MALTA

MALTA

quinta-feira, 29 de março de 2012

"SÚPLICA"



Alberga-me Mar
nos teus braços
dá-me o colo
que a minha solidão
me reclama,
mima-me
meu Mar de chegada,
eu não mereço
as incertezas das partidas!

POETA EU SOU , 15/10/2010

16 comentários:

  1. Alma de poeta! Quando se sente aquilo que se escreve.
    Um grande abraço para cada um de vós

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito da poesia dele, mas acho-o ainda melhor em prosa!

    Te abraço, carissimo

    ResponderEliminar
  3. Sãozita
    Também eu gosto da sua poesia.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  4. gosto que tenhamos tanta coisa em comum(infelizmente, algumas bastante dolorosas...)

    Abraço grande, Adelinha

    ResponderEliminar
  5. São, lindo poema! Belas fotos com clics de artista atenta aos belos detalhes na postagem anterior!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  6. O poema é lindo e a foto é óptima .

    Um beijo , São , e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. A poesia de Poeta é sempre de uma enorme sensibilidade.

    Saint Paul na sua extraordinária beleza medieval prporciona fotso lindas, mesmo para quem não tem gtande jeito, rrss


    O meu grato abraço pelo apreço, VERA

    ResponderEliminar
  8. O meu agradecido abraço , MARIA-

    Fica bem

    ResponderEliminar
  9. Suave e ao mesmo tempo incerto.

    Gosto

    Bom fim de semana.

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Alma de Português, completamente subjugado ao fascínio do mar.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. *
    SÃO,
    será que mereço ? os poemas, são
    de quem os lê, sentindo-os conforme o seu estado de alma,sei que és sincera, porém fica sempre a “sombra”da amizade, srsrsrsrs .
    como sabes, transformo a minha gratidão, em conchinhas, feitas de areia condensada.louras como o sol e odoradas pela maresia trazida nas ondas e no areal espraiadas,é
    extensivo ao amigo Duarte "Morcon"
    e nosso“Embaixador” em Valência . á Flor de Jasmim,um Cristal-M.G.- sensibilizante, (quem ama o Mar, tem vagas de sensibilidade)
    á Lilazdavioleta, onde eu NAVEGO ENTRE OS AZUIS E OS ROXOS, assim como ás companheiras nestas estradas virtuais,vera luiza vaz e acácia rubra, prometendo
    amarar-me nos seus blogs !
    e, em especial para ti, deixo:
    ,
    se eu fosse o mar
    ordenava ás ondas
    que se aquietassem
    ao pisares a praia,
    pediria ás brisas
    que te perfumassem
    com beijos de iodo,
    encharcados de afectos !
    ,
    marés de saúde, num mar
    de respeitos, envio-te,
    nas minhas conchinhas !
    *

    ResponderEliminar
  12. A poesia do POETA é assim, suave como o mat«r quando está de azeite...

    Abraços, LAURA

    ResponderEliminar
  13. Eu não posso deixar de concordar, ELVIRA!

    Abraço grande, amiga

    ResponderEliminar
  14. *
    e como é sexta-feira,
    quero referenciar a amiga,
    Elvira Carvalho, quando te leio,
    sinto aquela raiva nos dentes,
    não me digas, que não me
    compreendes (S.G.). . ,
    a minha vida foi “Tenrreirada”
    Almirantada, Fusetada,
    fruto de uma Algarviada . . .
    Bancos do Bacalhau e seus Dóris . . .
    a menina pescadinha, de tamanhos vários !
    uma medalha para as viúvas,
    100 escudos para os reformados,
    um estado dentro do estado,
    e tantos, tantos mudando de cor no dia “26”
    tantos e tantos revolucionários . . .
    ficou no meu disco rígido, adolescente,
    a capela do Rato, a minha militância na JOC,
    reforçada na Teologia da Libertação, no
    Concilio Vaticano II, esperando que surja
    um Papa, Negro ou não, que a CUMPRA !
    ,
    São,
    como gostas da minha Prosa, aguenta.
    srsrsrsrsrsr, conchinhas !
    *

    ResponderEliminar
  15. POETA, meu querido amigo, sabes que admiro muito a tua poesia...mas que precio ainda mais a tua prosa.

    Portanto, nada há de favorecimentos , rrrssss

    Eu é que não sei se mereço o poema, mas fiqco toda babada e grata, rrrs

    Bem hajas.

    ResponderEliminar
  16. AI, agora é que preciso de todos os lençóis disponíveis, rrrsss

    Um abraço muito estreito e longo, meu querido amigo e Poeta

    ResponderEliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...