segunda-feira, 17 de junho de 2013

CITAÇÃO: SANCONÍATON


24 comentários:

  1. Profundo e muto actual!
    E porque muitos não entendem que a maior riqueza de um país é o seu povo.
    boa semana Sãozita

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Sabes? Estou muito triste. porque me parece que Portugal irá ser sómente uma memória quando este bando PSD/CDS abandonar o POder!

    Boa semana

    ResponderEliminar
  3. É por isso que é preciso saber não emprenhar pelos ouvidos.
    Boa semana!!

    ResponderEliminar
  4. Um grito de dor
    Uma visão pessimista mas real de todo o drama da nossa actualidade.

    ResponderEliminar
  5. Tão actual , infelizmente .

    Um abraço , São ,
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Principalmente porque foi escrito "somente" há quatro mil anos...

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  7. É, não é? Só que o texto foi escrito em 2000 antes de CRisto...

    Abraço, LUÍS

    ResponderEliminar
  8. Plenamente de acordo.

    O pior é quando temos um coro de personalidades a repetir incessantemente o mesmo ao longo do tempo e sem permissão ao contraditório...

    Um abraço, PEDRO

    ResponderEliminar
  9. Tão verdadeiro quanto lamentável, amiga! Boa semana, fica bem... e vem ao aniversário. :)

    ResponderEliminar
  10. E parece que a Humanidade não aprende, não é?

    Aqui te repito o meu enorme abraço de parabéns e gratidão, Amigo!

    ResponderEliminar
  11. A educação, a cultura, o social podem ser determinantes, porém não o são. Gosto de pensar assim.

    Há sempre a nossa mente a fuir processando.
    Aí intervem o conhecimento...quanto maior melhor.

    beijo

    ResponderEliminar
  12. Não são determinantes, tem razão.

    Mas uma coisa repetida até à saciedade acaba muitas vezes por conseguir convencer. Ou quando só se foca uma parte do tema.

    Sabe que durante muitíssimos anos eu pensei que as únicas vítimas do regime nazi tinham sido os judeus?

    Afinal, as primeiras vítimas foram alemãs e em Auschwitz-Birkenau, em proporção, foram assassinados mais polacos que judeus e numa noite milhares de ciganos - incluindo famílias inteiras - foram gaseadas e cremadas.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Depois de tudo aquilo que nos estão a fazer passar, a este bom povo português, o que me estranha, enormemente, é que não se saia à rua em defesa dos próprios interesses: mas com contundência! E o exercito? Que calados que estão!
    Aquele abraço amigo, querida amiga

    ResponderEliminar
  14. Olá São!
    Sempre actual, não é verdade?
    Eu não vejo maneira de correr com estes sujeitos sem vergonha e sem escrúpulos.
    Um abraço. M. Emília

    ResponderEliminar
  15. mto profundo! adorei!
    vou repassar aos amigos!
    boa semana!

    ResponderEliminar
  16. Querido amigo, pois é isso também que estranho, que aguentemos passivamente. Talvez tenha a ver com cinquenta anos de ditadura.

    Se o exército sair à rua será bom que leve os responsáveis a Tribunal e não deixe tudo em brancas nuvens como na Revolução dos Cravos.

    Mas também receio que estejamos na acalmia que precede as grandes tempestades e aí se demonstrará mais uma vez que é uma falácia essa estória dos nossos brandos costumes.

    Abraço forte, DUARTE

    ResponderEliminar
  17. O drama é mesmo esse: como mudar o sistema?

    Porque é o sistema que temos que mudar, pois os políticos são todos eles marionetes nas mãos de quem tem o Poder, isto é, o dinheiro.

    Abraço, EMÍLIA

    ResponderEliminar
  18. La historia se repite a lo largo de los siglos.

    Besos.

    ResponderEliminar
  19. Particularmente , porque o texto foi escrito há quatro milénios...

    Fica bem, CATARINA

    ResponderEliminar
  20. Concordo totalmente e nem percebo quem diz que não, que a História não se repete!

    Claro que se repete, embora com nuances diferentes.

    Abrazo, TORO

    ResponderEliminar
  21. E pensar que tem quatro mil anos!!

    O meu grato abraço, MOÇA.

    ResponderEliminar

  22. Uma tragédia nacional, São... constante ao longo da História deste país.

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  23. Cada vez mais creio que Portugal encalhou numa curva do Tempo!

    Bom resto de dia.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...