MALTA

MALTA

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

DIA CONTRA A VIOLÊNCIA DE GÉNERO

Em todos os países, mais uns do que noutros,a mulher continua maltratada a todos os níveis.

Existem excepções, evidentemente. Mas , como sempre, as excepções só confirmam a regra. Aviltante e dolorosa, no caso presente.

Nada há que justifique secundarizar seja em que circunstâncias sejam um ser humano na posse de todas as suas faculdades como pessoa só por pertencer ao sexo feminino.


NOTA: Agradeço ao meu caro amigo Jesus do blog "Creaciones" a ilustração do texto.

78 comentários:

  1. Bonita imagem---impressiva!---e uma ideia exemplar esta de evocar um dos mais sinistros e perversos genocídios silenciosos do nosso tempo!
    Ótimo fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. Isso é uma aberração. Agredir mulher é tosco e tenebroso.

    Bj.

    ResponderEliminar
  3. Ola Sao, que imagem lindissima. Tem razao este tipo de crimes acontece em todo o lado. O machismo foi interiorizado, durante seculos e seculos, e embora mentes mais esclarecidas, o tenham repugnado, ainda ha muitos homens, que se sentem supriores. E quando a lei os apoia, e' o descalabro.

    ResponderEliminar
  4. É um dia que é preciso prolongar por todos os dias do ano, já que este 2010 já foram assassinadas 34 mulheres pelos maridos/companheiros/namorados!
    Situação intolerável, que é preciso denunciar a cada momento!
    Importante teres chamado a atenção para este assunto:))

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelo apreço e pelo apoio!

    Desejo-lhe tambénm um excelente final de semana, CARLOS!

    ResponderEliminar
  6. Toco, tenebroso e, principalmente, uma infinita cobardia!

    Bem haja, GUARÀ!

    ResponderEliminar
  7. Muitos homens se sentem supriores e ainda para cúmulo a lei os apoia. E apoia porque há muito poucas mulheres ainda a exrecer poder em lugares de decisão.

    Mas que a responsabilidade também passa pelas alienadas que justificam a sua própria exclusão, passa!

    O machismo é pernicioso para ambos os sexos.

    Um bom final de semana, TAGARELAS!

    ResponderEliminar
  8. Já foram assassinadas mais mulheres em 2010 ,até hoje, do que as que foram mortas o ano passado até final, imagina!!

    Um bom final de semana, JUSTINE.

    ResponderEliminar
  9. Difícil comentar o que nem deveria dar lugar ao "DIA CONTRA...", não fora tal o obscurantismo que por muitos e longos anos ainda iremos assistir.

    Beijo e kandandos meus.

    ResponderEliminar
  10. Deixo aqui meu apoio, e tanto se fala de violência, mas existem tantos tipos, posso enxergar, bjos.

    ResponderEliminar
  11. Una jornada para la meditación,amiga...
    La violencia que todavía existe en nuestros países y que es aún más violenta en otras confesiones.

    Besos.

    PD.comente tu blog anterior,emocionante y especial,pero por lo visto blogger no lo recepto.

    ResponderEliminar
  12. Querida amiga,


    A violência contra a mulher na verdade permanece viva de modo geral. O combate deste tipo de violência está tomando vulto, felizmente, mas as culturas primitivas ainda têm muita força., infelizmente. Grande texto amiga. Obrigada, São.

    A ilustração do seu amigo é maravilhosa! Parabéns pelo texto e a escolha da ilustração.

    Carinhoso beijo

    ResponderEliminar
  13. Imagem e textos em perfeita sintonia!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  14. Nada justifica nem a ignorância do homem. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  15. São, amada!
    Até quando??? Delegacias de proteção às mulheres, casas e abrigos, leis...e nada detém essa monstruosidade! Até quando????
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. A violência é sempre aviltante e quando pretensamente justificada por preconceito ainda mais degradante é.
    Enquanto permitirmos que dogmas religiosos e outras morais retrógradas continuem contaminando a formação e educação individual, essa triste realidade manter-se-à.

    Abraços e beijos

    ResponderEliminar
  17. *
    porque te calas mulher ?
    ,
    Bem-aventurados os
    sedentos de justiça,
    será ? . . .
    ,
    amiga
    conchinhas, ficam,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  18. ______________________________

    ...isso é tão triste... Como triste é toda e qualquer violência.
    Bonita gravura!


    Beijos de luz e o meu carinho!!!

    ________________________________

    ResponderEliminar
  19. Jesús, que grande ARTISTA!
    Sois dois bons amigos e esta dualidade ficou perfeita.

