terça-feira, 29 de outubro de 2013

PARA LAÍS


30 comentários:

  1. Perdeu um amiguinho de quatro patas, São.
    Como comentava ontem com uma amiga, não são só bichos, são amigos.

    ResponderEliminar
  2. Son mucho mejores que las personas.
    Pero muchísimo más.

    Besos.

    ResponderEliminar
  3. Os animais são como as crianças. Dão-se incondicionalmente, pois não têm maldade. Por isso são verdadeiramente amigos ainda que alguns teimem em chamar-lhes irracionais.
    Deixo um abraço amigo.

    ResponderEliminar
  4. Eles são verdadeiros amigos e deixam saudades!!beijos,chica

    ResponderEliminar
  5. Verdade isso, viu?

    Esta cadela dálmata era lindíssima e de uma meiguice extraordinária e me fez companhia durante mais de uma década.

    Abraços, Chica

    ResponderEliminar
  6. PEDRO, esta minha cadela era mais preciosa que muitas pessoas que por aí andam a infernizar a vida de toda a gente.

    E os animais jamais traem!

    Abraços

    ResponderEliminar
  7. Concordo contigo, TORO.

    Os animais não mentem, aceitam-nos e estão sempre ali, ao nosso lado.

    Besos.

    ResponderEliminar
  8. São mesmo, LAURA, sem pedirem senão carinho e que os tratem bem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Serão irracionais, embora talvez , pura e simplesmente, o seu raciocínio seja tão só diferente do nosso.Pelo menos, nalgumas espécies.

    Mas são muito melhores que nós, que somos a única espécie a poder auto-extinguir-se e parece que já estivemos mais longe...

    Abraços, ELVIRA

    ResponderEliminar
  10. Que linda. Nasceu no mesmo ano que eu. Ânimo.

    ResponderEliminar
  11. Era mesmo linda, um sucesso onde quer que fosse, rrss

    As crianças, ainda mais que os adultos, ficavam com imensa vontade de lhe fazer festas e ela aceitou-as sempre, sem rosnar sequer.

    Beijinhos agradecidos, Diana

    ResponderEliminar
  12. Tens toda a razão!Eu gosto muito de animais e quando mais os conheço menos goato de certas pessoas!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde amiga São!!!
    Belas palavras e com um amor incondicional...amor eterno...eterno amor...Lindo!!!
    Feliz e Abençoado Dia!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderEliminar
  14. Quem ama incondicionalmente jamais esquece esse amor.
    Homenagem linda

    Deixo abraço
    ***********
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Concordo de todo, Ricardo!

    Abraço grato

    ResponderEliminar
  16. Querida BIA, talvez seja o único amor eterno, sim...nunca pensara nisso, mas acho que tem razão!

    Que sua noite seja serena e receba grato beijo.

    ResponderEliminar
  17. Bem vinda, TERESA!

    Também gosto de animais....pelos felinos tenho mesmo paixão!

    Realmente , é preferível conviver com animais do que com certas criaturas que por aí andam.

    Bons sonhos

    ResponderEliminar
  18. Cómo se les quiere, ¿verdad?
    Un beso, querida amiga.

    ResponderEliminar
  19. Os nossos animais de companhia amam-nos sem reservas!
    Linda a Laïs...assim ficará para sempre na tua memória e no teu coração!

    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Sí, amigo mio, verdad!

    Porque nos não traem, porque estão sempre ali a nosso lado quer nas alegrias quer nas tristezas e porque nada nos recriminam...

    Querido PEDRO, besos.

    ResponderEliminar
  21. É bom ver-te por aqui, rrss


    Era mesmo uma maravilha, ROSINHA!

    Como dizes , assim está no meu coração e a sua devoção por mim ainda mais está...

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  22. Tens razão, sem dúvida-

    Houve uma senhora estrangeira , num documentário , que revelou ter tido que fazer psicoterapia para ultrapassar a morte do seu cão, porque fora ´quem a aceitara incondicionalmente.

    Na altura achei um pouco exagerado, como ainda acho, mas compreendo agora muitíssimo melhor a situação.

    bom dia , Piedade

    ResponderEliminar
  23. Deixam tanta saudade! mas compensa arranjar outro, não substitui mas ajuda muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  24. Só que há dois obstáculos, além da impossibilidade da substituição.

    São:

    -Não tenho apoio logístico nem casa que permita ter um animal

    -Não quero passar pelo mesmo desgosto e ter este sentimento de perda.

    Abraços e bons sonhos, rrrss

    ResponderEliminar
  25. OLa São,sinto demais a perda de tua inestimável e insubstituível Lais.Considero estes amigos,nossos melhores companheiros de vida e a saudade que sentimos na sua falta é arrasadora.Adoro animais,e no momento dedico meu amor incondicional á minha cachorrinha que tem 19 anos e se chama Jessica.Gostaria de poder dizer mais palavras de conforto,mas sinceramente ,não as encontro.Meu grande e sentido abraço.SU

    ResponderEliminar
  26. Bem vinda, SU!

    A minha cadela dálmata viveu só um pouco mais de onze anos, mas deixou uma saudade infinda pela maravilhosa companhia e fidelidade.

    Que possa gozar muito tempo ainda da sua amiga Jéssica.

    Grato beijo pela solidariedade

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...