quarta-feira, 17 de março de 2021

POEMA - ANA TAPADAS ( 13/3/2021)

 O silêncio é tecido

de finos fios e labor

de dias

O silêncio é tecido

de rotinas e de amor

nos dias


Não te iludas nesta luz

incandescente e quente

dos dias

Não te iludas nesta luz

Algures espreita o censor

dos dias.

18 comentários:

  1. No silêncio do nosso sentir,
    No calor das nossas emoções
    Canta a nossas almas
    Vibram os nossos corações.

    Lindo poema, amiga São!

    Boa noite e um beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha querida amiga Ana T. escreve bem e eu sigo-a há muitos anos.

      Por ela e por mim, abraço grato para si, Mário.

      Eliminar
  2. O silêncio é necessário todos os dias.
    Pelo menos para mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço parte do grupo.

      O silêncio é onde se escuta melhor a Vida

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Para mim , é um caminho longo e nada fácil...

      Beijinho, boa tarde

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Ainda bem,

      A Ana e eu enviamos grato abraço.

      Bom final de semana :)

      Eliminar
  5. O silêncio terminou por estes dias, na minha rua... e como as vacinas andam em stand by... é sinal que em breve, se voltará para dentro de casa... o café próximo da minha casa... cheio de gente à porta a socializar... quando é que as pessoas aprenderão?... Nem para elas mesmo são boas!...
    Eu não tenho nada contra o silêncio! É sempre um mestre em sabedoria... quando nos dispomos a ouvir a nós mesmos!
    Gostei imenso do poema! Um beijinho! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Permite que assine por baixo? ...Então, assino!

      Abraço grato por mim e pela Ana , com votos de excelente fim de semana :)

      Eliminar
  6. Um poema que me fai pensar. O silenzo dos días tem duas versiões: ou tudo finou, ou uma esperança se abre. (Ao meu ver)
    Gosto de certo silenzo mais não tanto!
    Feliz finde, S āo
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como tudo, o silêncio tem um aspecto positivo e outro não tanto.

      Gosto do silêncio, porque o posso ouvir e ouvir-me.

      Bom Dia da Poesia.

      Abraços :)

      Eliminar
  7. Cometi a extrema indelicadeza dos ausentes. Tempos de pandemia são para mim um trabalho infinito.
    Agora, redobradamente, agradeço a todos - em especial a ti minha amiga a quem abraço e agradeço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim nada tens a agradecer, minhaquerida!

      Beijinho e boa semana ...e que tudo te corra bem !

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...