    O bom seria que não tivesse que existir, mas enquanto continuarem a pulular certos elementos, nada presenteáveis, o que convém é que se activem frequentemente as memórias.

    Aqui já passam de sessenta as mulheres que viram truncada a sua vida pela atitude indigna de certos elementos que não são dignos do género ao que pertencem.

    A minha SOLIDARIEDADE

    Um grande abraço, querida amiga

    ResponderEliminar
  20. Querida Sao,

    Me uno a las manifestaciones contra la violrncia y la discriminacion.

    Tu representas con dignidad a las mujeres que ameritan mi mas grande respeto.

    Abrazos

    ResponderEliminar
  21. KIMBANDA, infelizmente os homenes estão inseguros e se sentem a perder privilégios e, assim, reagem de maneira violenta.

    Pena ainda ser tema para muitos anos, de facto, meu caro.

    Bem haja!

    ResponderEliminar
  22. Querida VALQUÌRIA, todo o apoio é bem vindo contra as barbaridades que ainda se fazem sobre as mulheres.

    Bem haja!

    ResponderEliminar
  23. Querido RODOLFO, assim é : os nossos países têm uma falta enorme de igualdade entre sexos, mas outros existem em que a vida feminina é terrrívelmente poir ainda.

    Meu amigo, bom domingo.

    ResponderEliminar
  24. Isto sim precisamos! Acabar com as diferenças de gênero. De cor. De local de nascimento. De orientação sexual.
    E começarmos a construir um mundo REALMENTE melhor.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  25. Que esse seu e meo voto seja cumprido e uqe o mundo se torne num sítio justo e com amor.

    Um abraço para si e sua Loba.

    ResponderEliminar
  26. Obrigadissima pelo apreço, amiga!

    Nas culyuras primitivas ou que estão vovendo a nossa Idade Média, a violência contra a mulher é bastante vísivel, em alguns casos está consagrada legalmente.

    Porém, nas nossas sociedades também existe muita, só que camuflada. pelo que é ainda mais complicado extirpá-la.


    Ao modo catalão: t ´estimo(amo-te).

    ResponderEliminar
  27. Obrigada, CHICA!
    E que a violência, acabe!
    Um bom domingo.

    ResponderEliminar
  28. Concordo de todo.

    Parabéns pelas fotos a duas cores, que me deixaram boquiaerta.

    Tudo de bom, TOSSAN.

    ResponderEliminar
  29. Querida REGINA, penso que só acabará quando as próprias vítimas tomarem em mãos a revolta e a sociedade for implacável para os predadores. E estou aqui a incluir também quem pratica pedofilia.

    Um abraço, linda.

    ResponderEliminar
  30. MANDRAG, já recebi o que enviaste e to agradeço.

    Enquanto a violência estiver espalhada como está e a todos os níveis, será difícil melhorar a situação feminina.

    Um enorme abraço, lindo.

    ResponderEliminar
  31. Não sei, meu POETA, não sei...

    Calo-me por alienação, por medo, por cobardia, por causa das crianças, por...

    Um bom domingo.

    ResponderEliminar
  32. MUNDO AZUL, que pena a vida não ser também azul e ter sua sensibilidade, minha amiga!

    Um bom domingo.

    ResponderEliminar
  33. Querido DUARTE, muchas gracias.

    Sabes que em Portugal já foram assassinadas mais mulheres esta ano do que durante todo o ano anterior? E sem contar as tentativas frustradas.

    Bem hajas, meu Amigo!

    ResponderEliminar
  34. Meu querido e estimado RICARDO, muchissimas gracias por tus palabras!!

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  35. Quando se maltratam as mulheres que se farão ás flores?

    ResponderEliminar
  36. Agredir uma mulher é algo impossivel de se aceitar ou admitir,,não a violencia sempre...beijos de boa semana.

    ResponderEliminar
  37. Concordo totalmenente consigo, amigo.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  38. Bela homenagem a um DIREITO que as mulheres têm.

    Está tudo dito nos comentários anteriores.

    Texto e imagem a condizer.
    Excelente escolha.
    PARABÉNS!!!

    Deixo um beijo.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  39. Como não concordar contigo?

    Gostei do mercado de Zagreb, sabes?

    O meu grato beijo.

    ResponderEliminar
  40. É verdade!

    Este problema começará a ser "solucionado" quando as mulheres deixarem de ter medo dos homens e denunciarem quando forem maltratadas.E também, quando se unirem verdadeiramente...porque a "União faz a Força" e a União feminina tem todos os ingredientes para vencer.Todos!!!

