MALTA

MALTA

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

POESIA - LORCA


16 comentários:

  1. Poesia - Lorca,
    rio a cima numa barcaça
    por onde andará ela agora
    não aconteça nenhuma desgraça
    nem ao bácoro nem a porca
    nem dos olhos da menina
    não caia no chão nenhuma lágrima
    a navegar de noite não vi nadinha
    estava intenso nevoeira na barra!

    Boa noite amiga São, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela poesia e um abraço, amigo Eduardo :)

      Eliminar
  2. Um pouco de poesia neste amanhecer.
    Seremos um rio que cantando desce até ao mar.
    Finalmente procuramos um lugar para descansar
    Como se no oceano isso pudesse acontecer...

    ResponderEliminar
  3. Não sendo grande amante de poesia, gostei muito.

    ResponderEliminar
  4. Gostei!
    Bom dia.

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. No conocía este poema de Lorca.
    Es precioso.

    Besos.

    ResponderEliminar
  6. Que bela poesia, me encanta.
    Bjos e feliz 2015.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom lhe ter agradado.

      Obrigada , igualmente :)

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...