sexta-feira, 2 de outubro de 2009

PERPLEXIDADE


"Há tanta coisa a fazer, meu Deus, e esta gente distraída em guerra !".


ALMADA NEGREIROS

40 comentários:

  1. Tremendo , incomprensible, patético

    Mi cariño querida amiga!

    ResponderEliminar
  2. hey ..
    I am looking for making the world united blogger as the best world wide blog that
    collect more than 250 bloggers from more than 70 counties , different languages , races , religion but w share the same earth ..
    our aim to be 500 bloggers from 100 counties soon ..
    join make this earth live in peace

    send a mail to
    sharm_lover@hotmail.com
    ( with your name and country represented by you )

    world united bloggers
    www.worldub.blogspot.com

    (N.P : this is not a spam )

    ResponderEliminar
  3. Definiste-o muitissimo bem, meu querido amigo.

    Besos, RODOLFO.

    ResponderEliminar
  4. I do not speak english, SHARM
    Sorry

    Saudações.

    ResponderEliminar
  5. O vil metal, o vil metal.

    E o que mais custa é que os que mandam o que constroem esta sociedade, vivem na opulência à custa da miséria humana.

    beijocas

    ResponderEliminar
  6. Exacto... e Almada, um dos meus autores preferidos.

    Um beijo para o teu fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. ... "distrações" que dão mais poder a uns poucos e a perda de dignidade e de vida a muitos.

    abraço.

    ResponderEliminar
  8. A impotência apodera-se de mim ao contemplar imagens deste teor. Podiam dirigir toda essa energia para fazer o bem.

    Um forte abraço

    ResponderEliminar
  9. Até a guerra serve de distração e riqueza para alguns e poder para outros...

    Obga. por esta perplexidade.
    Dá uma grande, grande reflexão.

    Depois de uns dias de Sol e calor...hoje estou perplexa...amanhece enevoado...parece estarmos à beira-mar!

    Bjs.
    Mer

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente, amiga,

    a História do Homem

    é a História das Guerras!

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. oh xão xão xão

    tem toda a raxão, os terrestres extão a uxar as capaxidades xerebrais para criarem monxtros de guerra em vex da pax. é por ixo que a maior parte da umanidade ja não xabe xorrir

    tou numa mixão muto potante e trago nutixias boas.

    xodaxões curdiais

    ResponderEliminar
  12. Olá São,
    É tanta violência, que a gente até sente vergonha de ser feliz.
    Beijos,
    Dalinha

    ResponderEliminar
  13. São,
    Há seres
    que deixaram de ser humanos.
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Partilho a tua dor e indignação, caro ZÉ.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  15. Ainda bem que escolhi alguém do teu agrado.

    Feliz semana, GRAÇA:

    ResponderEliminar
  16. ...e tudo isso com a cumplicidade de quem se arvora em dono da verdade , não é?

    Uma boa semana, LEGÍVEL.

    ResponderEliminar
  17. Assim é, caro DUARTE.
    MAs será que esta gente ainda sabe o que é o bem?
    Que a tua semana seja como desejas.

    ResponderEliminar
  18. Olá, MER!

    Há seres humanos que disso só têm a forma, pouco mais.

    Passei sob chuva no Douro, admirando Porto e Gaia ontem.

    Excelente semana.

    ResponderEliminar
  19. Assim é, meu caro VIEIRA!

    Mas como é possível ainda não se ter entendido que a guerra nada resolve e só gera mais violência?!

    Uma feliz semana.

    ResponderEliminar
  20. A BLIPOVIR

    Bem vindo!

    Espero que venha aqui muitas vezes , sabe?

    Pois , sorrir faz muita falta, sim.

    Uma semana com muitos motivos de alegria.

    ResponderEliminar
  21. Amiga DALINHA, só quem não tem consciência consegue ser muito feliz face ao descalabro humano em que nos encontramos, concordo consigo.

    Feliz semana.

    ResponderEliminar
  22. Car JO RA TONE, de facto há criaturas que de humano pouco têm além do corpo.

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  23. ._________querida São




    sem dúvida!



