sexta-feira, 9 de setembro de 2011

NATÁLIA CORREIA, 88 ANOS


Limão aceso na meia-noite ilhada,
O relógio na torre da Matriz
Põe o ponteiro na hora atraiçoada
Da ilha que me deram e eu não quis.


Mas, ó de alvos umbrais Ponta Delgada!
Meu prefixo de pastos, a raiz
É de calhau e de onda encabritada:
Um triz de hortênsia e estala-me o verniz.

Atamancada em fama a tosca ilhoa,
Só na praça e no prelo é de Lisboa,
Seu gesto, cãibra de garça interrompida.


No mais, o osso campesino e duro
É fervor, é fogo e fé que juro
Ao lume e às flores da Graça recebida.

NATÁLIA CORREIA
(S. MIguel, 13/9/1923  -  Lisboa, 16/3/1993)

34 comentários:

  1. Belos dizeres para uma terra carregada de beleza... linda!!!
    Por mais versos que se façam e adjectivos se empreguem, deduzo que sempre estarão aquém do que aquelas terras encerram, quando a belo.

    Um grande abraço. querida amiga

    ResponderEliminar
  2. ´Sim, todas as palavras são poucas e a beleza estonteante daquelas ilhas ~só se pode apreciar ao vivo.

    Nem palavras nem fotografias conseguem transmitir a marvilha daqueles panoramas.

    Bem hajas, meu bom amigo.

    ResponderEliminar
  3. o belo da natureza que não se explica
    e que a cada olhar nos arranca emoções diferentes numa mesma paisagem e gente...

    ...a poesia de GENTE muito singular.

    bom fim de semana São!
    kandandos... inté

    ResponderEliminar
  4. É...uma coisa inexplicável e, parece-me, intransmissível!

    Só in loco!

    Um bom fim de semana, meu caro

    ResponderEliminar
  5. O belo da Natureza que o egoismo do homem continua com alta potencial a destruir.
    Obrigado por esta belissima homenagem a esta grande Senhora.
    Beijinho bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Já reparou que o ser humano é o único a poder levar a sua espécie à destruição total?

    Uma pena que tanta beleza existente e o valor da vida não consigam deter a maldade que envenena a Humanidade.

    Natália é , sim, uma mulher admirável, concordo.

    O meu abraço amigo.

    ResponderEliminar
  7. °º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.
    Olá, amiga!°º♫
    A poesia é muito bonita, as imagens maravilhosas.
    Ô terra bonita!!!

    °º✿
    º° ✿♥ ♫°
    Bom domingo!
    Beijinhos.
    Brasil°º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  8. Sim, minha linda, os Açores são um paraíso!!

    Um bom domingo, amiga

    ResponderEliminar
  9. Bonita homenagem a Natália Correia no dia em que completaria 88anos. Gosto muito da sua obra! Conheço várias ilhoas,a viver no continente, que nunca esquecem a ilha em que nasceram e falam com orgulho do seu berço, das suas raízes tal como Natália Correia. A Ilha é ,no entanto, muito pequena para quem tem este tipo de alma. Do tamanho do mundo!

    Bem-hajas, São!
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. A ilha e o arquipélago todo, mesmo sendo S. Miguel uma das maiores .

    Lembro-me da minha querida e infelizmente desaparecida Fernanda que tanto nos deliciou com as suas fotos sobre o Faial, onde nasceu.

    Um enorme e grato abraço para ti.

    ResponderEliminar
  11. Muito bom, São! E, além das fotos, me deu a oportunidade de conhecer a poetisa. :) Boa semana, amiga!

    ResponderEliminar
  12. Admirado Swami meu, que bom gostares.

    Natália é uma das maiores escritoras em poesia da nossa língua.

    Abraço grande.

    ResponderEliminar
  13. Açores - um dos últimos paraisos!...

    belo o poema! belas as fotos

    beijo

    ResponderEliminar
  14. olá São!

    vim deixar um kandando e desejar a continuação de uma semana com muitas alegrias pelo meio.

