domingo, 16 de fevereiro de 2014

"VELHOS E JOVENS " - ECKERMANN

"De nós, velhos, desculpam-se os erros, pois não encontrámos as estradas abertas; mas de quem chegou ao mundo depois de nós, pode-se exigir mais; andarão por caminhos que nós já abrimos."
 
                J. P. ECKERMANN

20 comentários:

  1. Respostas
    1. Minha querida, temos de valorizar as pessoas de idade cada vez mais.

      No Brasil não sei como é, mas aqui abriu-se uma guerra - começada pelo Governo CDS/PSD - contra as pessoas de idade.

      Actualmente, Portugal não é um país para velhos!!

      Abraços

      Eliminar
  2. Boa tarde São!

    Estou de acordo com o seu texto.. É mesmo assim.
    Gostei


    Beijo, bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não é lamentável que os jovens desaproveitem os caminhos já abertos, amiga?

      Abraço

      Eliminar
  3. Contudo, não deixam de fazer asneiras, e da grossa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois e o pior é que têm adultos (cronológicos, porque mentalmente são pré-adolescentes) a dar-lhes apoio e cobertura!!

      Fica bem

      Eliminar
  4. Buenas tardes Son, gracias por su comentario.
    Me encanta ver su foto de niña y ya en la plenitud, la veo muy linda.
    Con un corazón joven, aunque el cuerpo le tengamos que atizar como una borrica, vamos andando.
    Le dejo un beso de ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bienvenida!

      A idade não perdoa, nem sequer mentalmente: existem coisas que nos fazem uma certa confusão....

      Besos com carinho

      Eliminar
  5. Pois amiga...
    Mas esses caminhos, ao que me consta, estão enlameados!...
    Bjssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois estão, mas estão abertos!

      Nós tínhamos a muralha de uma ditadura , de uma PIDE, de uma guerra colonial, e no caso das mulheres - além da repressão geral - tínhamos um fortíssima discriminação sexual e , ainda assim, avançámos.

      Portanto, estas gerações irão ter que seguir em frente nem que seja quando tudo lhe desabar em cima!!

      Abraços

      Eliminar
  6. Mas ainda há muitos que se recusam a caminhar, São.
    Quando assim é....
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas irão ter que caminhar quando o céu lhes cair em cima e em cheio ...não terão outra saída!

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Pois, de facto o caminho já foi preparado, mas às vezes o problema é esse: facilidade a mais...
    Beijinhos, bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, é por não terem que batalhar por nada que se acabam por suicidar e matarem outr@s através de comportamentos completamente disparatados.

      Abraço e bom dia, rrss

      Eliminar
  8. Às vezes é o facto de não terem que fazer caminho que os torna incompetentes.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A nossa geração psicologizou demais a Educação...mimou mal as criancinhas e demasiadas pessoas acharam que travar e limitar causaria traumatismos de personalidade.

      Disso escapei, porque sou Educadora de Infância e sempre considerei , como considero, que toda a gente tem que saber que existem limites aos seus comportamentos e que para ter liberdade tem que ter responsabilidade!

      Agora aí temos os tristes resultados: pessoas que reclamam o "direito à humilhação " própria e, o que muito mais me preocupa, alheia!!

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Os mais idosos incomodam. São uma classe a abater! Os jovens aproveitam o que encontraram feito, mas nada fazem de novo...não evoluem!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os idosos, os deficientes, a classe média, os jovens , os reformados, os doentes, os alunos, os professores, os militares, ...

      Em Portugal, para o actual bando do Poder (reformado de Boliqueime incluído) as únicas pessoas que não incomodam são as que se ontegram na sua camarilha e nada se importam nem com ética nem de vender o país ao desbarato.

      Os jovens vão ter que evoluir e à bruta, quando já não tiverem o respaldo nem dos avós nem dos pais e, muito menos, do Estado!

      Boa semana e beijinhos

      Eliminar
  10. Abrimos, São? Às vezes, tenho cá as minhas dúvidas. Mas a frase nos faz pensar... e isso é ótimo! :) Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abrimos, sim!

      Não tiveste uma ditadura terrível tal como nós em Portugal? Esse caminho , o deixámos aberto e pagando alto custo!

      Abraço e boa semana, Amigo

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...