AÇORES: ENGARRAFAMENTO ... DE VACAS (TERCEIRA)

 










  As vacas da Terceira são para produção leiteira e são muito magras.

Pastam livremente e  são ordenhadas por ordem , pelo que se dirigem sem atropelos e à hora para junto de quem tem essas funções.

O facto de não terem nenhuma espécie de abrigo e suportarem em todas as estações do ano  um clima tão instável como o açoriano ao ar livre  chocou-me desde a minha primeira visita ao arquipélago.

Transitam por estradas e caminhos sem que as impeçam e têm sempre prioridade, causando os únicos engarrafamentos de trânsito que alguma vez assisti nas ilhas que conheço.

Aqui fica uma reportagem sobre as vacas da Terceira , incluindo  um dos maiores engarrafamentos que já vivi.


Comentários

  1. Puxa, uma vez apenas vi engarrafamento assim...Causa estranheza! beijos, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguma, sim...

      Vi também no Norte de Espanha.

      Grande abraço e bom fim de semana :)

      Eliminar
  2. Imagine-se se investissem contra os carros e/ou contra as pessoas? Era a desgraça total.
    Afinal os animais (neste caso as vacas) até são inteligentes.
    .
    Saudações cordiais
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca soube que as vacas se comportassem desse modo. No Norte espanhol acontece o mesmo : não são os humanos a terem prioridade.

      A Terceira, por influência espanhola tem corridas à corda e criação de touros bravos, mas esses estão em devido recato !

      Saudações cordiais e bom serão :)

      Eliminar
  3. Não fazia a mínima ideia que num país civilizado como Portugal, porque os Açores embora sejam uma região autónoma são território português, aconteciam cenas desta do terceiro mundo.
    Até parece um filme de ficção!

    Uma boa noite, amiga São

    Beijinhos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Espanha , a Norte, também acontece...

      Abraço e bom fim de semana, meu amigo :)

      Eliminar
  4. Também vi, não me recordo o nome quando o pastor vem com elas todas atrás para mudarem de pousio :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desconheço , mas algumas até mudam sozinhas - segundo me disseram.

      Bom fim de semana :)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. São, sim... e as crias, mais ainda!

      Bom fim de semana e abraços :)

      Eliminar
  6. Vacas que no están encerradas todo el día. Me alegra que se conserve la ganadería tradicional.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também, mas parece.me que não seria má ideia terem um abrigo se o quisessem utilizar ...

      Te abraço, amigo mio :)

      Eliminar
  7. Curioso reportagem! As vacas açorianas são como as ovelhas escocesas, transitam ao seu aire. Quen tenha presa que espere ou por qué han de ter preferencia os carros, que não leite e aínda ha que mantelos?
    Um bom post. Cuanto gostaría de visitar os Açores!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando estive na Escócia , não tive oportunidade de me encontrar engarrafada por vacas, mas apanhei um enorme nevão em Edimburgo...

      Claro, só temos que esperar .

      Os Açores são lindissimos: têm paisagens de nos tirar a respiração!

      Abraço grato, bom domingo

      Eliminar
  8. No tenía ni idea de ese tipo de vacas.
    Ahora sí.
    Gracias.

    Besos.

    ResponderEliminar
  9. É a verdadeira Natureza em estreita colaboração com o Homem; só beneficia ambas as partes. Os carros são quem precisa de ordem nesse meio Natural. Pois...
    Gostei, amei...



    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo : é bom para ambas as partes, mas considero que deveriam existir qualquer espécie de abrigo para as vacas, dado o clima ser como é.

      Abraço e domingo agradável

      Eliminar
  10. Olá, São,
    Passando por aqui, para desejar um feliz fim de semana, com muita saúde.

    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Gracias, mi Sao querida, por tu valioso compartir acerca de las vacas de Terceira.

    Obrigado y un fuerte abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido amigo, grato abraço pela vinda, sempre muito agradável.

      Bom domingo :)

      Eliminar
  12. Uma reportagem muito interessante, querida São.
    Um estranho engarrafamento, pois normalmente
    pensamos em carros quando empregamos essa
    palavra. Quanto à recolha das vacas, vejo
    que seguem os costumes de antigamente em que se
    viam os animais a pastarem pelos campos noite
    e dia. Lembro-me do medo que tínhamos dos
    bois quando eu e meus irmãos nos aventurávemos
    pelas nossas/suas terras :)

    O "Xaile de Seda" espera por si. :))

    Beijos
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda, querida Olinda!

      Penso que é muito bom os animais pastarem livremente, mas dada a instabilidade do clima açoriano , considero não ser despropositada a existência de um abrigo onde se pudessem recolher.

      Imagino o receio: eu não sei se me aventuraria ...

      Abraço com voto de excelente domingo :)

      Eliminar
  13. Uma reportagem tão gira!
    Gostei muito!
    Um beijinho, São!
    Gratidão!
    Megy Maia❤🌻❤

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço pelo apreço, Megy.

      Tenha excelente domingo :)

      Eliminar
  14. Esta é boa São.
    Por certo elas pensam que estão na Índia.
    Muito interessante este relato.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, só que na India são sagradas e aqui exploram-nas...

      Grato abraço, boa semana

      Eliminar
  15. Querida amiga, São
    Linda matéria, mas animais nas estradas entradas é perigo para o trânsito, a não ser que seja de extrema necessidade.

    Tenha uma feliz semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, não deixa de ter razão, mas nada a fazer...

      Beijinho grato e semana boa , minha amiga :)

      Eliminar
  16. Imagino o que o Pan teria a dizer, sobre os animais ao relento... :-)
    Magnifica reportagem sobre esta actividade na Terceira! Excelentes imagens, e adorei ficar a saber um pouco mais sobre a mesma... de facto desconhecia, que os animais pudessem circular tão livremente! Mas calculo que todos os condutores da região, já estejam a contar com elas...
    Mais uma belíssima partilha, São! Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Considero que o PAN exagera e que é ridiculo equiparar em direitos e dignidade animais e seres humanos.

      Porém, embora algumas pessoas açorianas me garantam que as vacas são felizes e nem querem abrigo... continua a chocar-me estarem permanentemente ao ar livre faça Sol , chuva, vento, nevoeiro!

      Grato abraço, Ana :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Grata pela vinda!

Não saia sem comentar: a sua opinião importa
(-me).

E volte, em paz...

Mensagens populares deste blogue

CITAÇÃO - ÉSQUILO