MALTA

MALTA

segunda-feira, 26 de março de 2012

DESABAFOS : JOAQUIM JORGE, BIÓLOGO



"A política é nobre, mas por vezes é mal frequentada.

Não me sinto respeitado, sinto-me enganado.

Sou totalmente a favor de greves.

Preocupa-me o futuro."

JOAQUIM  JORGE
(TVI, 25-3-2012)

20 comentários:

  1. Também me preocupa o futuro, e muito...
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Penso que a todas as pessoas conscientes o porvir está inquietando, amiga

    Boa semana

    ResponderEliminar
  3. Pois preocupa, e muito..qualquer pessoa que viva no nosso país tem que pensar seriamente no que aconteceu para chegarmos a este estado.

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  4. Concordo de todo.

    A classe política teve altas responsabilidades, mas nós não estamos inocentes.

    Votámos sempre nos mesmos, a bastenção subiu em flecha e mansamente tudo aceitamos.

    Boa semana, poeta

    ResponderEliminar
  5. Entristecido meu coração continua...
    Despotismo me revoluciona a alma...
    Injustiça me enevoa a certeza de que tempos bons sempre chegam... Oro para que tudo fique em paz!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  6. São, obrigada pela sua visita. Mas, se me perdoar o atrevimento, peço-lhe para me visitar no outro blogue "Os meus óculos do mundo", já que os Olhares Viajantes estão... digamos... parados para revisão, como os automóveis.
    Voltarei aqui com mais tempo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. A mim também me preocupa, e muito, o futuro!

    ResponderEliminar
  8. O Joaquim Jorge do "Clube dos Pensadores"?

    Grande companheiro e amigo!
    Sintonizo bem a frequência em que intervém!
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Muitos já têm demasiadas preocupações com o presente para conseguirem, sequer, pensar.
    Quanto ao futuro... quando penso nisso, cada vez me sinto mais angustiada.

    Bjos

    ResponderEliminar
  10. Agrdeço muito suas preces, a que me junto.

    Mas, infelizmente, me parece que isto já não vai com orações...

    Beijinhos,VERA

    ResponderEliminar
  11. Bem vinda, TERESA!

    Acabei de travar conhecimenyo com um gato infeliz aos amores, coitado...

    Espero com muito gosto a sua frequente visita aqui e noa "são"

    Bem haja!

    ResponderEliminar
  12. E a quem não preocupa, com tão mau presente?!

    Uma boa semana, JUSTINE

    ResponderEliminar
  13. Exactamente, o do "Clube dos PEnsadores"

    Infelzimente, aqui não consigo apanhar!

    Até breve, AS-NUNES

    ResponderEliminar
  14. Estamos numa armadilha que nos sufoca quase por completo, iSA!

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  15. Preocupante e assustador!

    Beijinho Sãozita e uma flor

    ResponderEliminar
  16. E escuro, principalmente para quem não tem emprego...

    Um abraço, Adelinha amiga

    ResponderEliminar
  17. Enganado não me sinto, porque eles (os nossos políticos), já não me enganam.

    Greves? É sem dúvida um direito, mas sou contra as "nossas" greves a brincar, de um dia.
    Os nossos sindicalistas têm muito que aprender, e o Povo também.

    Tudo de bom.

    :)
    ;)

    ResponderEliminar
  18. A mim também já não me engana esse tipo de políticos que aí está.

    Grves deixei de fazer, quando as faziam todas às sextas-feiras!

    Quanto ao " bom povo português", pela abstenção em flecha e pela votação cega sempre nas mesmas criaturas, só tem o que merece.

    Saudações amigas.

    ResponderEliminar
  19. "Greves deixei de fazer, quando as faziam todas às sextas-feiras!".
    Ao ler esta tua frase São senti-me bem em sintonia, nessa fase também me cansei da má imagem que se dava de uma greve e acabei por não fazer as últimas. Voltei a fazê-las quando achei justo, no último mandato do anterior governo e agora. Infelizmente nem sempre as forças organizadoras, apesar de necessárias, deixam uma boa imagem o que não facilita a congregação de contestações eficientes e crédulas. Pena que as pessoas não se mobilizem mais, voluntáriamente, expontâneamente e se acomodem tanto.
    Receio mesmo que o fim de semana prolomgado de sexta-feira possa passar a um fim de semana prolongadíssimo de quinta a segunda. Ouvi alguns "até segunda", enquanto assistia a um grupo de pessoas mais novas dizerem de forma crítica "são estes os sindicalistas que temos" e isto porque acabaram o discurso, desmontaram as bandeiras e os panos contestatários pendorados nas barreiras que rodeavam o perímetro de segurança montado para Passos Coelho e começaram a debandar muito antes de ele sair, ainda a meio da tarde. Quem ficou para lhe fazer sentir o descontentamento e o vaiar mais uma vez, foram grupos espontâneos e anónimos que tinham incorporado o desfile. :(

    Enfim!

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Branca, penso que o movimento sindical está envelhecido e a precisar de rever as suas estratégias.

    Acho que se - isto será utópico - os sindicatos europues tivessem acções concertadas seria uma óptima maneira de abanar os Governos e a própria Comissão(que , aliás, ainda não percebi para que serve)


    Já alguém pensou no que seria uma Greve Geral de dois dias na União Euopeia?!

    Quanto ao Movimento dos Indignados , que muito aprecio, devem começar a organizar-se a sério. Claro que não defendo a destruição de propriedade alheia.

    Mas estão com a sua imensa força muito flutuante.

    Um abraço , com votos de boa semaan

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...