MALTA

MALTA

sábado, 15 de março de 2008

"GUERRA COLONIAL"


Entre capim e catanas
Os nossos amigos sofriam.
Pior , eram os que mortos...viviam!

São Banza

A 15 de Março de 1961, a UPA, sob a responsabilidade de Holden Roberto, massacrou bárbaramente milhares de colonos portugueses e bailundos no Norte de Angola, na sequência da crueldade do colonialismo velho de séculos do império português.

Deu-se assim início a uma guerra inútil e estúpida que só findou após 25 de Abril de 1974.

Paz às vítimas!

58 comentários:

  1. Gracias por corresponder mi visita. Es un placer estar en tu pagina. Con infinito respeto,

    ResponderEliminar
  2. MIRIAM JARAMILLO:
    Me gusta tu presencia.
    Vuelve.
    Saludos.

    ResponderEliminar
  3. Amiga....

    Meu Deus ....muito grata!

    Como consigo ainda cair no embuste? Muitas vezes fico sem palavra e sinto-me só diante da maldade humana e da tempestade...parece que tudo que aprendi, escorre pelas minhas mãos em segundos,e meu tempo fica parado na atmosfera. Então, de repente, a força que é sua me ilumina, me faz ver as coisas com tanta clareza, que a escuridão tentava esconder!
    Caí, sofri, chorei muito, não dormi, mas lembrei que sou guerreira, lembrei dos desertos, e levantei-me e me vi tão forte, vi como sou forte quando sou, de fato, fraca.

    Grata senhor pela pessoa linda que apareceu no momento exato e me levantou,me mimou, me fez dormir, tão perto e tão longe de mim, pelo seu carinho todo especial, pela existência dele na minha vida, de certo modo, ele me conhece bem, meu anjo em vida!

    Agora, com mais nitidez, venho vos agradecer,obrigada, muito grata por sua mão chagada sobre minha mente, alma, espírito...o Senhor me sustenta, me ama, me dá vitória! O que posso querer mais...sim aprendi...a não ser tão ingênua no mundo dos lobos. A força que emana do seu sagrado coração, muitas vezes ferido, é que me sustenta, somos unidos em alma num mesmo apostolado de vida, embora minha vida seja com tantos erros.
    Agradeço a ti e obrigada por estar regando meu coração ferido e pelas boas pessoas do caminho, porque do mal sai sempre o bem!!!!!!!!
    A minha eterna gratidão....sabes o que penso, sabes meu coração. grata!

    Entao, meu ato de amor: Jesus, Maria eu vos amo, salvai almas e olhai pelas vítimas de crueldade, maldade e barbarismos humanos.

    Mari

    ResponderEliminar
  4. Sim São Paz ás vitimas...
    Para mim TODAS as guerras são estúpidas:(

    Deixo um beijo com o desejo de um bom fim de semana

    (*)

    ResponderEliminar
  5. Paz ás vítimas mortas e vivas...

    ResponderEliminar
  6. Qué mal lo hicimos los países con colonias. Cuántos muertos.

    ResponderEliminar
  7. MARI:
    Minha linda, Deus protege-a, mas tem também que aprender a defender-se e a suspeitar de armadilhas: infelizmente, existem perto de nós entidades negras!
    Fique em bem!

    ResponderEliminar
  8. UM MOMENTO:
    Concordo de todo : todas as guerras são insanas, mas esta...
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. LAPA:
    Tal como escrevi no meu outro blog...

    ResponderEliminar
  10. PEDRO OJEDA ESCUDERO:
    E já num tempo em que a História não era a mesma já: Portugal foi o último país a descolonizar!!!
    Abrazo.

    ResponderEliminar
  11. Olá querida, tenta me explicar o que acontece quando tentas comentar nos outros. Eu não sei o que se passa, pq algumas pessoas já me reclamaram também.

    Deixo-te um beijinho e desejos de um final de semana muito feliz

    ResponderEliminar
  12. MENINA DO RIO:
    Tentei umas quantas vezes, até que, pura e simplesmente, a Net pifou...
    Abraços.

    ResponderEliminar
  13. Obrigada pela visita, sim eu sei, tenho reunião na Segurança Social no dia 10 de Abril. Vamos ver o que é preciso.
    Obrigada
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. AJUDA PORTUGAL:
    Ora ainda bem, fico contente por isso.
    Mas sabe que tudo depende das verbas existentes...
    Que tenha êxito!

    ResponderEliminar
  15. sim, amiga, esse seu lado cotestador me agrada muito, eis que é este que devemos combater, noutras e nesta época: os colonialismos de toda sorte, dessorte.
    beijos e te convido a uma outra leitura,
    luis de la mancha.

