quinta-feira, 15 de setembro de 2011

ESPERANÇA E DESILUSÃO

"Sou um homem de esquerda. Sempre fui. Mas uma pessoa com 64 anos não pensa como pensava há 40 anos.

 Após os 25 de Abril, todos pensávamos que as coisas iam evoluir de maneira diferente.Quer dizer, não vamos comparar o que esta terra era com o que é hoje.

Há diferenças enormíssimas.Isto era um país completamente atrasado. Mas, mesmo assim, estamos um bocadinho desapontados.

Espero que as coisas melhorem, mas esperamos isso todos os dias e as coisas estão é a piorar."

ARTUR JORGE

42 comentários:

  1. Acabei de ler em outro blog que " a esperança não é a ultima que morre; ela nunca morre"

    ResponderEliminar
  2. Desconhecia essa afirmação, mas ...até é verdadeira.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Como diz o velho ditado "a esperãnça é a última a morrer" ainda não perdi a esperãnça e continuo a acreditar, nem que seja nos homens do amanhã pois os de hoje apenas olham para o seu próprio humbigo.
    Beijinho para ti São e para o sr. Artur Jorge

    ResponderEliminar
  4. Pois já somos duas, FLOR! SE não temos esperança, fica tudo ainda pior do que já está!

    Um fraterno beijo.

    ResponderEliminar
  5. Lo malo es cuando la esperanza también se cuestiona...
    Saludos.

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente, me parece que já aí chegámos.

    Bom final de semana

    ResponderEliminar
  7. O que, Dona Sra. Urtigão escreveu, para mim é a verdade, verdadeira (a palinfrasia é uma doença minha).
    A esperança não morre, nós partimos e ela perdura.
    E aqui, nesta 'quinta' com donos de mãos conspurcadas, não podemos ter nenhuma..., continuaremos e esperar, numa espera vã e inglória.

    Cumprimentos e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Amiga, las naciones superan los baches electorales. Tu país magnífico tan lleno de color e historia da sentido a la esperanza de un bello futuro.
    Besos!

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga,

    Devemos cultivar a flor da esperança no canteiro da desilusão e /ou não deixá-la morrer.Não podemos viver sem sonhos e sem esperança.Dependemos dela para viver melhor. Embora "esperamos isso todos os dias e as coisas estão é a piorar." É verdade!


    Beijos com carinho e´ótimo fim de semana querida.

    ResponderEliminar
  10. Absolutamente de acordo.
    À medida que os anos passam a esperança vai agonizando numa morte anunciada.
    Há mais de 50 anos lamentava-se a minha avó do sufoco que era não saber se no dia seguinte tinha pão para pôr na mesa.
    -Tenha esperança sra Maria - disse-lhe uma vizinha. O mundo dá muitas voltas. Um dia as coisas mudam
    A esperança D. Albertina dizem que era verde, veio uma cabra faminta e comeu-a.
    Eu era pequenita, mas nunca mais esqueci desta resposta.
    Minha Avó morreu em 67. Não chegou ao 25 de Abril, nem às esperanças que ele nos trouxe.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. É verdade...Melhorias não há nenhumas. Nosso país está mesmo em baixo de forma e não vislumbro luz ao fundo do tunel.

    Bom fim de semana

    beijinho da gota

    ResponderEliminar
  12. De facto, é preciso acreditar...eu já não sei muito bem é como o conseguir.


    Um bom fim de semana, LILÁ!

    ResponderEliminar
  13. °º✿
    º° ✿
    ♥ ♫°
    Olá, amiga!
    Em todo o mundo a situação é a mesma...
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil°º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente, não é, amiga?

    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  15. O nosso país está infectado, pior que as pessoas lá das fotos.

    Um abraço grande, GOTA

    ResponderEliminar
  16. Caro JOSÉ, sofremos da mesma doença rrsss

    Quanto à análise do país, também a partilhamos...

    Fique muito bem.

    ResponderEliminar
  17. Meu bom amigo, obrigada pelas tuas belas palavras.

    Infelizmente, aqui a situação piora de dia a dia!!

    Bem hajas, querido RODOLFO.

    ResponderEliminar
  18. Querida amiga, tem razão: devemos cuidar da esperança. Mas aqui, neste país infeliz, estão muito complicado, sabe?

    Um abraço apertado, SARINHA.

    ResponderEliminar
  19. Mas nós até chegámos...e agora é esta derrocada brutal!!

    Um abraço grande, ELVIRINHA.

