MALTA

MALTA

sexta-feira, 14 de maio de 2010

"MULHERES E TEOLOGIA"

"Tomei consciência da vastidão das queixas, elevadas do Antigo e do Novo Testamentos, sem ocultar histórias de sofrimento e interpelações éticas.

A Bíblia é, de facto, o campo aberto à diferença de tratamento das mulheres pela desigualdade e inferioridade."

MANUEL VILAS BOAS
( Março de 2010)

38 comentários:

  1. Pois é,mas isso tem q acabar.E brevemente,pois já chega de nos aborrecerem a cabeça:)))

    Beijinho doce e vem sonhar cominho

    http://vemsonharcomigo.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Acredito que as mulheres tomarão na igreja e no mundo o lugar que lhes é devido, mas não com a ajuda do pastor alemão,cuja vinda a Portugal nos custou 75 milhões de euros!!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Temas fortes que os teus posts abordam este fim de semana..., infelizmente tão actuais!
    A Bíblia será um campo aberto à diferença de tratamento das mulheres pela desigualdade e inferioridade porque sempre foi conveniente para as hierarquias religiosas interpretá-la como melhor convinha e não à luz da época.

    Dificilmente uma mulher gastaria tantos milhões com uma visita e fá-la-ia com igual ou superior dignidade, por isso nunca convém ao Vaticano escolher Papas jovens e capazes de mexer nas estruturas de fundo da Igreja, sobretudo porque os cardeais que gravitam à volta da "Santa Sé" são muitos e são um forte poder.

    Beijo e bom fim de semana para ti, Sáozinha.

    Branca

    ResponderEliminar
  4. E quando há alguém honesto como foi Albino Luciani , morre depressa com um adequado e fulminante ataque cardíaco.

    João XXIII não era muito jovem , mas conseguiu realizar o Vativano II, que João Paulo II e Ratzinger destruíram lentamente assim como todos os movimentos mais progressistas.

    Ainda ontem ouvi uma católica devota , mas lúcida, pertencente ao MOvimento "Nós Somos Igreja" e que denuncia a pedofilia e proclama a necessidade de acabar com o celibato obrigatório e a justiça da ordenação das mulheres, entre outrs coisas: Maria João Sande Lemos.

    Um fraterno abraço, linda.

    ResponderEliminar
  5. ... pelas minhas contas (de cabeça, que não as do rosário) ainda muita água irá correr sob as pontes até que as mulheres tenham uma posição de facto na hierarquia da religião católica. Porque - no campo adverso, estão elas próprias e em maioria. Ainda há muito caminho a percorrer. Infelizmente.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Sim, e não será o pastor alemão a abreviar esse caminho, desgraçadamente.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Não logro entender, faço esforços, parece incrível!
    Homem ou mulher, que mais dá, somos seres humanos com as mesmas capacidades, sempre que me expresso assim faço referencia ao intelecto e sem entrar em quem o desarrolhe ou não, é sempre em igualdade de circunstâncias.
    Como já te disse noutro momento e até fiz referencia a algum livro que li, a igreja, em geral, é dominante e sem contemplações. Isto tem que acabar! Começam a empregar a minha culpa, mas entre dentes, não com claridade.
    Que valente que es!!!
    Um chi coração, querida amiga

    ResponderEliminar
  8. Agradecida pelo amével elogio, permite-me no entanto discordar: não se é valente quando a única opção que temos é tão só a de lutar contra a injustiça .

    Por enquanto, a Igreja apresenta desculpas a contragosto, mas quais as acções reais para castigar os faltosos e minimizar o sofrimento das vítimas?!

    Um abraço grande, companheiro.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Opinião interessante, sim, São. Até porque esta não pode ser a intenção do Coração do Universo. :) Boa semana, fica bem!

    ResponderEliminar
  12. Sim, também não creio que as discriminações e os preconceitos sejam mais do que tristes invenções da humanidade.

    Uma feliz semana, Swami.

    ResponderEliminar
  13. sempre a mulher em planos inferiores, xará... e somos nós da dita EUROPA!!!
    direitos e "domocratidamente" encostados no nosso cantinho...
    um diaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    vamos lá chegar, em todos os sectores!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Ah sim, xarázinha, vamos de certeza repor a justiça e ter a Mulher no devido lugar!!

    Um abaraço terno.

    ResponderEliminar
  15. Amiga, São...Pensei ter comentado este post.. Mas vamos lá. Penso amiga que a discriminação das mulheres tende a findar-se. Afinal, elas são a maioria dentro da Igreja Católica servindo em todos os setores dos templos e na adoração ao Senhor. Os Apóstolos eram casados, também sabemos, e há o inconformismo feminino justo pela condição inferior nesta servidão. Sabemos também que o " machismo" tem suas raízes na cultura cristã. Um contrasenso da religião que louva Maria, perdurar na acusação de Eva, e na punição secular feminina.


