segunda-feira, 24 de maio de 2021

O Cântico Negro de José Régio Por Paulo Gracindo

28 comentários:

  1. Simplesmente fantástico. Assim se lê (leu) bem poesia.
    .
    Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo Gracindo era um actor excelente.

      O seu coronel Ramiro bastos em "Gabriela" foi excepcional.

      Saudações cordiais

      Eliminar
  2. Poema soberbo! Declamado de uma forma sublime!
    Gostei muito!

    Votos de uma excelente semana, amiga São!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um excelente momento, sim!

      Grato abraço, igualmente, Mário :)

      Eliminar
  3. Me entristece que no esté traducido al español aquel poema...hubiera sido lindo entenderlo, Sao. Un abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguém que recusa seguir a maioria e pensa por si, contra tudo e contra todos e que termina dizendo " eu não sei para onde vou, não por onde vou, sei que não vou por aí!"

      Quanto a tradutores, o teu das bandeiras não o posso colocar, porque o Google + deixou de existir. Porém, podes clicar sobre as linhas horizontais do canto superior esquerdo e verás o tradutor onde podes escolher a Língua que mais te agradar.

      Beso, Ingrid

      Eliminar
  4. Tenho um grande amigo que declama este poema de forma magistral!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este poema é muito apreciado, sem dúvida.

      Vê-lo ao vivo por um amigo, que sorte!

      Beijos

      Eliminar
  5. Não conhecia esta versão, somente as de João Villaret e Ary...
    Um privilégio imenso, descobrir uma nova versão das palavras de José Régio!...
    Beijinhos! Desejando-lhe a continuação de uma excelente semana!...
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há várias.Descobri a de uma senhora brasileira que me agradou imenso e vou publicar no outro blogue daqui a uns tempos e no facebook publiquei a de Pedro Lamares.

      Nunca ouvi Ary dos Santos a dizer este poema.

      Grato abraço, Ana, retribuindo.

      Eliminar
  6. Paulo Gracindo... um dos maiores nomes do palco, no Brasil! E o poema é fantástico, não o conhecia! Obrigado, São; meu abraço, amiga, boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre admirei Paulo Gracindo desde que o vi a trabalhar em "Gabriela", enorme sucesso em Portugal logo a seguir ao 25 de Abril de 1974.

      José Régio é um grande poeta português e já visitei a sua Casa-Museu em Portalegre, onde foi professor liceal. Este é um dos seus melhores poemas.

      Te abraço com estima, Swami!

      Eliminar
  7. Oi São
    Um lindo poema
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos melhores poemas de Régio, muito bem dito pelo vosso Paulo Gracindo.

      Beijinho de boa noite :)

      Eliminar
  8. Olá, amiga São!
    Nunca é demais ouvir este belo poema de José Régio, na voz deste enorme ator e declamador, Paulo Gracindo.

    Ótima quarta feira, minha amiga.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. No lo conocía el poema.
    Declama con mucha energía!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo Gracindo foi um óptimo actor brasileiro e aqui o poema do poeta prtuguês exigia essa energia.

      Besos

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Sim, uma interpretação excelente!

      Abraço, boa noite :)

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

CITAÇÃO : ADORNO, FILÓSOFO ALEMÃO, 1949

 "Escrever poesia depois de Auschwitz é bárbaro e a educação tem como objectivo que se não repita!"