terça-feira, 3 de dezembro de 2013

PROVÉRBIO PORTUGUÊS


34 comentários:

  1. E parece-me que não há outro mais certo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Pois, só que há pão, mas está muito mal repartido, amiga!!

    Bons sonhos

    ResponderEliminar
  3. E Bem POrtuguês!!

    É o que acontece actualmente em Portugal, looooooooool

    Uma verdade.

    Gostei

    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente, sim, em Portugal está cada vez mais actual.

    O mais degradante a nível humano é que temos um Primeiro -Ministro que confrontado por uma jornalista com a sinalização oficial de milhares de crianças a não serem convenientemente alimentadas respondeu "Todos os ajustamentos são dolorosos".

    Prova da má jornalista que Judite de Sousa sempre foi e é, foi que não insistiu numa tema...ou não andasse ela em comboios na passagem de 2012-2013 com a gente do PSD , pois na altura era casada com Fernando Seara, presidente da Câmara de Sintra.

    Abraço, CIDÀLIA

    ResponderEliminar
  5. Possivelmente o provérbio mais aplicado em tantos lares de hoje, com a diferença que ralham com razão...com desespero...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. e bem certo por sinal:)) beijinhos São, tudo de bom!!

    ResponderEliminar
  7. Infelizmente, bem certo...

    Linda, se ghostas de desafios há um no "são"

    Beijinhos, DREAMS.

    ResponderEliminar
  8. É mesmo, com desespero e justificada raiva, porque é insultuoso que , num país onde crianças não são devidamente alimentadas, tenham aumentado os milionários e muitas fortunas tenham aumentado.

    Pelo que se pode ver que a crise é só para as desgraçadas pessoas da classe média.

    Beijinhos, LISA

    ResponderEliminar
  9. Cada vez mais, só que até há pão...embora para uns seja o que o diabo amassou e para outros da mais fina qualidade!

    Bom dia, PEDRO.

    ResponderEliminar
  10. Lúcido é, CHICA.

    Beijinhos, muitos

    ResponderEliminar
  11. Prefiro nem comentar. :(

    Beijinhos, minha Irmã

    ResponderEliminar
  12. As coisas aqui estão ficando cada vez pior. Nunca pensei concordar com Manuela Ferreira Leitem as desta vez partilho o seu sentimento."Sinto-me emjeitada, sem ninguém que nos defenda!"...nem sequer o seu amigo de Boliqueime!

    beijinhos, meu bem

    ResponderEliminar
  13. Bem verdade.

    E o que me arrepia e incomoda mais, é que em 2013, quase 2014, se fale em fome! Sim, fome.

    Dificuldades sempre houve e continuará a haver, mas FOME?! Como é possível o País ter chegado a este ponto?

    Enfim...0s 3 famosos F's, Fado, Futebol e Fátima.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  14. Vale a pena comentar?...É que é tão verdade que todas as palavras serão poucas para desmistificar tão grande realidade

    Deixo abraço
    ***
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Está horrorosa, pior que um filme de terror !!

    Beijinhos, ROSINHA

    ResponderEliminar
  16. Haver pão, há. Só que é comido sempre pelos mesmos, enquanto a grande maioria não tem nada!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. ALBERTO, compartilho totalmente a sua perplexidade: como é possível Passos afirmar friamente que "todos os ajustamentos são dolorosos" quando confrontado com a sinalização oficial de milhares de crianças a não serem alimentadas adequadamente?!

    Estamos em ditamole, por isso nos massacram com futebol diariamente, transmissões de missas e peregrinações a Fátima e exaltação da "canção nacional"( para mim, jamais o foi nem será)

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  18. Mas é uma realidade que tinha toda a possibilidade de o não ser! Só o é por causa da ganância de determinadas criaturas e de quem lhes rasteja aos pés!

    Tudo de bom, RICARDO

    ResponderEliminar
  19. também já disse aí o mesmo num comentário anterior: há pão , sim! Está é muitíssimo mal distribuído...

    Abraço, LINO

    ResponderEliminar
  20. Creo que eso pasa también en otros sitios.

    Besos.

    ResponderEliminar
  21. Desgraçadamente, se passa...mas por pura maldade!

    Perins, TORO.

    ResponderEliminar
  22. Real, é, sim...mas não tinha que ser.Até porque há pão : a distribuição é que é muito mal feita, DIANA!

    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  23. Infelizmente verdadeiro!

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  24. Admira-me que algum dos actuais figurões ainda não tenha dito "Se não têm pão, que comam brioches"...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  25. É verdade e, neste momento, no país onde vivemos muitos devem ralhar!

    ResponderEliminar
  26. E já são tantas as casas onde se ralha...por não haver pão!

    ResponderEliminar
  27. E cada vez serão mais, infelizmente!

    Como diz o Papa , "esta economia mata!"

    Tudo de bom, mmm´s

    ResponderEliminar
  28. Não há direito que façam passar fome a quem quer que seja, para mais quando há comida suficiente para toda a gente!

    Estamos sob a pata de criaturas sem alma!!

    Abraço, MANUEL

    ResponderEliminar
  29. Acho, GATA, que ainda ouviremos uma alarvidade desse tipo...

    Abraço

    ResponderEliminar
  30. Cada vez mais verdadeiro , Que DEus ilumine quem tem o poder de fazer sofre, por indiferença , as pessoas!

    Beijinhos, ADELINHA

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...