    ««««««««««»»»»»»»»»
    se o país fosse um painel solar, com o sol que despontou de lés a lés, estaríamos repletos de energia para dar e vender e equilibrar as finanças públicas.
    haja boa disposição... inté

    ResponderEliminar
  15. Aqui patente a beleza das ilhas.

    Não só me encantou o texto como as fotos de uma excelente nitidez.

    Parabéns pois este posto está fantástico

    Obrigada pela visita

    bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  16. Que ,pelo menos , se mantenha o bom humor, rrsss

    Um abraço agradecido e boa semana.

    ResponderEliminar
  17. Fico grata e contente pelo apreço.

    Bem haja, GARÇA!

    ResponderEliminar
  18. Linda, linda linda ! Poesia, fotos, o encontro das duas...

    ResponderEliminar
  19. Página não encontrada
    Lamentamos, mas a página que estava a procurar no blogue SÃO não existe.

    Ir para a página inicial do blogue

    Página inicial | Funcionalidades | Acerca de | Buzz | Ajuda | Debater | Idioma | Criadores de aplicações
    Termos de utilização | Privacidade | Política de Conteúdo | Copyright © 1999 – 2011 Google

    É isto que o Blogger me apresenta, persegue... e não me deixou comentar.
    Como disse na outra casa, uma grande e indomável açoriana.
    Uma boa semana.

    ResponderEliminar
  20. .

    .

    . um post des.lumbrante . e os açores permanecem no meu roteiro futuro .

    .

    . de natália fica.nos a saudade de uma enorm.íssima Mulher . de fibra . e de tudo o resto .

    .

    . bem.hajas .

    .

    . um beijo . São .

    .

    .

    ResponderEliminar
  21. O meu grato abraço, Amiga.

    Bem haja!

    ResponderEliminar
  22. Caro José, mas que coisa aborrecida...e, no entanto, aqui estamos

    Natália foi uma força da Natureza, acho.

    Tudo de bom...e insista sempre contra o blogger, sim?

    ResponderEliminar
  23. PAULO, meu querido amigo, vai , corre até aos Açores porque te deslumbrarão.

    Natália é das pessoas que admiro pela força e coerência.

    Um abraço apertado e te espero sempre.

    ResponderEliminar
  24. Reconhecer esta bela ilha nas palavras de Natália Correia foi um prazer para mim.
    Obrigada pelas tuas visitas, São !
    As minhas férias foram boas, sim !
    Beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  25. Fico contente por isso,

    E ainda bem que as férias foram a teu gosto.

    Um abraço grande, amie.

    ResponderEliminar
  26. Querida amiga São,

    Ler Natália Correia e admirar estas fotos maravilhosas....Ah, é tudo de bommm! Obrigada amiga.

    Beijos muitos e abraçãoooo amiga.

    ResponderEliminar
  27. Que maravilha: tudo - texto, fotos...uma delícia; tenho família nas ilhas mas sí uma vez tive oportunidade de or à Madeira; aos Açores nunca fui...um sonho adiado...Por isso mais importante é, para mim, ver estas fotos. Obrigada, amiga.

    ResponderEliminar
  28. s.miguel, no seu melhor!
    ao vivo e a cores... era bem melhor! para o ano, se Deus quiser!
    obrigada, minha irmã
    beijinhos

    ResponderEliminar
  29. SARINHA, minha amiga querida, que bom gostarmos ambas das mesmas coisas!

    O meu grato abraço, linda.

    ResponderEliminar
  30. BLUE SHELL, gostei da Madeira...mas os Açores são o paraíso terreno!

    O meu grato abraço, minha amiga, pelo apreço.

    ResponderEliminar
  31. Irmãzinha, S. Migeul tem panoramas de cortar a respiração, como me disse o jovem recepcionista do hotel da Horta!

    Boas notícias para amanhã, querida!

    ResponderEliminar
  32. Parabéns São! Belíssima a apresentação deste soneto de Natália Correia.
    Obrigada pela partilha.
    Bj
    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  33. Renovo os sinceros votos de uma feliz apresentação do livro .

    O meu agrdecido beijo, amiga.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...