    ResponderEliminar
  16. Ainda ontem vi uma uma noticia na T.V. sobre a personagem do Dr. Álvaro Cunhal descrita por um ex. membro do Kremlin e ouvi bem o que ele disse,na publicação dum livro em que foi lido na antiga união soviética por somente 300 membros do comité central do PCUS sobre o Dr. Cunhal. O porquê de não ter ganho as eleições em Portugal e ter ficado sempre em menor posição que o P.S. , O P.P.D. e inclusivamente o C.D.S. Dá para pensar...Um abraço João

    ResponderEliminar
  17. Para mim todas as guerras são estupidas
    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. pois é, as vítimas ainda vivas, haverá, de certeza, as que não estão em paz.

    ResponderEliminar
  19. LUÍS EUSTÁQUIO SOARES:
    Agradeço o convite e o prazer de ler seus poemas.
    A vida é uma luta, não é?
    Semana Santa com muitas amêndoas.

    ResponderEliminar
  20. ESPAÇO DO JOÃO:
    Não leu nada do Chico da CUF? Se puder, leia.
    Semana Santa com muitas amêndoas.

    ResponderEliminar
  21. MULTIOLHARES
    Para mim também...
    Semana Santa com muitas e doces amêndoas.

    ResponderEliminar
  22. MALUCA RESPONSÁVEL:
    Como não a sério?!

    ResponderEliminar
  23. ANÓNIMO:
    Sim, para as vítimas vivas a guerra ainda não findou...
    Semana Santa com muitas amêndoas.

    ResponderEliminar
  24. Uma guerra num mundo que é de todos e não é de ninguém
    Quando se esquece o Ressuscitado
    fazem-nas acontecer

    Páscoa Feliz

    ResponderEliminar
  25. São
    Quem, como eu veio de África, sabe muito bem como essas guerras foram estupidas e injustas...
    PAZ às vítimas.

    Eu, depois de tantos problemas graves, e que aguentei durante 5 semanas...o organismo abateu-se e estive muito mal no domingo passado...Paragem de digestão e consequentemente uma descarga de vesícula, ainda hoje não estou bem, muito debilitada fisicamente.

    Beijinhos.
    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  26. Diz-me amiga, vives-te em angola...eu vivi alguns anos na cidade de BENGUELA...


    doce beijo

    ResponderEliminar
  27. Olá

    Conhece a ilha do FAIAL, nos AÇORES?

    Se sim, seja bem vindo novamente.

    Se não, que tal dar uma espreitadela?

    http://rotadashortencias.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  28. bem oportuno lembrares a guerra colonial. anda muita gente a tentar "varrê-la" para debaixo do tapete. da história...

    ResponderEliminar
  29. Querida São.
    Li muitos artigos publicados na imprensa sobre o chico da C.U.F. e, também foi um troca tintas que conheci pessoalmente. Ainda bem que já não o vejo há muitos anos. Não sabias que trabalhei também na C.U.F.? Vivi no Barreiro, próximo da Verderena, junto ao Bonfim. Minha querida,sou militante do P.S. desde 1975 e, ainda não me arrependi. Cheguei a ser perseguido desde o antigo Hospital até casa e, só não me comeram , porque era duro de roer. Conheci bem a Universidade Vermelha. Hoje quase não posso com uma gata pelo rabo mas, a memória está presente. ABRIL SEMPRE. Já fui autarca e, sabe o que fazia com as minhas senhas de presença? Doava todas aos bombeiros.Em 1975 vivia em Algueirão Mem-Martins. Recebe um fraterno beijo do João.

    ResponderEliminar
  30. Já comentei no teu outro blogue a descrição mais pormenorizada dos horrores que deram origem a esta guerra. Lembro-me que jovem ainda caía a chorar na minha mesa de Natal ao ver lá longe os nossos jovens na televisão, mesmo que não tivessemos irmãos ou maridos, tinhamos sempre amigos, vizimhos, primos e todos os outros que nos eram desconhecidos, mas era sempre uma guerra que nos entrava pela porta dentro...
    Continuamos a ter tantos "rapazes" agora da nossa idade, tão marcados por essa guerra!
    Em nome deles é bom que os que nasceram na liberdade aprendam a não esquecer que isto existiu e que saibam defender sempre a PAZ...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Estava lá...

    Nunca esquecerei...Nunca

    bjgrande

    ResponderEliminar
  32. Paz... e a lembrança perene, que talvez possa evitar outras vítimas.

    ResponderEliminar
  33. Sempre as vítimas, amiga... da estupidez e do orgulho humanos! :(

    ResponderEliminar
  34. *
    são
    ,
    ainda continua, amiga
    ,
    em Cabinda . . .
    o perfume a petróleo,
    é inebriante, o maganão . . .
    ,
    conchinhas de respeitos
    ,
    *

    ResponderEliminar
  35. Olá querida São, tempos pavorosos... Ainda hoje se sentem as dores!!!
    Beijinhos de carinho e amizade.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  36. Olá, São!