    ResponderEliminar
  20. Por mim... já pus a esperança como o bacalhau... de molho... e se fosse homem e tivesse barba, fazia o mesmo... suponho que a minha esperança mesmo a demolhar... já não cresce... está mesmo a diluir-se todinha ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  21. Ai, menina, que a minha esperança já se desfez...e então em Educação Mota Soares matou o resto!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Apesar de ser um eterno otimista, tem horas que eu perco a fé na humanidade...
    Beijo!

    ResponderEliminar
  23. E neste momento, meu amigo, como é difícil crer na Humanidade!

    Abraços.

    ResponderEliminar
  24. A esperança nunca se perde, mas quando a demora se acentua, perde-se mesmo...
    Um grande abraço, querida amiga

    ResponderEliminar
  25. Neste momento, aqui no nosso país desgraçado a esperança esvai-se como areia por entre os dedos até por se ver como a injustiça medra.

    Beijinhos, amigo .

    ResponderEliminar
  26. Torcendo sempre, para que as coisas melhorem em nosso querido Portugal! :) Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
  27. Deus te oiça, meu amigo!!

    E que aí também as coisas corram bem!

    Abraço bem grande

    ResponderEliminar
  28. Pois bem dulcissima autora, a vida as vezes nos oferece martelo, pra poder criar. Mas alguns usam tal instrumento de forma infame, usam para quebrar. A vida podia melhorar visto a vastidão tecnológica e a globalização do mundo. Mas quem pode melhorar os homens? Esses, necessitam de muitas eras e vários caixotes de paz. Adoro vir aqui, é sempre benéfico,

    Dan

    ResponderEliminar
  29. Vamos ser mais óptmista, minha amiga, vamos ?
    Não podemos baixar os braços. A vida nem sempre é fácil mas temos que continuar em frente. É o que faço porque ultimamente tenho encontrado muitas pedras no meu caminho.
    Voltei mas vou ausentar-me de novo, vou ver o meu pai que vai fazer 93 anos e que está num lar. Não voltei mais à Bélgica desde do falecimento da minha mãe e sei que vai ser uma enorme pedra no meu caminho voltar a casa dos meus pais. Tenho tantas saudades da minha mãe. E também vou sentir a falta do meu amigo que vivia na mesma terra e com quem eu passava bons momentos.

    beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  30. Caro DANIEL, tentei dizer-lhe por duas vezes, mas sem o conseguir, que a sua carta é a prova provada de que Pessoa se enganou ao afirmar que todas as cartas de amor são ridículas.


    De facto, quem pode melhorar a Humanidade senão ela mesma?

    O meu grato beijo.

    ResponderEliminar
  31. MInha querida amiga, vai ser, sim, um momento doloroso esse regresso. Mas Deus te dará força para o suportares, ma chérie.

    Desejando que encontres o teu pai de saúde , envio-lhe os meus parabéns.

    Para ti, um fraterno abraço, mon amie

    ResponderEliminar
  32. Sempre fomos o oito e oitenta, os portugueses ainda não encontrámos o meio termo
    Saudações amigas

    ResponderEliminar
  33. Pois é, mas também nunca é fácil o equilíbrio...

    Boa noite

    ResponderEliminar
  34. Difícil é sentir esperança com o cenário que temos para este teatro do mundo...do nosso pequeno mundo.
    Lutaremos como formigas.
    bjs

    ResponderEliminar
  35. A esperança está a esvair-se, sim. Mas não podemos nem devemos deixar de lutar, não!

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  36. CONVITE

    Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
    Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
    Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
    Abraços do

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  37. Agradeço seu interesse, mas da próxima me faça o favor de comentar o que aqui estiver colocado, sim?

    Fique bem.

    ResponderEliminar
  38. Olá São, apesar de nesta sociedade serem sempre os mais pobres os sacrificados em prol das grandes fortunas, não poderemos perder a Esperança e lutar por uma sociedade mais justa, mais democrática....
    "Eu continuo a ser uma coisa só, apenas uma coisa - um palhaço, o que me coloca em nível bem mais alto que o de qualquer político.
    Charles Chaplin

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  39. Desconhecia essa frase de Chaplin.

    Esperança, devemos mantê3-la, sim...mas está ficando dfícil, sabes?

    fica bem

    ResponderEliminar
  40. É o tal senhor do futebol que também escreve poemas, né. Bom homem ele. Pelo menos parece. De pensamento simples e comum... são esses afinal que expressam melhor o sentir de todo um povo atarantado.

    Os países vão-se fazendo e moldando com o correr da história e dos tempos, mas ao sabor dos humanos e de quem eles permitem que os governe.

    Mantenhamos então uma expectativa positiva.

    Beijos com saudade

    ResponderEliminar
  41. Pois, não sei é muito bem como ter ainda esperança...

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...