MALTA

MALTA

terça-feira, 22 de abril de 2014

Guerra Colonial - Lembrar 2, Cancioneiro do Niassa

VIVA ABRIL 1974!

PAZ ÀS VÍTIMAS DE UMA GUERRA SEM SENTIDO!



18 comentários:

  1. E foram tantas! Para além dos colonos, os próprios rapazes que para lá iam, militares à força. Ainda ontem na TV referia Carlos Fiolhais como se perdeu muitos "cérebros" nessa altura, entre aqueles que estudavam e foram obrigados a ir para a guerra ou a exilar-se.
    Beijinhos, bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na crise académica e Coimbra um dos castigos dados aos universitários foi o de irem directamente para serviço militar nas colónias.

      Por esses motivos e por outros , me dói ver como o país está sem memória e já quase sem referências.

      P professor Carlos Fiolhais é uma pessoa que respeito e que gostei muito de ver ontem fazer o devido contraponto a Medina Carreira, que se deve achar a inteligência máxima do país e o único que tem capacidade de análise.

      Abraço e que seja feliz, Gata!

      Eliminar
  2. Paz, amiga, a todas as vítimas de todas as guerras,cujo único sentido é atender ao orgulho e estupidez dos nossos governantes! Boa semana, fica bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paz, si, a todas as vítimas de todas as guerras passadas , presentes e futuras...e que para quem lucra , seja de que modor for, com ela não passam de carne para canhão!

      Bem hajas, Swami!

      Eliminar
  3. Querida LúciSão, hoje não vou poder demorar-me como gostaria. Dia 16 chegaram cá 2 casais do Brasil, e tenho andado a mostrar-lhes o nosso Portugal. Mostro-lhes aquilo que em geral turista não visita, as nossas aldeias, o nosso Douro etc, etc. Eles andam encantados e eu feliz por poder mostra-lhes as pequenas belezas do meu país. Logo que possa voltarei . Sei que entendes e me desculpas a ausência. gosto muito do Brasil ( vivi lá muitos anos) e para mim é sempre um grande prazer fazer de tudo para que o povo brasileiro que nos visita goste do que vê e se sinta em casa. Muito obrigada, amiga e logo que possa aqui estarei, como sempre. Um beijinho de grande amizade.
    Emília

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda, menina!

      Obrigada pela explicação e mostra , sim, tudo quanto puderes das maravilhas que temos ...e , se puderes , leva-os a Évora e Monsaraz( ficam relativamente perto).

      Diverte-te, amiga!

      beijinhos e bom Dia do Livro, rrs

      Eliminar
  4. Descula o lúcisão...acabei de visitar o blog da Lúcia e quando cá cheguei distraí-me e comecei e escrever o nome dela e não reli antes de publicar. Que tristeza!!!! Beijos
    Mila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não te preocupes: há dias fiz bem pior, pois em vez de clicar no Responder , cliquei no Eliminar ...e tive que ir pedir à pessoa para comentar de novo, pedindo-lhe desculpa, pela situação!

      Abraço grande

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Para sabermos que somos e construirmos o futuro , temos que guardar memória do passado.

      E, ao contrário do que afirmam, a História repete-se e ainda não acabou!

      Bons sonhos

      Eliminar
  6. São
    Pena que existe guerra.

    São nao se preocupe é porque lendo é facil de entender, mas eu entendi tudinho.E so pra poder ter.
    Ganhei um livro do Senhor embaixador Francisco.
    Leia junto comigo.
    Se nao entender te perguntar.
    chama E tanto mar?
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A guerra é algo absurdo que nada resolve, mas a Humanidade não consegue entender uma coisa tão simples assim...


      Vou ver se consigo encontrar o livro, minha querida, sim? E disponha : pode perguntar tudo, que se souber responderei.

      Abraço de felicidade por si e de parabéns pela prenda, MOniquinha

      Eliminar
  7. Para que nunca se esqueçam os crimes cometidos, as vidas desperdiçadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Absolutamente!

      As guerras são sempre absurdas e esta, ainda juntou o anacronismo da situação!

      Eliminar
  8. Que a memória não se disperse nas falsas flores do tempo presente.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Oxalá assim seja.Eu, pelo menos, tudo farei para que a memóroa permaneça.

    Gostei da reportagem sobre a Semana Santa em Braga.

    Abraço...e bom Dia do Livro, rrss

    ResponderEliminar
  10. As Guerras são responsabilidade política de quem detem o poder negocial.Os militares cumpriam (mal ou bem de acordo com as suas convicções) o que Juraram defender; traidores infiltrados, infelizmente, conviviam no seio das FA e são responsáveis por parte dos que perderam a vida.
    Normalmente isto não é dito e, muito menos, desenvolvido.
    Numa das próximas gerações estes actos serão Documentados pela História.
    A verdade é como o azeite.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperemos que sim,que se saiba toda a verdade...embora eu já tenha conhecimento de alguma coisa.

      Uma excelente semana, amigo meu

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...