CITAÇÃO : IRENE FLUNSER PIMENTEL

 " Hoje ainda, defensores do Estado Novo, muitas vezes por ignorância, difundem a ideia de que Salazar diminuiu o analfabetismo, que introduziu os três anos de escolaridade, quando não dizem quatro anos, quando na verdade, ele os reduziu de quatro para três.

Carneiro Pacheco também quis impedir que as professoras do liceu, onde havia mais rapazes, continuassem a leccionar. Isso também aconteceu. Deixaram de ser professoras e foram substituídas por homens."

Comentários

  1. Querida São,
    Em nenhum país do mundo podemos aceitar regimes ditatoriais e que perseguem pessoas como neste caso as professoras. A história da maioria dos países é manchada por ditaduras, uma página que deve ser combatida sempre pra que absurdos assim nunca mais voltem.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo, concordo totalmente com o seu comentário .

      As ditaduras , seja de cor forem, são sempre más e devemos fazer tudo para combatê-las.

      Abraço caloroso :)

      Eliminar
  2. Pais analfabetos criaram filhos, nos dias de hoje pais com licenciaturas criam/criaram aquilo que basta sair à rua e ver
    Boa tarde e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, tem razão.

      Porém, instrução e educação são coisas diferentes.

      Tudo de bom .

      Eliminar
  3. Ainda bem que tudo mudou. Embora actualmente esteja tudo muito mal!
    .
    Nada acontece por acaso...
    .
    Beijos e um excelente tarde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As ditaduras - independentemente de serem de Esquerda ou de Direita - só trazem maleficios.

      Actualmente , há ainda muita coisa para melhorar, sem dúvida, mas a situação é incomparavelmente melhor em todos aspectos relativamente à ditadura Salazar -Caetano.

      Beijinho e tudo a correr pelo melhor.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Salazar, cuja ditadura durou quase meio século, tudo fez para Portugal não ter pessoas a pensar por si. E nisso teve o apoio total da Igreja Católica , chefiada pelo cardeal Cerejeira, seu amigo .

      Te abraço.

      Eliminar
  5. A nova narrativa, o tentar reescrever a História, são.
    Tão em voga por estas bandas.

    ResponderEliminar
  6. No conozco a estos personajes, querida Sao, que de seguro pertenecen a tu nación. Así es que no te podría dar una clara opinión, por desconocer de qué trata el tema. Un abrazo grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António Oliveira Salazar foi o ditador que instaurou em Portugal o Estado Novo durante cerca de cinquenta anos até 25 de Abril de 1974.

      Carneiro Pacheco foi ministro da Educação dessa mesma ditadura .

      Salazar manteve sempre o povo português na maior ignorância e as mulheres na sua opinião eram propriedade dos pais e dos maridos.

      Grande abraço, minha amiga.

      Eliminar
  7. Vivimos en un mundo en el que algunos quieren torcer los hechos y construir verdades nuevas...
    Besos, querida amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São os proclamados " factos alternativos "...

      Pena que a comunicação social se preocupe mais com ninharias do que informar quer relativamente ao presente como também ao passado.

      Querido amigo, fuerte abrazo.

      Eliminar
  8. Olá, amiga São!
    Foi uma época cinzenta da nossa sociedade, onde o regime do Estado Novo impunha as regras censórias em todas as atividades da vida da sociedade, onde a educação não foi exceção.
    No meu tempo do ensino básico, a escola obrigatória eram 4 anos. Desconhecia essa situação da redução de 4 para 3 anos de escolaridade obrigatória. Mas se existiu, foi lamentável.

    Continuação de boa semana, com tudo de bom.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meu tempo a Escola Primária era de quatro anos, mas não era obrigatória para o sexo feminino.Pelo que tenho que estar grata a meus pais por me terem matriculado .

      A ditadura salazarista era misógina e retrógrada em tudo, como bem escreveste.

      Abraço com estima , bom resto de semana :)

      Eliminar
  9. O grande problema reside na ignorãncia, pode que também pela falta de informação e o não querer investigar. Ainda bem que te temos a TI.
    Grande abraço de vida... besitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço a generosidade das tuas palavras.

      Como profissional de Educação e com um currículo muito preenchido tenho obrigação de estar informada e passar o que sei.

      Fuerte abrazo, querido amigo

      Eliminar
  10. Olá, São,
    Passando por aqui, para desejar um feliz fim de semana, com muita saúde.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço, meu amigo, para ti também agradável final de semana .

      Eliminar
  11. Imagino que viver em ditadura é um inferno. Igualdade entre homens e mulheres exige-se.
    *
    Fim de semana com Saúde, Paz e Amor.
    */*
    Ilusões e Poesia
    */*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ter a certeza que é um martírio : vivi-o até aos 24 anos!!

      As gerações mais novas têm que estar atentas e não darem a liberdade por adquirida, especialmente as mulheres.

      Abraço, tudo de bom.

      Eliminar
  12. Fatal eso de remplazar a maestras mujeres, por varones docentes. Es una alevosía. Un abrazo. Carlos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consegui entrar no teu blogue.

      A Mulher para Salazar e Cerejeira ( chefe máximo da ICAR em Portugal) era um ser inferior , propriedade do pai e do marido.

      Abrazo, bom domingo.

      Eliminar
  13. Pois!... Estaremos hoje em melhores condições de ensino?


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho dúvidas de que estamos, embora com falhas e caminho pela frente.

      Abraço

      Eliminar
  14. Mi muy querida amiga Sao.

    Excelente texto para formular una clara idea acerca de la educación y el alfabetismo.

    Se te abraza con mucho aprecio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Portugal, na ditadura, o analfabetismo era enorme.Particularmente entre as mulheres, pois em 1957 ainda não era obrigatório o Ensino Básico para as meninas.

      Meu querido amigo, forte abraço, boa semana

      Eliminar
  15. Respostas
    1. Esperemos que não.

      Para tal, é necessário que as gerações mais jovens não se deixem enganar por criaturas mentirosas e que só sabem gritar...

      Abraço, bom domingo.

      Eliminar
  16. Infelizmente, ainda há muita ignorância que temos de combater!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é...

      Não consigo entrar no blogue.

      Abraço, bom domingo

      Eliminar

Enviar um comentário

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

Mensagens populares deste blogue

CITAÇÃO - ÉSQUILO

CITAÇÃO : ORHAN PAMUK *