terça-feira, 2 de novembro de 2021

DIA DE FINADOS : "MORTE "

 MORTE

Vem de leve

e muito mansa

no lento deslizar

da altiva barca.


Vem e traz nas mãos

o sabor fresco da vida

quando o sonho

se abre ao sol.


Vem e mergulha

este meu coração

na corrente subterrânea

do tempo já ultrapassado

no fluir dos dias.


Vem assim como te peço...

mas não já!


São Banza

( "Em Ouro Cru")




40 comentários:

  1. La muerte me parece inaceptable, y sin embargo no hay escapatoria.

    Besos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade.


      Porém, não tenho assim tanto medo da morte.O que me aterroriza é o sofrimento em qualquer das suas formas!

      Te abraço, amigo mio

      Eliminar
  2. Está bem. Fica então para outro dia.
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer que seja o dia, chegará : é a única certeza da vida humana!

      Saudações cordiais.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Penso que nunca estamos prontos...

      Porém , é o sofrimento que me assusta, não a morte.

      Te abraço

      Eliminar
  4. Não é preciso chamá-la, ela virá!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Que llegue tarde y sobre todo, cuando llegue que sea rápida para no sufrir.
    Un abrazo y buena semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oxalá!

      Que se viva com qualidade de vida e se morra sem sofrimento!

      Agradeço e retribuo o abraço e o voto.

      Eliminar
  6. Quer queiramos ou não, a morte é uma realidade para todos nós. Não vale a pena, é estar a pensar nela.
    Quando tiver de vir ela vem. Que seja o mais tarde possível!

    Ótima terça feira, amiga São!
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu amigo, a morte não me assusta por aí além.


      O que me empanica é o sofrimento, a perda daquilo que considero qualidade de vida.

      Além disso, não tenho ninguém nem nada que me faça ter pena de morrer.

      Te abraço .

      Eliminar
  7. sun bring light to stop dream...
    very beautiful poem... love it

    ResponderEliminar
  8. Um belo poema. Que ela venha, quanto mais tarde melhor.
    Abraço, saúde e feliz Novembro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais importante , para mim, é a qualidade de vida, não o tempo da mesma.

      Beijinho grato, amiga, felicidades .

      Eliminar
  9. Uma morte Santa como se deseja! Gosto do olhar... Bj São

    ResponderEliminar
  10. A morte é o fim de todos os sonhos de vida. Que ela se mantenha bem longe.

    Amei a foto, linda!
    Beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio na reencarnação, pelo que a morte , para mim, é só uma mudança de dimensão.

      O que me assusta e muito é perder qualidade de vida!

      Caloroso abraço, Fatyma :)

      Eliminar
  11. Genial poema yo creo que la muerte es fin y principio. Te mando un beso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também creio que a morte é tão só uma transição entre dimensões.

      Gratissimo abraço, JP Alexander.

      Eliminar
  12. Que se mantenha bem longe por MUITO tempo.
    Mas, quando chegar, que chegue em paz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim seja, mas pessoalmente temo mais a perda de qualidade de vida e o sofrimento do que a morte em si...e que venha em paz , essa morte inevitável!

      Eliminar
  13. Bonito poema nos compartes, Sao. Un gusto conocerte, (lo digo por tu foto). Un abrazo.

    ResponderEliminar
  14. Tem que vir, isso é certo, mas que venha o mais tarde possível.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que não percamos qualidade de vida, que é o mais importante, para mim.

      Eliminar
  15. Que la muerte nos sorprenda dentro de mucho, pero con la conciencia tranquila, querida amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, querido Pedro, que nos colha de consciência tranquila!

      Te abraço com carinho.

      Eliminar
  16. Cheguei um pouquinho atrasada, querida São, mas me comoveu teu belo poema, belo no sentido dos nossos mais profundos sentimentos. Jamais estaremos preparados...
    Deixo aqui uma citação que gosto muito, de Gilberto Freire:

    "Venha doce morte... Não, a morte não é doce, mas peço a amarga morte que ela venha docemente..."

    Beijinho, querida São.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda, Taís!

      Muito agradeço as tuas palavras tão gentis e quanto à citação, que desconhecia, de Gilberto Freire ...amei!

      Verdade, a morte - única certeza do ser humano - sempre é uma dura surpresa.

      Carinhoso abraço, minha amiga.

      Eliminar
  17. Que seja como o pagamento dos impostos... quanto mais tarde melhor...
    Adorei a sua descrição poética!... Nascer e morrer, é o que todos temos de mais certo... mas nem sempre, ela infelizmente ocorre de forma muito pacífica... os últimos 7 anos do meu pai, foram realmente bem sofridos... de doença prolongada, é como se designa, para se evitar a palavra mais adequada... mas ainda assim deu o último suspiro fazendo planos para o mês seguinte... em que supostamente seria operado... tinha 53 anos, na altura.
    Beijinhos! Vida longa com saúde... que temos a eternidade pela frente, para ficarmos falecidos... não há que ter pressa... nem que seja para contrariar o Bolsonaro... já que ele afirma com tanto entusiasmo que todo o mundo tem de morrer um dia...
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Pai e minha mãe morreram como pretendiam : ele partiu no sono, sem acordar sequer; ela , esteve acamada e completamente dependente durante seis meses.

      O que rogo ao Grande Espírito é que eu viva só enquanto tiver aquilo que considero qualidade de vida!

      Pena se pai ter morrido tão novo, pouco mais velho do que o meu filho - com quase 5o anos actualmente!

      Bolsonaro é uma criatura completamente execrável, mas que nunca enganou e, assim, os brasileiros sabiam exactamente que estavam a votar num racista, num apoiante da ditadura militar, num fanático religioso, num homofóbico e num machista!!

      Boa noite , Ana :)

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

Trouble of the World PARA BOA SEMANA !