domingo, 24 de abril de 2016

"O EXÉRCITO PERDIDO" - VALERIO MASSIMO MANFREDI

Para comemorar o Dia do Livro (23/4) decidi trazer aqui "O Exército Perdido" do arqueólogo e professor da Universidade de Bolonha Valerio Massimo Manfredi .

O tema é o do intenso e penoso destino do exército de mercenários que Ciro teve à disposição com o intuito de atacar e destronar seu irmão Artaxerxes, imperador da Pérsia.

Simplesmente tudo se desmorona para quem vivia de vender a sua destreza militar quando Ciro é morto numa batalha contra o exército de Artaxerxes. A partir daí, ficam entregues à sua sorte , sendo que tudo piora quando os chefes são apanhados numa emboscada.

O autor , que percorreu todo o trajecto do Exército dos Dez Mil, mais de seis mil quilómetros, baseou-se na obra "Anábase", diário da expedição escrito pelo ateniense Xenofonte.

Em homenagem às mulheres que seguiam os mercenários e que sofreram imensuravelmente mais do que eles, Manfredi faz a narração pela boca de Abira, companheira de Xenofonte.

 É uma descrição vívida, apaixonante e dramática da terrível e durissima luta daqueles milhares de seres humanos ao longo de largos  meses , sob um clima impiedoso , num terreno desconhecido e hostil e sempre acossados por inimigos , pela própria sobrevivência.

O romance foi distinguido com o Prémio Bancarella 2008 e , na minha opinião, merecidamente. 


 EXCERTOS

- "Seres humanos irreconhecíveis vagueavam, cambaleantes, pelo meio da pavorosa carnificina.De repente, o olhar de Sófos e o meu fixaram-se em simultâneo num ponto, exactamente no centro do nosso campo visual. Havia uma figura humana hirta e imóvel, numa imobilidade irreal. O rosto sempre impassível de Sófos contraiu-se num esgar e logo se encaminhou nessa direcção, levando o cavalo pelas rédeas. Segui-o avançando lentamente num solo que se tornava resvaladiço devido ao sangue, numa atmosfera fétida, revoltante. Era Ciro. O seu corpo nu estava espetado num poste aguçado que lhe saía pelas costas.A cabeça, quase arrancada do tronco, estava inclinada sobre o peito."

 - " Para os Dez Mil não havia alternativa:ou venciam ou morriam. Melhor ainda se desaparecessem.Ninguém podia revelar o que estava por detrás daquela extraordinária e temerária expedição.As coisas, porém, não correram como o previsto.O exército de Ciro saíra derrotado , mas os Dez Mil haviam vencido. Sobreviveram e eram um perigo ."  

18 comentários:

  1. Mais uma sugestão que registo com agrado.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Penso que se não arrependerá, Agostinho.

      Abraços

      Eliminar
  3. Uma interessante proposta!
    O excerto é convidativo pelo realismo que comporta.
    Obrigada
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem aprecia romances históricos, como é o meu caso, é imperdível.

      Grato abraço pela vinda, Graça :)

      Eliminar
  4. Parece ser interessante, embora a sua leitura possa ser pesada.
    Amiga, dê um saltinho ao Sexta se puder.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um pouco, sim, mas corresponde ao drama que aquelas pessoas sofreram.

      Beijinhos de parabéns :)

      Eliminar
  5. Parece ser interessante! Fica a sugestão.

    Beijinho Sãozita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostei muito, até por ser narrado por uma mulher,,,

      Abraço , linda, e bom Dia da Dança

      Eliminar
  6. A nossa história é feita de guerras e sangrentas. Hoje as nossas guerras são outras. Tenho que confessar que nunca gostei de história, mas ela faz parte da humanidade. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Humanidade é tão pouco inteligente que ainda nem sequer percebeu que se a guerra resolvesse fosse o que fosse, a Terra seria já há séculos um paraíso.

      Sempre amei História, pois sem sabermos o passado não compreendemos o presente e repetiremos erros no futuro.

      Carinhoso abraço e bom final de semana :)

      Eliminar
  7. Raramente leio este género mas levo uma sugestão wue tenho a certeza de ser...excelente escolha! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gosta de romances históricos , acho que este lhe agradaria.

      Bom fim de semana, Maria da Graça

      Eliminar
  8. Não conhecia o livro... mas super interessante, pelo que nos mostra, São! Adorei os excertos... sem dúvida, de leitura irresistível...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu aprecio imensamente romance histórico e gostei muitissimo deste.

      Bom Maio, ANA

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...