segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

"O FADO LUSO " - NILSON BARCELLI

Há um fado
que nos empurra e segura,
um fado luso
a vincar de estagnação
a nossa marca
de pátria mal-amada.

É uma raiva
de branda insurreição
que nos empolga
sem nos soltar, que vai do Minho aos Açores
de terra em terra,
mas não há meio de chegar.


Nilson Barcelli
(Novembro 2014)

20 comentários:

  1. São
    Poema certo se visto lado menos poético de questão.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E , neste momento, existe alguma poesia no estado do nosso país, Daniel?

      Abraço e boa semana :)

      Eliminar
  2. Fado Luso... duas palavras, São, que estão profundamente associadas no meu imaginário; lembranças do velho lusitano, que me colocou neste mundo! :) Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És filho de português? Alegra-me tal facto , sabes?

      Então , sabes , pelo menos um pouco, como sentimos por aqui...

      Beijinhos, querido amigo :)

      Eliminar
  3. Li e comentei no blogue do autor.

    Adorei!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto imenso da poesia dele !!

      Boa semana, menina :)

      Eliminar
  4. Olá, São!
    Somos um país apodado de... brandos costumes, é este o nosso fado malfadado.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só que quando deixamos os falsos brandos costumes levamos tudo à frente.

      Gostaria mais que assim não fosse.

      Abraço

      Eliminar
  5. Sou pouco de acreditar no fado, no destino.
    Acho que todos podemos mudar a nossa vida.
    Todos os dias.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também, não sou muito de fados nem coisas predestinadas ...

      Podemos moldar a nossa vida, sim, mas não totalmente.

      Obrigada, igualmente, Pedro :)

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Gracias, a mim também alguns agradam.

      Gosto também muito de flamenco.

      Abrazo, Xavi :)

      Eliminar
  7. un canto a Portugal, bella tierra
    Besos, feliz semana, querida amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias por gostares de Portugal !

      Também aprecio muito Espanha e que pena nós não termos a vossa garra ...

      Amigo, obrigada e que a tua semana seja feliz

      Beso

      Eliminar
  8. Há um fado!
    da má governação
    há o fado cantado
    amigo na nação
    há o explorado
    há o explorador
    há o pau mandado
    escravo do senhor
    há o desprezado
    há o sem valor
    há o apaixonado
    há o falso amor
    há o atraiçoado
    pelo estupor!

    O dia é um fado,
    a noite é uma canção
    neste mundo tão apressado
    o que há mais é confusão!

    Boa noite amiga São, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo belo comentário !

      Durma bem :)

      Eliminar
  9. São
    uma boa escolha de um nosso amigo que escreve muito bem poesia.
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que achas o mesmo que eu .

      Abraço fraterno

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...