenta me alcançar, mas teimosa que sou, escapo de um a outro artifício e/ou recurso.

    PS: Estive ausente, nasceu-me uma neta, de uma filha que não falava comigo até que sentiu dor e engoli o que penso ser ato de justiça para o "bem comum"; faleceu minha mãe- fez a passagem (?) após 50 dias hospitalizada...Alem dos movimentos regulares...

    ResponderEliminar
  4. Para entrar no blog é um problema.
    Talvez seja só meu...
    Mas o Blogger tem-me dado música.
    Agora... já entrei.
    Gostei do poema.
    No nevoeiro... só solidão... e... a esperança que regresse o D. Sebastião.
    Era uma boa altura. As aves de rapina pairam em nosso redor.
    Cumprimentos e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. no nevoeiro não há sentido... acsaba por ser a mágoa a vencer, maninha!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá
    Venho agradecer as suas simpáticas visitas e muito mais grata estou pelas palavras sempre tão doces e simpáticas.

    Tive um Abril bem preenchido e feliz; isso fez-me muito bem!
    Maio também vai ser um pouco agitado, de dia 14 em diante.

    Gostei muitos dos DEVANEIOS e da bela foto que acompanha.

    Um beijinho
    Bom fim de semana
    Tulipa

    ResponderEliminar
  7. Solidão, mágoa...
    Sopre o nevoeiro e deixa o sol passar.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  8. °º♥ ·.Amiga!


    Ahhh... eu sempre sou otimista e acredito piamente que tudo um dia melhora...

    ♥ Bom fim de semana!
    Feliz Dia das Mães!!!

    Beijinhos.
    Brasil

    °º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  9. Extremamente instigantes seus versos
    realmente algo para se pensar,
    muitas vezes na vida temos momentos
    que não sabemos explicar
    o verdadeiro motivo de fazermos algo
    ou de sermos algo, no entanto
    o que vale é não sofrer
    e estarmos felizes conoscos mesmos
    e com as pessoas a nossa volta.
    Adoro seus versos,

    Dan

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga,

    Devaneios sentidos profundamente....Em belos versos!


    Beijos com carinho, São.

    ResponderEliminar
  11. Minha mãe E sua Mãe
    Que ao dar a benção da vida, entregou a sua...
    Que ao lutar por seus filhos, esqueceu-se de si mesma...
    Que ao desejar o sucesso deles, abandonou seus anseios...
    Que ao vibrar com suas vitórias, esqueceu seu próprio mérito...
    Que ao receber injustiças, respondeu com seu amor...
    E que, ao relembrar o passado, só tem um pedido:
    DEUS, PROTEJA MEUS FILHOS, POR TODA A VIDA!
    Para você mãe, um mais que merecido:
    Feliz Dia das Mães!
    Você merece!!!
    Meu abraço meu carinho para você

    Feliz Dia Das Mães.
    beijos e beijos com infinita
    ternura,Evanir.
    www.aviagem1.blogspot.com

    Nosso Dia Das Mães..Brasil

    ResponderEliminar
  12. São

    Achei um inspirado e maravilhoso poema, este teu.

    Em relação à fadista Maria Pereira, realmente o marido foi Ricado Covões, dono da Roniloaca e do Coliseu do Recreios.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Querida São

    Obrigada por me autorizar a publicação em um dos meus blogs.
    Já está no Eternos Sonhares.
    Tenha uma ótima semana!
    Beijos no coração.
    Helô

    ResponderEliminar
  14. Triste, São... tão triste como belo, porém! :) Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  15. poesia elevada a máximo expoente...

    gostei muito.

    beijos

    ResponderEliminar
  16. nevoeiro que traz cousas...
    que se adivinha ou se sente
    abrazo serrano

    ResponderEliminar
  17. Minha querida amiga, como são semelhantes as nossas trajectórias de vida!

    Sim, todas as vidas têm um sentido...mesmo não aparente.

    Que sua neta tenha vindo em bem e para bem e que ressa sua filha trenha luz para rever as suas decisões incorrectas.

    Penso que deciddiu bem ao colocar o bem comum acima de tudo, o resto virá a seu tempo.

    Quanto a sua mãe, peço para ela o que peço para a minha, isto é muitissima Luz e ainda maior arrependimento assim como a paz possível.

    A si, Dona, desejo que sua mãe não a venha infernizar em sonhos, como a mim me acontece de vez em quando.

    Um grato e apertado abraço lhe dou.

    ResponderEliminar
  18. Traz, MIXTU? Só se for o D. Sebastião...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Caro HERÉTICO, vindo de quem tem a tua qualidade de escrita, esse teu elogio é desvanecedor!

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  20. Mercies, LUIS ANTÒNIO:
    Abraçadas.

    ResponderEliminar
  21. E, principalmente, real, meu querido amigo...

    Um abraço grato e grande , SWAMI!

    ResponderEliminar
  22. HELÔ, meu bem, o meu muito longo e grato abraço.
    SEja muito feliz!!

    ResponderEliminar
  23. Pois, eu bem me parecia que a informação estava correcta: nunca a apreciei.

    O meu grato abraço pelo apreço.

    Fica bem, DANIEL.

    ResponderEliminar
  24. Que todas as mães que o sabem ser sejam abençoadas...e as outras iluminadas

    Beijos e gratidão para si, EVANIR.

    ResponderEliminar
  25. Querida amiga, é muito agradável seu elogio.

    Para si, SARINHA, toda a minha agratidão num grande abraço.

    ResponderEliminar
  26. Linda INÊS, conserve esse seu optimismo, sim?
    O meu grato beijo.

    ResponderEliminar
  27. E quantas vezes já o tenteri, GUARÁ?

    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. É bom ter aqui as suas palavras. sabe?
    O meu agradecido beijo, TULIPA.

    ResponderEliminar
  29. Meu caro DAN, obrigada pelo apreço, É sempre bom ter aqui suas palavras , viu?
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  30. Sem dúvida: a mágoa e o frio ...

    Um abraço fraterno e longo, querida mana.

    ResponderEliminar
  31. Obrigada por gistar do poema, meu caro JOSÉ.

    Acha que Sebastião resolveria alguma coisa, a sério?...Pois não foi ele que se lançou, contra tudo e contra todos, naquela insanidade sem tamanho que se saldou na tragédia de Alcácer-Quibir?!

    Eu acho ser Portugal um desgraçado território onde raramente aparece alguém com capacidade de governar...e quando assim é são afastados, nem que seja por assassinato.

    Bom resto de semana.

    ResponderEliminar
  32. http://wwwasnoticiasemgeral.blogspot.com/ Olhem meu blogger ai

    ResponderEliminar
  33. Sabe? Para mim é muito importante a opinião de quem vem até aqui!

    Saudações.

    ResponderEliminar
  34. Te convido a visitar os meus blogs:
    www.sporamor.blogspot.com
    www.consolacaodeamor.blogspot.com
    Não é vírus, nem spam. Visite-me
    Anelise Peruzzi. Rio Grande do Sul/ Brasil

    ResponderEliminar
  35. Agradeço o convite . Mas só o aceitarei quando comentar os meu próprios posts, viu?

    ResponderEliminar
  36. O nevoeiro também faz falta... antes do sol :)

    ResponderEliminar
  37. Oh! Como me revejo...

    Abraço saudoso

    ResponderEliminar
  38. .....

    Um enorme abraço consolador, Amigo!

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...