    Beijão, amiga!

    ResponderEliminar
  16. Querida, eu também creio que mais tarde ou mais cedo a mulher se libertará do jugo imposto ppor uma sociededa ainda muiiiitooo machista.


    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  17. *
    Amiga
    ,
    moro a poucos metros
    de uma Igreja.
    Os seus frequentadores,
    noventa e cinco por cento,
    são mulheres e de várias
    classes sociais (como se diz),
    é uma incongruência, não achas ?
    .,
    (li num teu comentário, citares o
    Vaticano II, sou “filho” dessa
    Encíclica . . . continuo a lutar por
    ela e a mim ninguém me calou
    nem me calará, antes ou depois
    do 25 de Abril e digo-te que
    senti mais pressões no tempo
    da outra senhora e, como é óbvio,
    pelos mentores da actual
    Hierarquia Católica ! ) .
    (é a Teologia da Libertação, topas ?)
    ,
    conchinhas amigáveis, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  18. Meu amigo, e sabes quem éw que esmagou a Teologia da Libertação? E quem acabou com o Moivimento dos padres operários?

    Claro que sabes!

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  21. Querida São,

    Como sabes, temos cada uma opiniões diferentes e como estou no teu blog e respeito as tuas opiniões, não darei aqui a minha... :))

    Retomando a tua frase "E se deixasses de vez , nessas termas, as hérnias, que não te fazem falta alguma?, rrrsss, responder-te-ei : Eu bem quis mas não aceitaram deixar-me :))
    rrrsss

    Beijocas

    Verdinha

    ResponderEliminar
  22. Ma chérie, aqui podes dizer sempre a tua opinião, mesmo que seja diferente da minha. Como o é neste caso.

    Eu não sei se já te disse, mas creio firmemente em Deus ( para mim, o nome é completamente irrelevante). Mas continuo a pensar, cada vez mais, que não são necessários mediadores entre quem crê e essa Fonte de Vida.


    mas respeito as pessoas que sinceramente encontraram um padrão de vida numa organização que é bem imperfeita.

    POis, infelizmente, essas coisa aborrecidas fazem questão de nos fazerem companhia por muitoooo tempo, rrss

    Je t´embrasse.

    ResponderEliminar
  23. Há um reino chamado Vaticano..................

    ResponderEliminar
  24. ...que é mais um império.

    Obrigada por ter vindo.

    ResponderEliminar
  25. Mi querida Sao,

    Creo en la igualdad y por tanto no veo que el discriminar a la mujer sea bueno en ninguna parte.

    Un beso grande!!

    ResponderEliminar
  26. Agora quem está em desacordo sou eu, querida amiga, outros optam por praticar com o silencio. Uma equivocação, é certo, mas nem sempre reúnem o valor necessário para expressar-se.
    Gostei do modo como tratas o tema.
    Abraços de amizade

    ResponderEliminar
  27. E como temos que lutar e mostrar que somos superiores!
    Jhs

    ResponderEliminar
  28. Estimado amigo RICARDO, a discriminação - tal com bem dizes - nunca é boa, principalmente se se baseia em preconceitos e machismo. Aliás, o machismo prejudica também o homem.

    Besos.

    ResponderEliminar
  29. Muchas gracias por teres vindo, estimado DUARTE: é sempre uma alegria.

    Abrazo fuerte.

    ResponderEliminar
  30. É mesmo, companheira! e, pr vezes, nem mesmo assim!

    Um grade abraço, CLARINDA.

    ResponderEliminar
  31. Qualquer das religiões monoteistas tem um relacionamento tenso com as mulçheres.
    Bjs

    ResponderEliminar
  32. Concordo, a cultura e tradição da época era mesmo muito machista. É preciso ser sábio para entender a evolução e ficar só com as coisas do bem que a bíblia nos traz.

    ResponderEliminar
  33. Obrigado pela sua visita à minha astronomia.

    Bjs

    ResponderEliminar
  34. É...e todas elas as tapam, seja por que pretexto seja!

    Um abraço, GATO.

    ResponderEliminar
  35. Absolutamente de acordo, principalmente a mensagem do Novo Testamenteo.

    Bem haja, querida MáH!

    ResponderEliminar
  36. Caro VIEIRA, nada tem a agradecer, mas se o quer fazer é só dar-me o gosto da sua visita por aqui, rrss

    Bom resto de semana.

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...