MALTA

MALTA

domingo, 21 de março de 2010

DIA DA POESIA




ASSIM  PENSO E ASSIM O DIGO

Se alguém
Cai num choro e se debruça
Na mágoa que as próprias lágrimas dão,
Devemos falar, apenas,
Com palavras de ternura
Que envolvam
Esse triste coração.

Se é crueldade mostrar-se
Que nos fugiu a coragem para a luta
E que não somos mais
Do que um farrapo vencido,
Sem luz, sem fé, sem valor,
- Cruel é quem ao aflito repreende
O amargo sentir da sua dor.

ANTÓNIO  BOTTO

38 comentários:

  1. Lindo São.
    Sentimentos bem trabalhados com a sensibilidade que o "outros/s" necessitam adequado ao momento, que se está a vivenciar.

    Lindo mesmo.
    Bjs.sinceros
    Mer

    ResponderEliminar
  2. Que bom ter o seu apreço, zogia.

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Buenos dias queria Maria, he ido a conocer algo mas de este poeta (http://www.bmab.cm-abrantes.pt/Ant%C3%B3nio%20Botto/.%5CExposicaoBotto.htm), me he quedado en una de sus frases que abre su mundo en ese apartado y dice:
    "Lo más importante en la vida
    es ser un creador - para crear belleza ".
    Besos y buen fin de semana.
    Jesus

    ResponderEliminar
  4. É muito gratificante conhecer pessoas interessadas e inteligentes como tu e Encarna, meu amigo.

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  5. dia da Poesia

    ser
    sentir
    amar

    escrever com poucas palavras
    dizer muito

    poesia

    abrazo serrano num tribunal, yaya

    ResponderEliminar
  6. Poesia é isso mesmo: dizer o que se sente através de metáforas.

    Se arranjares um bilhete extra---

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  7. SÃO

    Deixo um beijo e POESIA




    POETA
    Ser poeta…
    É ser louco…
    É ser sonhador…
    É saber dar…

    Dar e dar-se…
    Na poesia…
    Na vida…
    No mundo…
    E saber que o seu poema…

    Foi lido…
    Foi sentido…
    E, foi tantas vezes… partilhado!...

    Partilhado…
    Com dor…
    Com alegria…
    Com amor…

    E o poeta sente…
    Que o que fez…
    Não foi para si|…
    Foi para o mundo…

    E nessa partilha…
    Entende que não mais…
    Voltará a estar só!...


    Lili Laranjo

    ResponderEliminar
  8. Querida São

    Festejemos a poesia que é a Festa da Vida.

    Bem escolhido... António Botto para este dia de afectos.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Bela escolha, São! Obrigado, mais uma vez, por tudo que me tens dado a conhecer, amiga! :) Boa semana.

    ResponderEliminar
  10. É bom ter aqui a tua presença.

    Bem hajas, VIKTOR!

    ResponderEliminar
  11. Swami, sabes bem que aquilo que tenho aprendido contigo é infinitamente mais...

    Um grande abraço, meu amigo.

    ResponderEliminar
  12. Hoje é dia da poesia, e este foi um belíssimo exemplar para homenagear da data, São!
    Parabéns pela escolha!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Obrigada por ter gostado.

    Abraço par si e para sua Loba.

    ResponderEliminar
  14. São


    PRIMAVERA é...AMOR...

    Como temos todos os anos PRIMAVERA...

    TAMBÉM TEMOS SEMPRE AMOR.
    Um beijo para ti

    ResponderEliminar
  15. Nos maus velhos tempos estudei este escritor, como muitos outros (quer alunos, quer escritores, rsss, rsss).
    Tive sempre uma espécie de "pena" pela maneira como morreu.
    A sua obra, foi um espelho da sua vida, ou quase.

    Uma boa escolha, para que não se esqueçam os nossos poetas (escritores) menos "badalados".

    Uma boa semana.

