sexta-feira, 21 de março de 2014

DEVANEIOS - EM DIA DA POESIA...

Se as palavras no meu coração
Se recatassem, se resguardassem, se não falassem,
Tudo seria  talvez mais fácil, mais claro, menos duro...
O tempo deslizaria suave, puro e luminoso,
No avesso da dor, da mágoa,da tristeza,
E não no gume das lágrimas , à beira do abismo,
No frio cortante da noite.

Mas, por decisão dos deuses, a exclusiva maneira 
De emudecer um coração é arrancar-lhe a punhal 
A raiz da Vida.

                                                       São Banza
                                                         (25/2/2014)


                               Portugal(11-7-2010)

32 comentários:

  1. Gostei muito da comemoração aqui por estas bandas :))
    BFDS!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto que goste , rrss

      Grato abraço e seja feliz!

      Eliminar
  2. Bom dia São

    Bonito, poema, gostei de ler :-)


    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achou mesmo? Grato abraço!

      Bom serão, Ci

      Eliminar
  3. Lindo poema, bela homenagem!Parabéns! bjs,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço, Chica: és muito amável!

      Bem hajas!

      Eliminar
  4. ... a punhal e sem anestesia, e o coração não merece isso.
    Aliás, nem sei como o (nosso) coração resiste a tanto.

    Feliz dia e excelente fim-de-semana.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a minha concordância: como é que o coração humano resiste a tanto?

      Como é que face à loucura reinante ainda se conserva alguma sanidade mental?

      Renovo aqui os meus parabéns e o desejo de que o seu excelente blogue permaneça connosco por muitissimo tempo!

      Bom fim de semana , também, rrss

      Eliminar
  5. Amiga eu gosto muito de poesia, mas não a escrevo. Tenho por isso uma
    admiração enorme por quem tem a sensibiliade e a arte de o fazer.
    Neste dia Mundial da Poesia um beijinho.
    Obrigada pela sua resposta sobre aquele meu problema acerca do Windows8.
    Realmente eu também sei pouco das coisas técnicas, mas enfim com uma
    ajuda aqui outra ali vai-se conseguindo.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu computador esteve em tratamentos e eu agora tenho que andar a descobrir como é que funciona agora...

      Também não escrevo poesia.Quando muito , prosa poética.

      Há alguns textos que me agradam, mas a maioria não, pois lhes falta ritmo...

      Tudo de bom, amiga Irene

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Muchissimas gracias pela tua enorme generosidade!

      Bem hajas, Xavi!

      Eliminar
  7. Magnífico poema...com ALMA!

    Parabéns, São!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GRande e grato abraço pela tua gentileza, Lisa, rrss

      Bem hajas!

      Eliminar
  8. Querida São, mas resguardasse as palavras no seu coração... não seria a São!
    Um grande beijinho e bom fim de semana. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, se calhar tem razão: não podemos deixar de ser nós mesmas, não é?

      Querida Manela, volte sempre porque é um grande prazer vêla por aqui.
      Beijinhos.

      Eliminar
  9. Parabéns por esta linda poesia! ... e por outras que decerto existem e hão de existir em suas palavras... Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abraço muito reconhecido pelo seu gentil apreço, Estela

      Bem haja!

      Eliminar
  10. Mas essa é a São que eu conheço! palavras cá para fora querida amiga...
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha linda, grato beijo pela palavras tão amáveis!

      Bem hajas!

      Eliminar
  11. Oi, São!
    Parabéns pelo dia da poesia, pelo dia do blogueiro e pela sensibilidade à flor da pele! Sua maneira de sentir é intensa.
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abraço grato em triplicado e mais uma vez ainda, porque é sempre um enorme prazer receber sua visita.

      Bem haja!

      Eliminar
  12. O dia já passou mas dias de poesia são todos os dias. Assim sendo devo dizer que achei o poema muito bom. Um grito de revolta e dor que quase todos trazemos amordaçado no coração, mas que poucos têm coragem, engenho e arte para o libertarem. Adorei.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitissimo grata lhe fico, amiga. E vindo de quem escreve tão bem como a Elvira , é muito importante o elogio.

      Que tudo corra bem consigo e família.


      beijinhos para si e neta, rrss

      Eliminar
  13. Poema muito bonito estando de parabéns a sua autora.

    Bom fim de semana ... cumprimentos
    *******************************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço por gostar da minha poesia, Ricardo.

      Bem haja!

      Eliminar
  14. Oi São!
    Linda a sua poesia.Obrigada pelo carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Um devaneio em forma de poema que define uma alma que não se contenta com a superficialidade da vida. Parabéns amiga São.

    beijinho

    ResponderEliminar
  16. Minha linda, não consigo entrar em nenhum dos blogues...

    Grato abraço pela generosidade e, realmente, não sou capaz de ficar pela espuma dos dias, não.

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  17. Olá São,

    Não sabia que você também versava.
    Parabéns!
    Muito lindo e intenso.

    Feliz domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Favor seu: não escrevo poesia!

      Quando muito prosa poética , que algumas vezes me agrada, como esta...

      Grato abraço e bom domingo, Vera

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...