    Portanto, mulheres, não tenham medo.Denunciem sempre.


    Beijinho doce

    ResponderEliminar
  41. Existem muitas formas de maltratar uma mulher...existem muitas formas de agressão.Não só físicas, mas também agressões psicológicas, desde verbais, passando por actos, atitudes, posturas,etc.Até a forma como um homem olha para uma mulher, pode extremamente agressiva.

    Devemos pensar, lutar e acompanhar as mulheres que são agredidas pelos homens,quer fisícamente,(que são muitas) quer psicológicamente(que são imensassssssss)

    Beijinho doce

    ResponderEliminar
  42. Um belo desenho

    para um tema candente!

    Saudações poéticas

    ResponderEliminar
  43. Aplaudo de pé, pois acho que o caminho é mesmo esse!

    Beijinhos para ti, MEU DOCE AMOR.

    ResponderEliminar
  44. Pois mais uma vez estamos de acordo e quando escolhi este quadro lindo de Jesus foi mesmo par lembrar que há várias formas de agressão e que se encontram espalhadas pela Terra toda e em nome até de religiões.

    Bem hajas, amiga.

    ResponderEliminar
  45. Uma belissima semana pra ti querida amiga,,,beijos de paz sempre.

    ResponderEliminar
  46. Agrdeço e retribuo, ainda encantada com seu poema lindo.

    ResponderEliminar
  47. ._______querida São





    não existe acto mais COBARDE que a violência

    .cada dia - sim! porque de facto acontece todos os dias [falando só da mulher] agressão.violação duma forma generalizada e morte

    é uma realidade assustadora!

    outra realidade assustadora_____é que os casos vão aumentando


    até quando!!!__________???



    __________///






    beijO______ternO
    b.semana

    ResponderEliminar
  48. Minha boa amiga, até quando ? Talvez ajudasse , se a violência não fosse tão banalizada nem as crianças tão expostas a ela.

    Sabe que se estão usando técnicas para destruiçõa de laços afectivos em Acções de Formação ? Fiquei aterrada com os métodos, quando tomei conhecimento!!

    Um beijo doce.

    ResponderEliminar
  49. São

    Nada justifica a violência sobre a mulher. É um facto deplorável. Curiosamente não existe apenas nas classes mais baixas.
    A tua imagem é sugestina.
    Abraço

    ResponderEliminar
  50. Então São.
    Que mal fizeram os dióspiros? É um fruto muito seculento e muito rico em vitamina C e Betacarotenos entre outras vitaminas. Óptimo para as viroses de Inverno.

    ResponderEliminar
  51. Como é possível, em pleno sec.XXI haver tanta violência, haver tanta mulher assassinada pelos maridos, companheiros?

    Bjs

    ResponderEliminar
  52. Acredito - e quero acreditar- que ainda chegaremos a um patamar onde tudo isso será passado.
    Espero que eu ainda esteja viva para lutar e comemorar essa vitória!

    ResponderEliminar
  53. Bela imagem....
    A liberdade é, antes de tudo, o direito à desigualdade....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  54. Não existe nas classes mais desfavorecidas económicamente em exclusivo, mas é exclusivamente nessas classes que se intervém .

    Aliás, o mesmo se passa com a toxicodependência, o alcoolismo, os maus tratos e abusos a crianças.

    A responsabilidade não é só do sistema , é também nossa individualmente.


    Serena noite, DANIEL.

    ResponderEliminar
  55. Meu querido amigo, não ponho em causa nada disso, só que não consegui sequer mastigar a dentada que primeiro fiz...

    Um abraço, JOÃO.

    ResponderEliminar
  56. Compartilho essa complexidade, GATO!

    E estamos a esquecer as tentaivas sem êxito...

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  57. Deus a oiça, amiga, Deus a oiça...porque em meu tempo já não será decerto.

    Beijinhos, MÁH

    ResponderEliminar
  58. Original e linda definição de liberdade, CHANA!!

    Um abraço grato.

    ResponderEliminar
  59. Concordo, São; com todas as letras. Para com as mulheres, devemos ter sempre amor e gratidão! Boa semana, amiga. :)

    ResponderEliminar
  60. Querido Swami, penso que se os homens se lembrassem de que nascem sempre de uma mulher que colocou a sua vida em risco para que cá estivessem, tudo seria bem melhor para nós...mas também para os proprios homens.

    Um abraço de gratidão, meu amigo.