    ResponderEliminar
  16. Querida São,
    Que viva sempre em nós a poesia viva...que gratifica o espírito, sacode e questiona conceitos, embala o coração, reforça valores...enfim...que viva sempre em nos a poesia viva...de encantos e desatinos, profundidades e cotidianos...
    Beijos,
    Genny

    ResponderEliminar
  17. Querida São,

    Acho que não deve haver nenhum dia especial para festejar a poesia porque tem que ser festejada todos os dias !
    É ela que alegra a vida,
    que a embeleza,
    que ajuda o ser a exprimir o que não consegue exprimir verbalmente,
    é uma bengala,
    é uma ajuda,
    é um ramo de flores,
    é um bombom,
    é uma doçura,
    é amor,
    é tristeza,
    é VIDA !

    Beijinhos

    Verdinha

    ResponderEliminar
  18. ... Botto, um dos mais mal-amados poetas portugueses, que tu (correctamente) homenageias no dia que foi dedicado à poesia.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  19. Mi querida y admirada Sao

    Quien ama la poesia como tu, ama al amor y quien ama al amor, ama la vida.

    Un beso grande y fraternal.

    ResponderEliminar
  20. Caro JOSÉ também ouvi falar dele, mas muito a custo.

    Pagou bem cara a sua maneira de viver, o pobre.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  21. Só essa é que vale mesmo a pena, não é ,GENNY?

    Um abraço, querida.

    ResponderEliminar
  22. Querida VERDINHA também não me agradam muito os Dias, mas não faz mal celebrá-los, não é?


    Um grandissimo abraço par ti, linda.

    ResponderEliminar
  23. Sim, para quê só lembrar quem está sempre na memória?

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  24. És um ser humano muito sensível que tive muita sorte em conseguir conhecer, sabes?

    Um grandissimo abraço, meu estimado RICARDO.

    ResponderEliminar
  25. Ainda que vos agradou.

    Fiquem bem, NÓS.

    ResponderEliminar
  26. *
    é, é assim
    António Botto,
    ,
    Se me deixares, eu digo
    O contrario a toda a gente;
    E, n'este mundo de enganos,
    Falla verdade quem mente.
    ,
    in-antónio botto,
    ,
    conchinhas,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  27. esse ...não conhecia, obrigada.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  28. Um modo, belo, de expressar a tristeza em verso. Que sensibilidade!

    Felicito-te pela boa eleição.

    Abraços

    ResponderEliminar
  29. Pena que Botto esteja tão esquecido, não é?

    Um abraço, amigo meu.

    ResponderEliminar
  30. Poesia é o que faz falta, e, com ela avisar a malta...


    Ernesto, o avô

    ResponderEliminar
  31. Que agradável surpresa.

    Fez.me lembrar José Afonso, o seu comentário.

    Bom resto de semana.

    ResponderEliminar
  32. antónio botto, um poeta diferente, incontornável, com palavras que povoaram outros tempos, outras juventudes...
    vivia o que dizia, e partiu, na dor...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  33. Pois, minha querida, infelizmente estas pessoas de grande sensibilidade e a viver desfasadas do seu tempo sofrem geralmente muito...

    Esperando que te encontres bem com os teus, te deixo o meu abraço fraterno.

    ResponderEliminar
  34. .__________querida São




    .se alguém soube o "sabor" das lágrimas. foi António Botto




    António Botto

    .o poeta perseguido.excomungado. obrigado ao exílio para fugir às perseguições homófobas de que foi vítima e é na mais dolorosa miséria que acaba por vir a morrer no Brasil


    "- Cruel é quem ao aflito repreende
    O amargo sentir da sua dor".


    ///






    _____________///







    beijO_____ternO

    ResponderEliminar
  35. Infelizmente, o respeito laico pela pessoa é raro e a caridade cristã pouca aplicada - particularmente sob a ditadura de Salazar apoiada por Cerejeira, Cardeal Patriarca.

    Bem hajas, linda.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...