quarta-feira, 10 de abril de 2013

PENSAMENTO : TALEB

20 comentários:

  1. Também assim acho.

    Abraços, CHICA!

    ResponderEliminar
  2. Perdemos grandiosidade, acho.

    Para si, um abraço, PEDRO.

    ResponderEliminar
  3. Y por desgracia de la muerte nadie nos salvará.

    Besos.

    ResponderEliminar
  4. Amic, há situações bem piores que a morte, digo eu.

    Abrazos

    ResponderEliminar
  5. Uma realidade Sãozita.

    bejinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Sem dúvida, acho que perdemos grandeza, sabes?

    Te abraço , Adelinha

    ResponderEliminar
  7. Simplesmente , eu não receio a morte, mas sim o sofrimento, sabes?

    Um abraço enorme, Isabelita

    ResponderEliminar
  8. Minha querida, neste dia de aniversário não falemos de mote, falemos da vida plena que te desejo!

    Um abraço enorme cheio de parabéns, rrss

    ResponderEliminar
  9. Não é, São? Muito nos apavora o desconhecido! Bom resto de semana, amiga.

    ResponderEliminar

  10. Talvez porque se não tenha preparado para ele em vida...

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  11. excelente - um pensamento para meditar...

    beijo

    ResponderEliminar
  12. sim, e por vezes continuamos andando por cá.


    Querido PEDRO, te abraço.

    ResponderEliminar
  13. Concordo contigo.

    Pessoalmente , não receio a morte mas tenho medo pânico do sofrimento e da dependência, sabes?

    Dorme bem, LAURA

    ResponderEliminar
  14. Foi mesmo esse o objectivo com que o partilhei aqui: fazer reflectir...

    Te abraço, HERÉTICO.

    ResponderEliminar
  15. Realmente é como os árabes dizem : "Prefiro um mal conhecido , a um bem que desconheço"

    Beijinhos,SWAMI, querido amigo

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...