MALTA

MALTA

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

DIA INTERNACIONAL DO FLAMENCO : FARRUQUITO - Baile Flamenco

22 comentários:

  1. Uma dança que é emoção pura.
    E muita, muita, técnica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma Arte maior!

      Sim, com muita técnica , até porque têm passos obrigatórios , embora possam improvisar.

      Bom domingo

      Eliminar
  2. Uma dança, que é sempre sinónimo de pura paixão, entrega e arrebatamento!
    Mais um video formidável sobre a mesma, nesta excelente partilha!
    Beijinhos, São! Deixo já os meus votos antecipados de um óptimo final de semana, pois amanhã estarei afastada da Net!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arte em estado puro tanto na dança como no canto.

      Desde sempre adoro música étnica, genuína.

      Beijinhos e bom fim de semana, Ana.

      Eliminar
  3. Uma cultura que resiste à colonização anglo-saxónica.

    Quis entrar no trabalho anterior para dizer: Cohen não morreu. A prova é que estou a ouvi-lo. Ausentou-se do nosso olhar.
    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente, resiste!

      Sim pessoas como Leonard Cohen , que tive o prazer de ver e ouvir em Lisboa, nunca morre, tem razão.

      Abraço, com votos de estar a recuperar depressa e bem

      Eliminar
  4. Que pernas, invejo-as :)

    Um beijinho e bom fim de semana querida amiga.





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pernas , elegância, técnica, tudo...

      Abraço e um domingo mais agradável do que aqui, pois está de chuva :)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Também eu, principalmente quando é bem interpretada - como é o caso.

      Abraços

      Eliminar
  6. Nos bastidores do reino: a vida secreta na Igreja Universal do Reino de Deus

    Mário Justino
    Geração Editorial, 1995 - 150 páginas

    AQUI É REVELADO TODO O PASSADO SUJO DA IGREJA UNIVERSAL

    Pela primeira vez, um ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus revela com enorme impacto os segredos da seita do bispo Edir Macedo, hoje espalhada por quase todo o mundo. A obra caiu como uma bomba sobre a organização de Macedo, que conseguiu na Justiça uma liminar impedindo provisoriamente a circulação do livro, que ficou apenas 22 dias nas livrarias, desde seu lançamento, em novembro de 1995. A editora lutou e conseguiu, na Justiça, a liberação da obra, em que o ex-pastor Mário Justino narra sua amarga experiência com religião, drogas e o submundo do crime, no Brasil e em Nova York. Um livro recomendado para jovens e que foi adotado como educação para a cidadania por vários professores.


    Completo em PDF para baixar:

    Para baixar é só clicar no botão verde.

    http://migre.me/vxbde

    ou

    http://www.mediafire.com/file/zkxcyleck3a1c59/NOS+BASTIDORES+DO+REINO+-+M%C3%81RIO+JUSTINO+-+COMPLETO.pdf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As denúncias devem ser feitas, sim.

      Porém, não aprecio quem as faz sob anonimato.

      Desta vez, deixei passar o comentário , da próxima não passará.

      Agradeço, inclusivamente, que nunca mais apareça aqui.

      Eliminar
  7. Esse ritmo é enebriante...adoro!!!
    abraços carinhosos diretamente do meu Cotidiano que gostou muito d asua visita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu assim como o cante jondo.

      Agradeço e retribuo o carinho, esperando ter o gosto de a ver aqui sempre

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Uma maravilha!
    Temos os mesmos gostos musicais, bom gosto, portanto :))
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Adoro ver bailado flamenco.
    Obrigado pela partilha
    Beijinhos
    MAria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata eu por ter comentado

      Também adoro.

      Abraço e feliz semana

      Eliminar
  10. Agora também temos às Fallas como Patrimonio da Humanidade.
    Gosto imenso deste tipo de arte, mesmo o mais puro.
    Abraços, querida amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, sim ? Desconhecia! Fico contente, embora nunca pudesse ter assistido às Fallas - com grande pena minha.

      Tal como tu, admiro imenso, mas o genuíno.

      Querido Duarte, abraço grande e boa semana

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...