quinta-feira, 29 de setembro de 2011

POESIA POPULAR

43 comentários:

  1. Até eu "estou quase" impedido de entrar no meu blog.
    Tem-me aparecido que o mesmo não está disponível...
    O Táxi Pluvioso, não conseguia entrar porque lhe aparecia a indicação de haver uma virose num blog qualquer.
    Como é barato e de graça, não reclamo.
    Espero é que me consigam "sacar" o que possua no meu blog e vou à vida.
    Tiro um peso da consciência (nem sabia que ainda a possuía!) e vou continuar a caminhar por outras paragens.

    Já chega de lamúrias.
    Pelo que depreendo e verifico, de manhã, pela "fresca" a internet está mais "descontraída".
    Vou solicitar ao patrão (mim!) que me dispense umas horitas nesta parte do dia.
    É tudo! que o relatório está feito.
    Afinal não disse nada sobre o post.
    Andei à procura de um (penso que é único) livro deste poeta popular, mas quando necessito c/'urgência', esta dilui-se num amontoado de centenas de livros.

    Bem, então, um bom resto de semana.

    ResponderEliminar
  2. Como o compreendo ! Os meus estão amontoados em caixas à espera de que o espaço seja arranjado...e , por este caminho, parece que jamais será!

    A Net e o Facebook são instrumentos para pôr à prova os nossos nervos e a nossa paciência, acho eu.

    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  3. Bela imagem e com um poesia muito bem adaptada! tenho que aprender a fazer essas habilidades, só me falta tempo...
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Tem mais a ver com os programs do que com a habilidade, que no meu caso é quase nula

    Um abraço, linda

    ResponderEliminar
  5. Querida São, gosto tanto de poetas populares, são tão verdadeiros, no que dizem, no que sentem...

    ResponderEliminar
  6. São
    Excelentes frases com esta imagem maravilhosa.
    beijinho

    ResponderEliminar
  7. Obrigada por gostar, linda.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Voltei para me certificar que conseguia entrar.
    Deve ser do vento... quando está contra... tem que se navegar à bolina e o curso de marinheiro já tem mais de 45 anos e passou à história.

    Então boa noite e
    INTÉ!!!

    ResponderEliminar
  9. Passe pelo outro blogue, mas tente mesmo entrar, sim?
    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  10. Belíssima esta quadra São e cheia de sabedoria.

    Quanto aos problemas com os blogues pensei que eram só meus, afinal não. Na noite de quarta-feira aconteceu-me de tudo, desde o blog desaparecer, até depois querer fazer comentários e parecendo ficarem publicados desapareciam mal eu saía, apesar de alguns chegarem à caixa de correio dos destinatários. Inclusivamente fiquei a saber que alguém maliciosamente tentou entrar no meu sítio e o internet explorer dizia querer proteger-me bloqueando por momentos o acesso. Verdade ou não, pelo sim pelo não mudei as passes e de facto não percebi como me apareceu nos blogues que sigo um que nunca segui. Enfim, parece que as coisas normalizaram até ver.

    Desejo-te um bom fim de semana e calma com a internet, :))

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Há sempre uma imensa sabedoria nos dizeres dos poetas populares. E tanto haveria a dizer sobre esta singela quadra e o seu conteúdo (auto-confessado sem conteúdo)...

    Grande abraço de saudade

    ResponderEliminar
  12. º° ✿
    ♥ °
    Amiga,
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasilº° ✿
    ✿♥ °

    ..(░)(░)
    (░)(♥)(░)
    ..(░)(░)

    ResponderEliminar
  13. Agradeço e retribuo, linda Inês. Tudo de bom

    ResponderEliminar
  14. Como não estar de acordo contigo, Amigo?

    Bom final de semana

    ResponderEliminar
  15. Calma e pachorra, sim...que estas tecnologias fazem perder a paciência, realmente!

    Que tenhas excelente final de semana, BRANCA

    ResponderEliminar
  16. e a beleza é intensa a partir
    mesmo da rasura.
    b
    delamancha

    ResponderEliminar
  17. Ihhh, que coisa mais interessante: não é que me perguntei onde andaria um destes dias?!

    E , sim, a beleza pode nascer assim...

