quinta-feira, 8 de agosto de 2013

GERTRUD HOHLER : DENÚNCIA DO CONSENSO

"Na realidade, a democracia que  é confiada a quem representa o povo, acaba também em perigo quando se desarma a concorrência.
 
Os deputados «não estão vinculados a tarefas ou indicações e respondem apenas perante a sua consciência». Motivo pela qual devem ser casos bem raros aqueles em que centenas de consciências reunidas num só Parlamento e filiadas tanto nos partidos do governo como nos partidos da oposição batem como um só coração.
 
Se este caso se torna cada vez mais frequente, é necessário estar alerta.
 
E quem faz perguntas, quem apresenta objeções, quem faz considerações quando  a unanimidade se torna o ideal dominante?

A política europeia «sem alternativas» torna-se quase «sem resistência» quando a unanimidade se torna mandamento.

A dialéctica democrática assegura o controlo. "
 
 
GERTRUD HOHLER
( "Estratégia Merkel", em alemão "A Madrinha")

16 comentários:

  1. É necessário existir união e coragem, mas vejo muito comodismo.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Por estas e por outras é que mete nojo a chamada disciplina de voto.
    Carneirinhos?
    Pensei que tivessem cabeça para pensar.
    BFDS!!

    ResponderEliminar
  3. Comodismo até por parte do povo, completamente abúlico .

    Por parte dos Partidos, infelizmente, a qualidade baixou de maneira notória desde a queda de Marcelo Caetano!

    E , para maior desgraça, não existem nem homens nem mulheres de garra e carisma na Europa.

    Veja-se a irrelevância a que Durão Barroso levou a Comissão Europeia, por exemplo.

    Ângela Merkel é uma criatura sem valores nem ética que quer conseguir por esta guerra económica aquilo que Hitler não conseguiu pelas armas: pôr toda a Europa sob domínio alemão.

    Em Portugal, o sonho de Sá Carneiro de" uma maioria, um Governo , um Presidente" tornou-se neste pesadelo infernal que está destruindo a vida de milhões de portugueses e a vender o país a retalho.

    Beijinhos, ADELINHA, e as melhoras do Rodrigo.

    ResponderEliminar
  4. Eu digo sempre que não sou apolítica , mas sou apartidária .

    A razão é mesmo essa idiotice da disciplina de voto e , por isso, embora já me convidassem nunca fui militante de nenhum partido.

    Deus deu-me livre arbítrio e cabeça para pensar, consequentemente não tenho que abdicar desses privilégios para satisfazer interesses mesquinhos e vontades alheias.

    Tudo de bom, PEDRO:

    ResponderEliminar
  5. Procure um lugar próximo à janela
    desfrute cada uma das paisagens
    que o tempo lhe oferecer,
    com o prazer de quem realiza a primeira viagem.
    Não se assuste com os abismos,
    nem com as curvas que não lhe
    deixam ver os caminhos que estão por vir.
    Procure curtir a viagem da vida,
    observando cada arbusto, cada riacho,
    beirais de estrada e
    tons mutantes de paisagem.
    Preste atenção em cada ponto de parada,
    e fique atento ao apito da partida.
    E quando decidir descer na estação
    onde a esperança lhe acenou,
    não hesite.
    Desembarque nela os seus sonhos.
    De aquele abraço apertado nesse Dia Dos Pais ,
    Que espera você na última estação .
    Caso seu pai não esteja a sua espera
    muitos pais estão a espera dos filhos.
    De aquele abraço com um largo sorriso
    o importante é saber , que nesse Domingo
    esteja feliz seja como filha , filho
    ou pai.
    Um abraço e um beijo carinhoso.
    Que seja eterna nossa amizade.
    Caso gostar na postagem
    deixei um mimo para você.
    No Domingo Realizarei o sorteio do livro.
    A venda também na Rede Ponto Frio.
    Para presentear seu Pai.
    Me prometa ser Feliz .
    Evanir S Garcia.

    ResponderEliminar
  6. Agradeço sua mensagem, mas não posso estar feliz: hoje morreu um Homem generoso , que lutou através da sua escrita pela Liberdade e me honrou com a sua amizade:Urbano Tavares Rodrigues!

    Abraço apertado, Evanir e que seja feliz!

    ResponderEliminar
  7. É o comentário do meu filho, nunca vi um povo tão submisso e disciplinado, que aguenta com tudo o que lhe lançam encima.
    Resignação, deve ser!
    Abraços de vida, hoje mais que nunca

    ResponderEliminar
  8. "Os deputados... respondem apenas perante a sua consciência". Esta expressão faria todo o sentido se realmente, o termo consciência fosse usado em rigor, como um "juiz interior" que coerente e racionalmente avaliasse os nossos atos. O problema é que a maioria dos deputados, políticos e afins, não sabe o que ter consciência ou uma intenção pura e desinteressada quando se trata de agir de forma ética.

    ResponderEliminar
  9. Presumo que teu filho tenha nascido e vivido sempre em Espanha e entendo perfeitamente o seu espanto, porque nem eu que sou portuguesa de gema, consigo descortinar a razão desta falta total de reacção, de passar das palavras aos actos, de votar sempre nos mesmos ou de se abster.

    Sou, como sabes, contra a violência, mas em vez de se suicidarem e , muitas vezes, matarem também as suas crianças, seria mais compreensível que fizessem como os bombistas suicidas: morrem, mas matam uma série das criaturas a quem consideram inimigos.

    É um absurdo, mas ainda comporta alguma lógica,agora esta apatia não!!

    Não sei o que ainda tem mais que sofrer para este povo se levantar e reagir! E, depois, ainda há outra coisa: quando reage é às cegas e leva tudo à frente!

    Um abraço apertado, com desejo de bom domingo, meu amigo DUARTE.

    ResponderEliminar
  10. MMM´S concordo, porque se, realmente, a maioria de quem está na política soubesse , pelo menos soubesse, o que é consciência , não teria o supimpo descaramento de fazer as maiores patifarias e afirmar com ar muito sério e ofendido :"Tenho a minha consciência tranquila"!

    E ainda acompanhar esta pomposa frase com arrogantes ataques a quem os desmascarou, tomando - imagine-se - o papel de vítimas!!!

    E o que mais me enfurece á a aceitação de tudo isto pelo povo português!

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  11. Amiga, mesmo que haja pluripartidarismos... eles se unem (coligações partidárias) e fazem a mesma coisa.


    Bom domingo!
    Ótima semana!
    ✿·.¸.• Beijinhos do Brasil
    ♪✿°•.¸

    ResponderEliminar
  12. Tem razão, minha linda, e é esse um motivo mais para que estejamos alerta!

    Bom domingo, rrss

    ResponderEliminar
  13. Daí que a democracia representativa tem sempre de ser acompanhada pela democracia participativa!

    ResponderEliminar
  14. Os deputados «não estão vinculados a tarefas ou indicações e respondem apenas perante a sua consciência». Por isso estamos tramados. Porque consciência é coisa que eles não têm.
    Há mais de 50 anos, a minha avó dizia que "a consciência era verde. Veio uma cabra velha confundiu-a com a erva e comeu-a." Agora a cabra velha é o poder.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  15. Sem dúvida. Também , por essa razão, acho que querer uniformizar tudo é uma jogada anti-democrática, como a que recentemente o reformado de Boliqueime tentou!

    Boa semana, JUSTINE

    ResponderEliminar
  16. A sua avó e a minha querida ELVIRA têm ambas toda a razão, para mal da Europa e, mais ainda , deste Portugal que aguenta tudo e ainda mais...

    Bem haja!

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...