MALTA

MALTA

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

CAVACO E O GOVERNO CDS/PSD

"Há quem tenha a ilusão de que o Presidente da República pode impor aos partidos, contra a vontade destes, a sua participação em governos de coligação, por vezes apelidados de salvação nacional"
 
CAVACO SILVA
(Presidente da República)
 
Este senhor esqueceu-se completamente desta sua declaração, quando tentou a todo o custo salvar a coligação entre o PSD e o CDS, governo que apoiou (e apoiará) até para lá dos limites imaginados e por imaginar. E deu provas disso logo no discurso  que fez literalmente  os cravos  tombar no chão em 25 de Abril 2013 na Assembleia da República.
 
Por esse motivo, em vez  de promover eleições aquando da crise provocada no seio da própria coligação pela "irrevogável" demissão de  Paulo Portas( responsável máximo do CDS e ministro dos Negócios Estrangeiros) por discordar da nomeação de Maria Luís Albuquerque como substituta de Vítor Gaspar, foi visitar cagarros nas Selvagens, onde até pernoitou, e tentou forçar uma coligação envolvendo o Partido Socialista, que acabou por terminar em nada, como se previa.

Aliás, só se os dirigentes do PS fossem doidos é que se iriam meter no imbróglio suscitado por Passos Coelho.
 
Assim sendo, o reformado de Boliqueime deu posse a um "renovado " governo, com Maria Luís Albuquerque como ministra das Finanças ( continuadora da política de austeridade de VÍtor Gaspar e de que o mesmo reconheceu o total falhanço) e Portas como vice primeiro-ministro.
 
No curto tempo , que medeia a remodelação e a data de hoje , já um Secretário de Estado das Finanças caiu e os famigerados "briefings" com jornalistas sofreram várias peripécias quanto à periocidade e agenda, tendo Poiares Maduro e Pedro Lomba mostrado a sua elevada tendência para uma democracia bem controlada e musculada .Além da  altíssima incompetência.

Como não bastasse, agora temos  Rui Machete a colocar Portugal em humilhante posição face a Angola

Mas como para Cavaco a estabilidade está acima de tudo, bem pode  este Governo fazer  quanto lhe apetecer que terá a sua bênção até 2015, pois então.

Nem sequer consegue perceber , aquela luminária, que a instabilidade vem  deste malfadado grupo que (ainda ) está no Poder!

A tristeza maior é que "o melhor povo do mundo", segundo Gaspar, aguenta tudo e muito mais. Só fervendo de indignação quando o árbitro supostamente não aplica uma penalidade, real ou imaginada, relativamente ao seu clube de futebol.
 
E é por essa paixão futebolística que a maioria da população portuguesa vota como vota, isto é, por "partidarite" e não a pensar nas melhores propostas para o país. Isto quando se dá ao trabalho de  cumprir o seu dever cívico.

Tenhamos a consolação da derrota tremenda do PSD nas autárquicas, embora o Presidente da República tivesse logo o cuidado de avisar de que não se podem fazer a partir delas, leituras nacionais.

Veremos o que acontecerá nas europeias.
 
 

24 comentários:

  1. Aconteça o que acontecer, Cavaco não demite o governo.
    Está no DNA dele não se envolver muito em coisa nenhuma.

    ResponderEliminar
  2. Está melhor , Pedro? ESpero que sim!

    Concordo plenamente: não será por Cavaco que o Governo cairá .

    Ou há outra crise na coligação e , esta sim, irremissível ou o PSD profundo se revolta e afasta Coelho, porque senão continuaremos com estas criaturas a destruir o país e a destroçar milhões de vida sem que o pensionista de Belém se lhes oponha.

    Passos e Portas têm tanto essa certeza que se permitem tudo . pois sabem da impunidade reinante.

    Cavaco teve sempre como principal objectivo e preocupação Cavaco!

    Mas se não quer tomar responsabilidades, não se proponha para os cargos! O que me irrita é que conseguiu ser eleito para todos eles repetidamente, porque Portugal ainda está marcado pela Inquisição e pela ditadura.

    Bom dia

    ResponderEliminar
  3. Da "esfíngica figura pensionista em Belém", nada haverá a esperar! Nada, absolutamente nada! Entre a presunção e a estupidez senil, sempre estiveram e estarão a mais completa ausência de sentido de estado e a mais evidente incompetência de um professor que nunca deu aulas e tenta agora dá-las aos parvos que ainda o ouvem.

    Que ninguém se iluda: estamos nas mãos dos "jotas", para azar nosso, as mais incompetentes gerações da jovem democracia portuguesa. Os que lá estão hão-de prosseguir os ditames da alta finança até 2015. Os que vierem, será como trocar de roupa para o próximo acto! Nem as moscas mudarão!...

    Um óptimo bom dia.

    ResponderEliminar
  4. Sempre achei que o presidente da república não passa de uma figura apenas. Quem manda é o primeiro ministro. Não entendo.

