domingo, 19 de setembro de 2021

Amor Vida Autismo - Love Life Autism | Joe Santos | TEDxOPorto

32 comentários:

  1. Respostas
    1. O autismo é uma perturbação neurológica e é muito complicado lidar com quem o tem . Não se sabe ainda hoje o que o causa.

      De qualquer modo, considero que se alargou demasiado o espectro do autismo.

      Respeito muito quem cuida estas pessoas, pois vi uma delas desabar em pranto num Seminário em Lisboa.

      Beijinho e bom domingo

      Eliminar
  2. Uma grande lição que adorei ouvir.
    .
    Domingo feliz … saudação poética
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem que se amar muito , para que nos dediquemos a uma missão complicada ... seja ela qual for.E esta é!

      Excelente semana .

      Eliminar
  3. O autismo, é uma doença complexa e muito difícil de lidar, principalmente para quem cuida.
    Vídeo fantástico!

    Bom resto de domingo, amiga São.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O autismo nas suas versões mais graves é dificilimo...

      Neste momento, o conceito alargou-se muitissimo

      Te abraço

      Eliminar
  4. Gostei... Obrigada pela partilha!:)
    .
    Se o sol sumir num dia, noutro voltará ...
    .
    Beijo, e um excelente fim de tarde...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou, pois é importante ter a noção do complicado que é a relação com este tipo de pessoas.

      Beijinho e tudo de bom

      Eliminar
  5. Sou irmão de uma deficiente.
    Que fez 53 anos no sábado.
    Mas é uma criança.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu abraço solidário, particularmente para os vossos pais.

      Agradeço e retribuo o voto.

      Eliminar
  6. Hermoso video te hace pensar , Te mando un beso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O objectivo foi mesmo esse : o de fazer reflectir!

      Te abraço.

      Eliminar
  7. Não é fácil lidar com deficiências.
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, por isso admiro quem , por profissão ou voluntariado, o faz.

      Eliminar
  8. Bom dia
    Foi com a maior das emoções que assisti a este documentário , pois tudo o que diz respeito a autismo me interessa particularmente, já que tenho um neto que faz para o próximo mês 20 anos e lhe foi diagnosticado essa doença aos cinco anos . Nunca teve ações mais violentas , mas vivia num mundo diferente do nosso sem fazer amizades e com uma serie de comportamentos que o Sr. que fez este documentário também fez referencia . Teve acompanhamento especial e os pais tiveram também formação e hoje é um homem praticamente autónomo .
    Só me resta dar os parabéns a quem se dedica a esta doença e o demonstra como aqui acabamos de ver.

    JR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O autismo é , sem dúvida, um problema muito grave, especialmente nos casos mais pesados.

      Penso que o conceito foi demasiado alargado a partir de determinado momento.

      Fico contente por saber que seu neto conseguiu ser autónomo e desejo de coração que a vida lhe seja o mais conseguida e realizada possível.

      Secundo os seus parabéns e gratidão a quem se dedica a pessoas com problemas graves.

      Eliminar
  9. Olá, São,
    Passando por aqui, aplaudindo este excelente vídeo, de amor incondicional, a quem sofre desta terrível doença.
    É desejar uma feliz semana!
    Beijinhos, de carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão , tem que se estar disposto a dar tudo incondicionalmente a estas pessoas ...

      Te abraço, boa tarde

      Eliminar
  10. Uma lição sobre pessoas com autismo mas principalmente uma grande lição de amor. Magnífico!
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lidar com pessoas que não comunicam e que têm comportamentos violentos é enormemente exigente, sem dúvida.

      Vi, uma vez num Seminário em Lisboa, uma profissional desabar em pranto perante uma sala repleta e a partir daí passei a respeitar e admirar mais ainda quem trabalha com pessoas assim.

      Te abraço

      Eliminar
  11. I am sorry....

    Great video .... thank you for sharing

    ResponderEliminar
  12. Debe ser terrible tener un hijo con autismo. Es una condición grave, pero una vez leí de un padre de familia que a su pequeña hija con autismo él la sanó de la forma más rara e incomprensible, la sanó a golpes y empujones, si, Sao, así como lo lees, la niña era como un animalito, comía con las manos, y se la pasaba meciéndose en una silla casi todo el día. Le hacía la vida imposible a sus hermanos, y los médicos le aseguraron a ese padre de familia que su hija no sería nunca nada útil. Sin embargo este hombre empezó a darle bofetadas a su hija de 8 años de edad cada vez que ella se negaba a comer la comida con cuchara o tenedor, y comenzó a obedecer a su padre, poco a poco, empezó a cambiar. ¿Lo puedes creer? Y aunque no lo creas, esta niña terminó de estudiar todos los años escolares, terminó su secundaria, y su padre la corrigió con duras bofetadas a diario. Y logró que ella se comunicara hablando, e hizo de ella una persona útil y capaz. Y no te estoy mintiendo, esto lo leí en la revista Selecciones del Readers Digest...SUCEDIÓ EN LA VIDA REAL. Te dejo mi abrazo sincero.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não ponho em dúvida as tuas palavras.

      Um jornalista do Brasil fez exactamente o contrário e também obteve resultados.

      Cada caso é um caso..

      Autismo e Rhet são Síndromas terríveis e sem cura total...

      Carinhoso abraço, Ingrid, graças pelo testemunho

      Eliminar
  13. Tema controverso, São. Tenho uma filha que trabalha com esses pequenos... e avalio a sua importância! Belo post, amiga; meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem Síndromas terríveis .Até porque são incuráveis!

      O meu respeito para tua filha e abraço para ti, meu querido Amigo.

      Eliminar
    2. Uma lição de vida, só nos reforça que todo sacrifício é válido se fizer com amor e em nome do amor.
      Ele te paciência de aceitar e ensinar e a família venceu.
      Obrigada pela partilha.

      Um beijo

      Eliminar
    3. Totalmente de acordo com suas palavras, Fatyma!

      Paciência e amor são sempre a solução mais adequada, na minha opinião.

      Beijinhos gratos pela presença.

      Eliminar
  14. Um vídeo bem esclarecedor!
    Uma questão de abordagem... acho que é a palavra chave... para se chegar ao mundo das crianças autistas... somos nós que temos de achar o caminho até eles... e mostrar-lhes que há outros... no fundo, acho que a despreparação será nossa... mas quando se consegue entender o mundo deles... as melhorias e progressos costumam ser tão notórias...
    Formidável partilha, São! Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O autismo é algo que ainda não está completamente esclarecido e, quanto a mim, alargou-se o espectro em demasia.

      Haja amor e paciência para desbravar caminhos e chegarmos até às pessoas o mais possível, seja qual for a situação que vivem

      Grande abraço, Ana :)

      Eliminar

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

CITAÇÃO : SAKYA TRICHEN (2016)

  " O inimigo não está no exterior, ele existe no interior da nossa própria mente. As nossas emoções negativas são os nossos piores ini...