sábado, 12 de dezembro de 2020

José Régio - Cântico Negro (por José Régio)

26 comentários:

  1. Esta poema tem uma força incrível. O meu preferido de José Régio.
    Beijinho e bom fim de semana !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito deste e da "Toada de Portalegre".

      Achei a visita à casa onde viveu , muito interessante.

      Beijinho e semana boa :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Ainda bem , como se esperaria de quem escreve poesia.

      Boa semana, Ci

      Eliminar
  3. No conocía este poeta.
    Buscaré.
    Feliz Domingo.

    Besos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um excelente poeta português.

      Se vieres a Portugal e passares por Portalegre, poderás visitar a Casa - Museu José Régio, onde ele viveu e está a sua imensa colecção de Cristos.

      Abraço, amigo mio, boa semana

      Eliminar
  4. Um poema maravilhoso, que gosto imenso de ouvir, ou de reler.
    Abraço, saúde e bom domingo.

    ResponderEliminar
  5. É espantoso pela sua força e determinação!

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Um excelente poema e dito pelo autor ...

      Beijinho, semana boa

      Eliminar
  7. Dos que ficam para sempre.
    E que nos lembra que é necessário saber dizer - sei que não vou por aí!
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é cada vez mais é importante saber discernir o nosso caminho.

      Boa semana

      Eliminar
  8. Mais uma vez, amiga, me apresentas a um autor que eu não conhecia... e cuja obra me encanta! Como dizemos, aqui no Brasil: "devo-te mais uma!". :) Meu abraço, obrigado; boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que te agradou.

      Régio foi professor de Liceu e viveu muitos anos em Portalegre, a usa obra merece ser conhecida.

      Bom resto de semana e grande abraço , Swami.

      Eliminar
  9. Que lindo, adorei ouvir o belo poema narrado com este sotaque português. Fez lembrar meus avós.
    Abraços, tenha um feliz natal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que alegria a sua presença e que bom ter gostado!

      Beijinho grato, retribuindo os votos :)

      Eliminar
  10. Adorei!!! Recordei o mesmo poema, dito por João Villaret!...
    Outra magnifica partilha, por aqui, São! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ESte poema tem sido dito por muitos actores e de maneiras bem diferentes.

      Talvez a versão que menos me agrade seja mesmo esta, mas penso que o autor tem todo o direito de se fazer ouvir e eu não conhecia esta leitura.

      Beijinho, Ana .Seja feliz !

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

CITAÇÃO : ADORNO, FILÓSOFO ALEMÃO, 1949

 "Escrever poesia depois de Auschwitz é bárbaro e a educação tem como objectivo que se não repita!"