MALTA

MALTA

sábado, 21 de abril de 2012

PESSOAS DE ABRIL : JOSÉ AFONSO

14 comentários:

  1. Nâo o vejo , simplesmente, como a "voz da intervenção, da liberdade".

    Considero-o a melhor voz do fado de Coimbra.
    Uma voz eterna!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Absolutamente de acordo, a voz de José Afonso é ìmpar!!

    Um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Com raízes aqui em Mangualde...onde a Liberdade...anda escondida....

    ResponderEliminar
  4. Amiga São, para trazer-te um carinhoso abraço com matizes de céu outonal desde o sul do Brasil, estou aqui.
    Gosto de vir ao teu blog para matar um pouco a saudade de lugares e gente de Portugal que ainda não conheço pessoalmente, mas que moram na minha alma desde meus antepassados portugueses!
    Aqui sinto-me mais próxima de minhas raízes...
    Beijo!

    ResponderEliminar
  5. Tenho saudades dele e considero que faz falta .

    Beijo , São

    ResponderEliminar
  6. Muita falta, mesmo muita!

    Onde a sua coragem, a sua coerência, a sua arte?!

    Ainda temos intelectuais que ousem dizer a verdade e desalinhar-se da corrente dominante? Não me parece!

    Grande abraço, Maria.

    ResponderEliminar
  7. ISABEL , a Liberdade anda pelas ruas da amargura e pensadores que consigam erguer a voz sem medo não os vejo, infelizmente.

    Um abraço grande, amiga.

    ResponderEliminar
  8. Querida VERA é sempre um prazer recebê-la aqui nesta casa, que também é sua!

    Um apertado abraço com voto de excelente fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Amiga São:

    Zeca Afonso é intemporal. A força das suas palavras e da sua voz, cada vez mais é preciso ser lembrada.
    Faz-nos muita falta!


    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Amiga minha, eu não teria dito de outro modo.

    Bem haja!

    ResponderEliminar
  11. José Afonso detentor de uma voz e inteligência que vão perdurar por muitas gerações.

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  12. Sãozita
    O Zeca é intemporal, tive o prazer de o conhecer pessoalmente assisti muita vez aos seus espetáculos, cá em casa é como da familia, quase todos os dias é ouvido, e fizemos questão que ele perdure em nossas filhas e outros jovens amigos.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  13. E eu que o diga, pois fui sua aluna no ano em que o estúpido padre Cordeiro o fez expulsar do ensino.

    Um abraço, RAÍNHA

    ResponderEliminar
  14. ADELINHA, minha querida, só assisti - ao vivo . a um espectácluo dele , em Setúbal: cantou "Os Vampiros", por exemplo.

    Conhecê-lo bem, isso sim: fui sua aluna de História Universal e contactei com ele anos mais tarde por cuadas uns poemas meus, que ele musicaria.

    Um abraço apertado, auerida

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...