    Um abraço

    ResponderEliminar
  18. Olá querida São,

    Também a mim me falta a cultura, falta-me tempo para me cultivar...
    Vejo, pelas fotos, que viajaste muito e fazes tu muito bem !
    Eu também viajei mas foi para a Bélgica onde ainda não tinha voltado desde do falecimento da minha mãe. Passei bastante tempo com o meu pai.
    Peço desculpa por ter deixado passar os teus anos, não sabia. Os meus parabéns atrasados ! És uma balança, como eu...Agora, graças ao Kim, já conheces o meu rosto !
    Continua com esta felicidade, é o que te desejo !
    Beijinhos ou abraços
    Verdinha

    ResponderEliminar
  19. São
    um beijo e ...saudades



    Acabei de chegar.. Venho cansada mas feliz.

    partilho o meu dia.

    Saímos bem cedo rumo ao SEIXAL,e almoçamos no Cacilheiro do Tejo


    A ART,ANIMA SEIXAL-ASSOCIAÇÃO CULTURAL promoveu o seu 1º evento de Poesia e Literatura do Seixal.

    FOI Um evento com poesia diversa e muito rica.

    VIVA A POESIA e feliz por passar no teu blog LINDO

    ResponderEliminar
  20. São

    Boa opção pelo pensamento poético, do
    poeta popular António Bexiga.
    Não entendi essa da espera dos livros. Queres explicar, enviando Mail para: fozmiguel@hotmail.com ?
    Beijos

    ResponderEliminar
  21. Explico já. Não informaste que estás a tratar da edição de dois livros de poesia? São a esses que me refiro.

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  22. Fico contente por estares feliz, ainda bem!

    Um abraço, LILI.

    ResponderEliminar
  23. Ma chérie, nada há para te desculpares!

    Espero que teu pai esteja bem e assim prossiga.

    É verdade, agora já te vi e nem sabes como gostei disso, rrss

    O meu gratissimo e apertado aabraço, amiga VERDINHA.E que sejas também muito feliz em companhia dos teus, linda

    ResponderEliminar
  24. Excelente e apropriado...

    Espero que tudo te corra de feição, querida.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  25. Gosto que gostes, rrss

    Agradeço e retrubuo, linda..Fica bem

    ResponderEliminar
  26. ________________________________


    Sabedoria na excelente quadra!

    Beijos de luz e o meu carinho...


    __________________________________

    ResponderEliminar
  27. O povo tem sempre bastante saber, embora não académico...

    Bem haja, querida!

    ResponderEliminar
  28. Bela imagem e um poema que diz tudo acerca do nosso povo vindo de um homem que, não tendo cultura científica, tem sentimentos, experiência de vida e voz.

    Bem-hajas!

    Abraço fraterno

    ResponderEliminar
  29. Penso que está ao nível da tua Catarina Rita.

    O povo tem pessoas de um valor imenso. Pena que só os títulos académicos (cada vez mais adulterados) continuem a tger valor!

    Um abraço grande

    ResponderEliminar
  30. Olá São, bela imagem e poema...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  31. Obrigada, mas ao pé das tua magníficas cores outonais ...tudo isto é pouco.

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  32. Isto dos blogs, foi uma epidemia maior que o H1N1, Sobraram umas injeçãozitas, talvez fosse bom para matar os bixitos que andam por ai.
    Sei que tenho um livro do poeta António bexiga, mas não o encontrei, encontrei um do António Aleixo.

    Este livro que vos deixo
    e que a minha alma ditou
    vos dirá como o Aleixo
    viveu, sentiu e pensou

    José.

    ResponderEliminar
  33. Vi Bexiga na RTP há muitos anos e de Aleixo tenho também esse livro que refere.

    Por sermos resitentes - principalmente em relação ao Facebook - convém, acho eu, que nos vistemos mais vezes, rrss

    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  34. Muito bom, prezada colegas de marcos miliários. :) Boa escolha! Boa semana, amiga; fica bem.

    ResponderEliminar
  35. Temos que aproveitar os marcos miliários para apreciar o que a vida nos oferece, meu querido amigo.

    Um abraço, Swami.

    ResponderEliminar
  36. São ,

    excelente postagem , a todos os niveis .


    Um beijo

    ResponderEliminar
  37. O meu grato beijo, Maria.
    Bem haja!

    ResponderEliminar
  38. quem assim diz tem muita sabedoria...

    beijo

    ResponderEliminar
  39. Estivemos anos fechados ao mundo e com a firme convicção de que se o povo é ignorante tudo é mais fácil... que ignorantes!
    Beleza na poesia popular...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  40. O EStado Novo promoveu deliberadamente a ignorãncia com o apoio da igreja católica!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  41. lindo poema!
    está tudo dito, minha irmã!
    beijinhos

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...