quarta-feira, 18 de julho de 2012

GALIZA, IRMÃ DE PORTUGAL

Galiza e Portugal têm muito em comum, como toda a gente sabe.
A língua utilizada , inclusivamente, foi a mesma : a galaico-portuguesa.Aliás, já se propôs , oficialmente, o reconhecimento disso mesmo.
As paisagens minhotas e galegas não têm diferenças significativas .
As afinidades da Galiza são muito maiores relativamente a Portugal do que a qualquer outra parte da Ibéria.
José Afonso e outros nomes importantes da nossa cultura são conhecidos e respeitados.
Aqui vos deixo "Letanía de Galícia" do poeta Uxío Novoneyra, esperando que vos agrade:
m/watch?v=_UE4aD-poBk

12 comentários:

  1. o Zeca Afonso é amado na Galiza, terra-irmã...

    beijo

    ResponderEliminar
  2. Sim, havia uma afinidade especial , bem espelhada na homengaem feita há anos atrás na televisão...

    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. OI SÃO!
    PORTUGAL É LINDO SE GALIZA SE ASSEMELHA TAMBÉM NA PAISAGEM...
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida, se assemelha na paisagem, na língua , nos hábitos.

    O meu abraço com convite para voltar aqui sempre, rrss

    ResponderEliminar
  5. Foi uma das coisas que sempre admirei e não me canso de apregoar por estas latitudes. No Porto existe a Praça da Galiza e nela uma estatua a Rosalía de Castro, o que dá a entender a afinidade com os do outro lado da fronteira: que hoje quase nem existe.
    Bom, aqui em Valência também temos a avenida de Portugal e a Praça de Viriato.
    Um abraço dos grandes, querida amiga

    ResponderEliminar
  6. Não sabia que Valência homenageou Portugal dessa maneira tão simpática.

    Sabes que ontem ,uma senhora me falou encantada com Valência, aconselhando-me a visitá-le logo que possa? Lembrei-me logo de ti, meu amigo, rrss

    Um forte abraço

    ResponderEliminar
  7. Amiga, também não sabia desta homenagem. Até que enfim uma boa notícia :)

    beijinhos até Setembro que vou descansar que bem preciso, pena não pode ir até à Galiza.

    ResponderEliminar
  8. Sim, ao menos uma boa nova no meio de tanta desgraça...

    Um abraço grande e com votos de que as férias sejam tal e qual como as sonha, minha amiga

    ResponderEliminar
  9. Que esperas rapariga, tu que tanto viajas?
    Aqui me tens para o que necessitares. Quando regressares irás desejosa de voltar. Verás que será assim...
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  10. Passei e deixo as minhas saudações amigas e tudo de bom

    ResponderEliminar
  11. Muito grata te fico, meu querido amigo.

    Se (me ) for possível, aí me terás, rrss

    Abraço grande, Duarte.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...