CHILE , CINQUENTA ANOS


 

Completam-se hoje cinquenta anos sobre o golpe militar que, totalmente apoiado pelos EUA, derrubou Salvador Allende,  democraticamente eleito Presidente do Chile e mergulhou o país num banho de sangue sob a infame ditadura de Augusto Pinochet.

VIVA A LIBERDADE!!

Comentários

  1. Viva a liberdade sempre!
    beijos praianos, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Liberdade e Democracia, sempre !!

      Beijinhos portugueses, amiga

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sem dúvida, até porque continuam pessoas desaparecidas sem que as famílias saibam nada do seu destino.

      Abraço

      Eliminar
  3. Uma triste realidade que ceifou a vida a muitos chilenos, e instaurou uma terrível ditadura militar.
    Que a paz e a democracia, permaneçam sempre!
    Votos de uma excelente semana, com muita saúde e paz, amiga São.
    Beijinhos, com carinho e amizade

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero bem que sim, pois foram anos e anos de sofrimento e horror!

      Gostei das palavras de António Costa ontem no Chile.

      Carinhoso abraço, meu amigo.

      Eliminar
  4. Querida Sãozitamiga
    Mas quem se poderia esquecer dum momento tão importante? O general Pinochet, mais um ditador a juntar aos muitos que, infelizmente, houve, há e haverá nesta Terra sem juízo. Parecia ter tudo nas mãos, e a sua biografia é bem o exemplo disso: « Augusto José Ramón Pinochet foi um general do exército chileno e ditador do seu país de 1973 a 1990, servindo posteriormente como senador vitalício, cargo que foi criado exclusivamente para ele, por ter sido um ex-governante.
    Assumiu o poder total no Chile depois de liderar o golpe militar, apoiado pelos Estados Unidos, em 11 de Setembro de 1973, pelo Decreto Lei n.º 806 editado pela junta militar (Conselho do Chile), que foi estabelecida após a deposição do governo democraticamente eleito do presidente Salvador Allende. O seu regime foi marcado por constantes violações de direitos humanos, com mais de 80 mil pessoas sendo presas e outras 30 mil torturadas. Segundo números oficiais, mais de três mil pessoas foram assassinadas pelo governo Pinochet.
    Tal como Jorge Rafael Videla que foi um general argentino e ditador de seu país entre 1976 e 1981. Chegou ao poder com um golpe de estado que depôs a presidente María Estela Martínez de Perón em 24 de Março de 1976, iniciando uma ditadura na Argentina.
    Fizeste muitíssimo bem, querida Sãozita, porque não se pode varrer para baixo do tapete o que parece ser inconveniente. Nunca te doam as mãos!!!!!
    Beijos☺🙂🙄🤩 & queijos de cabra curados
    Henrique
    _______________
    NB - «A Nossa Travessa» traz um post que muitos têm considerado mórbido... Vai lá ver, sff, e depois comenta; obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A América do Sul e África sempre foram terreno fértil para ditaduras e golpes de Estado , desgraçadamente.

      Os EUA , como sempre, apregoam uma coisa e fazem o seu contrário : são o maus completo exemplo do cinismo !!

      Quanto ao teu post, já comentei.

      Abraço grande.

      Eliminar
    2. ERRATA:

      MAIS, não " maus "( embora o sejam)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Pode não gostar de política, Ci, mas é é bom estar informada...

      Abraço com voto de que a recuperação de seu marido prossiga bem.

      Eliminar
  6. Começava a ditadura no Chile, estava a acabar em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, sempre haverá ditadura em qualquer país e também democracias só de fachada.

      Liberdade e Democracia , sempre!

      Eliminar
  7. E o mundo continua tão pronto, para viver sob estes regimes de ditaduras eminentes... as pessoas têm memórias demasiado curtas, pelo mundo fora...
    Viva a Liberdade, e que nunca nos esqueçamos de zelar por ela...
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana, São!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, tem toda a razão, Ana!

      As pessoas esquecem tão rapidamente...

      Nunca pensei ver a extrema-direita no Parlamento português e, no entanto, está lá aos berros e patadas!

      Beijinho, tudo de bom.

      Eliminar
  8. Confesso a minha ignorância, São!
    Em matéria política sou mesmo um zero, nada sei... nem datas...
    Como em tudo na vida, ninguém sabe tudo.
    Poderei saber em outras áreas.
    Hoje trago um convite, caso queiras visitar este meu cantinho:
    http://orientevsocidente.blogspot.com/

    beijinho e apareça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém sabe tudo em todas as áreas, mas em política convém termos alguma informação, pois ela determina a nossa maneira de viver ...

      Gostei das fotos e das legendas .

      Abraço

      Eliminar
  9. Me sumo a ese grito.
    Viva la libertad!!!

    Besos.

    ResponderEliminar
  10. Ao longo das eras... coisas terríveis aconteceram...
    O esquecimento do mundo é só quando lhe convém.
    janicce.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, assim é.


      A dualidade dos Senhores do Mundo é vergonhosa e irrita-me seriamente.

      Abraço, tudo de bom !

      Eliminar
  11. Olá, São, na Ditadura do Pinoche muitas lembranças tristes e amargas ficaram, dentre elas o assassinato de Salvador Allende, Pablo Neruda (envenenado pelo ditador), que, felizmente foi vencida.
    Que nunca mais se repita tanta crueldade.
    Um ótimo fim de semana,
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca se deveria repetir, mas os conflitos que aí nos afligem diariamente mostram o contrário, infelizmente.

      Caro Pedro, meu abraço amigo para si

      Eliminar

Enviar um comentário

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

Mensagens populares deste blogue

CITAÇÃO - ÉSQUILO

CITAÇÃO : ORHAN PAMUK *