    ResponderEliminar
  61. Em caso algum a violência é um atitude aceitável.
    A violência, não só a física, (a que não sei porquê se chama doméstica!)exercida sobre a mulher é um acto intolerável, ignóbil, cobarde!
    Como é, igualmente, a que recai sobre as crianças.
    É um tema sobre que muito poderia escrever mas, fico por aqui.
    Bjs

    ResponderEliminar
  62. De facto assim é. a violência sobre a mulher por vezes, até está impregnada na própria lei, na religião, nos costumes..

    Há que denunciar a violência e o contexto que dá origem a aela. Que é o mais importante! bj

    ResponderEliminar
  63. a mulher continua a calar os insultos, as humilhações e a violência de que vai sendo vítima, quer do companheiro, quer mesmo de um estranho!
    nem há palavras, xará linda, apenas mágoa e ressentimento nestes acontecimentos diários...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  64. Caro CARLOS, bem vindo!
    A violência é sempre ignóbil, mas quando se exerce sobre seres indefesos é maior infãmia ainda.

    Infelizmente,a violência está presente em todas as classes sociais, mas as de maior poder económico escapam facilmente ao nosso escrutínio.

    Um abraço amigo.

    ResponderEliminar
  65. Caro ROUXINOL, de facto, é mlhor denunciar o contexto em que se origina a violência.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  66. Minha querida xará, de qualquer modo penso que as mulheres também têm que lutar contra quem as agride seja de que modo for...e algumas , infelizmente, não o fazem...saberão elas a razão.

    Um abraço, mana.

    ResponderEliminar
  67. Minha boa amiga,
    infelizmente os números de vítimas de violência doméstica, física e psicológica, parecem estar a aumentar.
    É urgente que se sensibilize toda a gente, da importância denunciar todo e qualquer caso de violência.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  68. Não posso estar mais de acordo com essa sua posição.

    Pode contar comigo!

    Serena noite.

    ResponderEliminar
  69. A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHER DEVIA TER OS DIAS CONTADOS...HÁ QUANTO TEMPO ESSE TEMA É TRANSMITIDO NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL.É VERGONHOSO QUE UMA MULHER SEJA ESPANCADA, MALTRATADA, HUMILHADA...VIOLADA PELO PRÓPRIO MARIDO...E FINALMENTE ASSASSINADA...
    É PRECISO QUE AS MULHERES DEIXEM DE TER MEDO DOS HOMENS...PORQUE ESTE TIPO DE MULHERES NORMALMENTE APANHOU DO PAI E JULGA QUE MERECE SER ETERNAMENTE CASTIGADA,OUTRAS É PORQUE DEPENDEM DELES PARA VIVER,NÃO TRABALHAM E COMO TAL...OUTRAS ESTÃO CASADAS COM SENHORES ILUSTRES E ISSO DÁ-LHES ESTATUTO POR ISSO A TAREIA COMPENSA.

    MAS ESTE ESTADO DE COISAS ESTÁ A TORNAR-SE CADA VEZ MAIS RECORRENTE.

    AGREDIR DESTA FORMA É SELVEJARIA, É COISA DE UM HOMEM ALTAMENTE DOENTE!!!

    BEIJO

    ResponderEliminar
  70. Concordo consigo na análisr e acrescento ainda o seguinte: há mulhees formatadas para não reagir, para acharem natural a supremacia masculina.

    Infelizmente, esta castração é feita até pelo Vaticano, que coloca em paralelo criminal a pedofilia e a tentativa que seja de permitir ás mulheres o sacerdócio!


    E quando eu questionei esta discriminação, FA MENOR acusou-me de transbordar ódio!!!!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  71. Olá São,
    Eu costumo falar que sou pequena mais não sou pedaço.
    Jamais levantaria minha saia para um homem que me batesse.
    E se alguém ousasse tentar me bater, apanharia também.
    Mas não dou este direito a seu ninguém.
    Reconheço a fragilidade de certas mulheres, mas eu particularmente, nasci com o nariz empinado.
    Um beijo grande e saudades,
    Dalinha

    ResponderEliminar
  72. Que bom tê-la aqui de novo, menina!

    Assino por baixo seu comentário e só lamento que hja mulheres que não consigam libertar-se de quem as agride seja de que forma for.

    Um terno abraço para si.

    ResponderEliminar
  73. São,

    A agressão em si, é revoltante. Imagem bonita e texto intenso. Apreciei a paz que aqui se respira.

    A.

    ResponderEliminar
  74. Para si, o meu grato e grande abraço, meu caro .

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...