    ResponderEliminar
  5. Concordo, mas que pensas que vai acontecer quando ganhar o PS?

    Mais do mesmo...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Temos um presidente sem "Coluna Vertebral"!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente contigo Sãozita, ainda não estou em mim depois de ver a RTP 1 à pouco.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Adelinha, eu não consegui ver aquela encenação toda e acabei por lhe escrever no facebook que estava perplexa com tanto descaramento e com a visível presunção de que os portugueses são idiotas!

    Abraço, meu bem

    ResponderEliminar
  9. Rodeada por uma alcateia...

    Abraços, LINO

    ResponderEliminar
  10. Não, LISA, não temos presidente: temos um reformado a gozar as mordomias da Presidência, pois a criatura optou pela pensão e não pelo salário do cargo!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Olá, PÉROLA!

    Neste momento estamos , desgraçadamente, nas mãos de jotinhas , que nada sabem da vida tanto no PSD como no PS!

    A única diferença é que Seguro é mais honesto e que Passos se fez eleger sobre um programa de mentiras sem tamanho!

    Mas as coisas mudarão...

    Bons sonhos

    ResponderEliminar
  12. DIANA, há muita coisa no nosso país que não dá para entender.

    Mas , no caso da presidência, o que actualmente se passa quanto à irrelevância da capacidade de intervenção do cargo é de exclusiva responsabilidade de Cavaco.

    Por acontecimentos bem menos graves , o Presidente em exrcício já fez cair Governos directa ou indirectamente.

    Até o próprio Cavaco quando o Governo não era da sua cor partidária fez tudo para que caísse. Só que , agora, o Governo é de Direita e ele abençoa tudo e mais alguma coisa.

    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  13. ÁLAMO,bem vindo!

    Infelizmente, a Democracia portuguesa está em acelerada degradação da qualidade dos intervenientes políticos, que - ao contrário dos que se seguiram ao 25 de Abril - não têm nem experiência de vida nem outra profissão além da carreira que construíram desde as jotinhas.

    Como diz Sousa Tavares, estamos na tempestade perfeita!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. Concordo plenamente contigo!Estes tipos tiram-me do sério! Eles São todos farinha do mesmo saco! Por isso se entendem tão bem!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  15. Cavaco...
    Aí o político questionável, aqui, o nome de um instrumento musical que faz a maior bagunça quando quer... Algo a ver???
    Abraços!

    ResponderEliminar
  16. Minha querida

    Claro que Cavaco não vai demitir os da côr dele.
    Já foi uma victória a derrota tremenda nas eleições.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  17. Eles estão todos bem e o povo que se lixe e que se lixe este país que produz estes políticos cheios de bardamerka

    ResponderEliminar
  18. O bando que se instalou no POder está lá porque este povo não pensa por si e , neste momento, em que lhes está a cair em cima o céu, ainda há quem entre no jogo do Governo e o defenda!!

    Portanto, se calhar só temos mesmo o que merecemos...

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
  19. ROSINHA,claro que não vai : os sacrifícios só tinham limites no tempo de Sócrates e no governo socialista uma dívida que não chegava aos 100% era insustentável, mas nun goveno PSD/CDS sem norte nem rumo uma dívida muito para além dos 100% já não tem perigo algum...

    Mas não foi este reformado de Boliqueime que foi eleito, já depois da história das escutas falsas e do BPN? Portanto, só temos que aguentar..

    O que lamento muito é que estas atrocidades de PAssos e Portas, com a bênção de Cavaco, não afectem exclusivamente quem votou neles!!

    Querida, bons sonhos

    ResponderEliminar
  20. CLAUDINHA, muito a ver, sim!

    Esta criatura é parcialíssima e quanto à seriedade que reclama deixa imenso a desejar,

    SEja feliz seu final de semana

    ResponderEliminar
  21. Bem vinda, TERESA!

    Neste momento, a classe política portuguesa ( mas não só em Portugal isso acontece) é de muito fraca qualidade, desgraçadamente.

    Mais uma razão para lutarmos e para votar nas eleições.

    Abraços

    ResponderEliminar
  22. Nas Europeias vão votar meia dúzia... Sinceramente, como isto nunca vi!
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderEliminar
  23. Numa coisa , concordo com o reformado algarvio(deve ser a única): quem não exerce por deliberação própria( e legítima, sem dúvida) o direito/dever de votar não tem autoridade alguma para protestar, pois nada fez para que as coisas fossem diferentes.

    E se de quem está em presença nada lhe agrada, há sempre a opção de traçar o Boletim ou votar em branco.

    Relativamente às mulheres , então, acho incrível que outras tenham sido mortas para termos esse direito e não o exerçamos.

    Além de que, na ditadura, o voto era proibido às mulheres, simplesmente por discriminação sexual

    Boa semana

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...