    Obrigado, pela visita, e pelo comentário, no meu cantinho.

    De facto, foi uma guerra estúpida! Injusta! Onde morreram milhares de pessoas. Tanto civis, como militares.

    Eu estive em Angola, entre 1973, e 1975, e sei muito bem o que lá se passou.
    Ainda bem que houve o 25 de Abril.

    Uma excelente semana

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. São, minha querida, já vamos no capitulo 4, da historia da miúda bonita, passa por lá.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  38. O lerte lembrei unha canción de Carlos Puebla, na que criticaba o colonialismo e o intervencionismo USA en Angola, e a resistencia valerosa dos angoleños.
    O estribillo dice algo asi:
    "Y el mundo muerto de risa/
    dice, viendo a los expertos:/
    Como corre Sabimbi, ay,/
    y Holden Roberto."
    Saúdos.

    ResponderEliminar
  39. paz...
    a quem andou pelo norte, ambriz, nambuangongo...

    paz

    abrazo serrano

    ResponderEliminar
  40. JO RA TONE:
    Correcto: este planeta não é de ninguém e é pena que as pessoas o esqueçam.
    Feliz Páscoa!

    ResponderEliminar
  41. KALINKA:
    As guerras são todas injustas e cruéis.
    Espero que já esteja bem.
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  42. PROFETA:
    Não, meu amigo, desgraçadamente de África só conheço Cabo Verde .
    Mas tenho pessoas amigas que viveram(algumas até nasceram) em Angola e Moçambique!
    E a minha idade dá para conhecer bem de perto muita coisa, uma delas a guerra colonial e as suas atrocidades.
    Doce Páscoa em boa companhia.

    ResponderEliminar
  43. LÇ:
    Agradeço o convite, que aceito.
    Gostaria de ler os seus comentários ao que escrevo...
    Páscoa doce.

    ResponderEliminar
  44. HERÉTICO:
    Não, amigo, não é só o dinheiro e os dentes portianos que se branqueiam...
    Páscoa com muitas amêndoas.

    ResponderEliminar
  45. ESPAÇO DO JOÃO:
    Posso assinar por baixo?
    É que as rotas são quase gémaes.
    Quanto ao Chico, gostaria de saber mais coisas...
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  46. BRANCAMAR:
    É por estar totalmente de acordo contigo que fiz este lembrete.
    As gerações que não têm experiência da ditadura , têm que ser alertadas para quanto custou a liberdade de que usufruem e têm que saber que não está adquirida para sempre!!
    Doce Páscoa, querida amiga.

    ResponderEliminar
  47. GARÇA REAL:
    Não queres fazer um relato mais longo?
    É que um testemunho na primeira pessoa tem uma força muito maior e é crucial que toda a gente saiba o que foi a actuação infame de Salazar, Caetano e afins.
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  48. ÁRABE:
    Tudo devemos fazer para que estas mortes e este sofrimento não sejam esquecidos e ajudem as pessoas a preservar a Paz.
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  49. FLÁVIO:
    Meu amigo, sempre os inocente são que paga pelos erros de quem tem o Poder e a força...
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  50. POETA EU SOU.
    Nazareno, pobres povos com riquezas naturais : explorados sempre, até pelos seus compatriotas!!
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar
  51. SUSO LISTA:
    Até por respeito: esquecer , nunca!
    Páscoa com doces amêndoas.

    ResponderEliminar
  52. FERNANADA E POEMAS:
    Tempos pavorosos, sim, e com dores bem vivas aina hoje...
    Doce Páscoa, amiga.

    ResponderEliminar
  53. MÁRIO MARGARIDE:
    Abril, sempre!!
    Não seria bom escrever sobre essa experiência?
    É que ser a própria pessoa a falar da sua experiência tem muito mais força!
    Espero que me visite muitas mais vezes...
    Boa Páscoa.

    ResponderEliminar
  54. AJUDA PORTUGAL:
    Se precisares de informações sobre aquilo que eu sei...diz.
    Doce Páscoa, linda.

    ResponderEliminar
  55. RAPOSO:
    Sempre houve e haverá, infelizmente, povos que são carne para canhão e que sofrem por causa dos intereses de países cínicos e poderosos...
    Páscoa feliz.

    ResponderEliminar
  56. MIXTU:
    Sim, paz a quem sofreu nessas zonas terríveis...e também a quem passou as passas do Algarve em Moçambique e Guiné e recordemos quem foi desterrado para Timor.
    Doce Páscoa.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...