    .a bestialidde do homem



    que se massifica na cegueira________para se sentir

    .livre.maior!____nos actos de barbárie







    ___________///








    beijO_______ternO
    b.semana

    ResponderEliminar
  24. Não são precisas muitas palavras, para passar uma grande mensagem. Belo post, amiga! :) Boa semana, fica bem.

    ResponderEliminar
  25. Minha linda, disseste-o muito bem.
    Abraço grande, BETTY.

    ResponderEliminar
  26. Vindo de ti, essas palavras são muito importantes: obrigada.

    Bem hajas, ÀRABE.

    ResponderEliminar
  27. Se não fossem as guerras, talvez já não nos pudéssemos mexer de um lado para o outro, com tanto pessoal.
    Depois o que se fariam ás fábricas de armamento?
    Não foram erguidas para dar lucros?
    Ninguém fala nisso, mas o nosso país está bem colocado no "ranking" dos fabricantes e não é por fazer mata-moscas.
    É uma indústria próspera e florescente em qualquer local do mundo e depois há quem não goste do vizinho ... como é que se ia ver livre dele se não houvesse armas?
    Também é uma matéria para encher a imprensa e televisões.
    Todos ganham e são milhões e milhões, só perdem uns milhares, mesmo que sejam inocentes mulheres e crianças.
    Já agora deixo aqui uma episódio que se passou comigo no oral do antigo 5º ano.
    Sabia que o professor mandava escolher um tema e depois colocava ele, outra questão.
    Nunca mais me esqueço que estudei a Guerra dos Guelfos e Gibelinos, (eu que odiava História, por ter que empinar datas e coisas mesquinhas).
    Lá me desembaracei o melhor que pude, sempre a esticar o tempo para não me perguntar nada.
    Mas ele ainda fez a seguinte pergunta:
    "Porque é que as guerras e revoluções foram sempre comandadas por homens e a Revolta da Maria da Fonte foi comandada por uma mulher?"
    Fiquei mudo e calado.
    Então veio a explicação:
    "Como era uma mulher a comandar, era só para fazer barulho"

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  28. Infelizmente actual, querida São!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  29. MEu caro Zé TORRES, eu nem discordo muito desse seu examinador: as mulheres conseguem resolver as coisas muito mais pela palavra do que os homens.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  30. Querida LÚCIA, desgraçadamente sempreee actual!

    Umm abraço.

    ResponderEliminar
  31. Querida São,

    Os dias continuam cinzentos...e a nossa alma parece que fica ainda mais triste...porque nada aprendemos e estamos sem compaixão pelos nossos irmãos...
    Quando é que aprendemos por nós próprios sem ser necessário a Natureza se manifestar para mostrar quem é o mais forte? se o poder a corrupção ou o amor e o dar as mãos numa entreajuda necessária e urgente!

    Bjs. sinceros
    Mer

    ResponderEliminar
  32. Acho que já não há remédio...


    Ernesto, o avô

    ResponderEliminar
  33. E a frase continua de uma actualidade atroz.

    ResponderEliminar
  34. Partilho de todo esse teu estado de espírito, zogia.

    Um abraço grande, MER.

    ResponderEliminar
  35. Dada a estupidez humana e o jogo de interesses, também me parece que não...

    Cumprimentos, AVÔ.

    ResponderEliminar
  36. E é essa mesma actualidade que a torna tão trágica.

    Saudações, PREDATADO.

    ResponderEliminar
  37. O pior é que a guerra vai acabar por destruir tudo o que seria necessário fazer...

    ResponderEliminar
  38. e almada negreiros cheio de razão, ainda e sempre!
    é sempre incompreensível e intolerável... mas presente be real! porque tem que ser!
    há coisas que não acabarão nunca, xaré, a guerra, as drogas... etc
    nem falar mais nada!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  39. Bem vindo!

    Estás, infelizmente, com toda a razão do reu lado.

    Fica bem, RAFEIRO PERFUMADO.

    ResponderEliminar
  40. POis é, minha xará, os interesses sobrepõem-se a tudo...

    Há uma gaivota esperando-te no são, rrrsss


    Abraço-te.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...